Seguridade

22 de março, Dia Nacional de Defesa da Previdência: saiba onde serão as jornadas de protestos na sua cidade

 

21/03/2019 13:34

 

 
Neste 22 de março, diferentes centrais sindicais e organizações sociais em todo o Brasil realizarão atos para protestar contra a reforma da Previdência impulsada pelo governo de Jair Bolsonaro.

O Dia Nacional de Luta em Defesa da Previdência pretende fazer com que milhares de trabalhadores, especialmente os mais pobres, percam benefícios históricos conquistados no passado, mantendo intactos os privilégios de setores aliados do bolsonarismo, como militares, juízes, promotores e políticos.

A campanha do governo, que conta com todo o apoio da mídia hegemônica, tenta instalar a falsa ideia de que a reforma da Previdência é necessária e vai beneficiar o trabalhador. Isso NÃO É VERDADE!!

O texto que está sendo discutido no Congresso Nacional (PEC 06/2019) fala em mudança do regime de repartição para um de capitalização (que foi um desastre em países como Chile e Colômbia), um aumento do tempo de contribuição de 15 para 20 anos, e isso para poder receber um benefício parcial, e acaba com a vinculação dos benefícios previdenciários com o salário mínimo, o que poderia levar a uma aposentadoria até quatro vezes menor.

No Chile, país que inspira o modelo de Bolsonaro, as aposentadorias chegam a valores um pouco acima dos 400 reais (praticamente um quarto do valor do salário mínimo no país, que é de 1650 reais). Também por isso, os chilenos vêm sofrendo com uma crescente taxa de suicídio de idosos nos últimos anos.

A reforma de Bolsonaro é muito pior do que do recentemente preso Michel Temer, e é para enfrentar esta situação que as organizações e sindicatos estão preparando este 22 de março como o Dia Nacional de Luta em Defesa da Previdência, uma jornada de mobilizações que terá eventos em diversas cidades de quase todos os Estados brasileiros. Além disso, a mobilização servirá como preparação para a greve geral que os trabalhadores estão planejando, caso o governo insista nesta perversa reforma.

Com a reforma do Bolsonaro ninguém vai se aposentar. Não podemos ficar parados enquanto o Congresso aprova este atentado contra o trabalhador brasileiro. Vamos à luta!

Confira a lista de atos marcados no seu estado (fonte: página da Central Única dos Trabalhadores (CUT):

ACRE

Rio Branco –
ato às 8h, em frente à sede do governo do estado (Palácio Rio Branco)

ALAGOAS

Maceió –
ato às 15h, na Praça Centenário

Arapiraca – ato às 9h na Praça da Prefeitura

BAHIA

Salvador –
ato às 9h, no Rótula do Abacaxi

CEARÁ

Fortaleza –
ato às 8h na Praça da Imprensa (bairro Dionizio Torres)

Juazeiro do Norte – ato às 16h, no Giradouro

Sobral – ato às 7h30, na Praça de Cuba

Chorozinho – ato às 8h, na Praça da EEF Padre Enemias

Morada Nova – ato às 7h, na Praça da Matriz

Russas – ato às 7h, na Praça Monsenhor João Luiz

Aracati – ato às 8h, na Praça dos Prazeres

Jaguaruana – ato às 9h, na Praça da Prefeitura

Itaiçaba – ato às 7h, na EEF Dulcineia Gomes Dinis

Solonopole – ato às 9h30, no Ginásio Poliesportivo

Pereiro – ato às 7h, na Praça da Matriz

Itapipoca – ato às 8h, na Praça dos Motoristas

Iguatu – ato às 8h, na Praça da Caixa Econômica

Tianguá – ato às 8h, na Praça dos Eucaliptos

Acopiara – ato às 8h, na Praça da Matriz

Paracuru – ato às 8h, no Sindicato Rural

Cratéus – ato às 7h, na Coluna da Hora

Camocim – ato às 8h, na Pracinha do Amor

Paraipaba – ato às 15h30, na Praça do Hospital

Martinópole – ato às 16h, no Galpão dos Feirantes

Jaguaribe – ato às 16h, na Praça do Fórum

DISTRITO FEDERAL

Brasília –
as entidades filiadas realizarão reuniões, seminários, assembleias, atos ou paralisações junto a suas bases, denunciando os perigos da reforma de Bolsonaro e construindo a Greve Geral

ESPÍRITO SANTO

Vitória –
ato às 8h, com caminhada de Jucutuqyara até o Palácio Anchieta

GOIÁS

Goiânia –
ato às 6h, perto da Serra Dourada, na altura do KM 153 da BR

MATO GROSSO

Cuiabá –
ato às 16h, na Praça Ipiranga

MATO GROSSO DO SUL

Campo Grande –
às 9h, paralisação com ato público, na Praça do Rádio Clube. Em todo o estado, a FETEMS realizou assembleias com os trabalhadores, que aprovaram greve geral no dia 22

MINAS GERAIS

Belo Horizonte –
às 17h, ato na Praça Sete. Na parte da manhã, sindicalistas e militantes percorrerão com carro de som dois bairros populosos da capital (Barreiro e Venda Nova) explicando as perversidades da reforma de Bolsonaro e fazendo panfletagens

Montes Claros – ato às 16h, na Praça Dr. João Alves (Praça do Automóvel Clube)

Cidade de Timoteo – ato às 17h, na Praça 1º de Maio

Coronel Fabriciano – ato às 9h, Praça da Rodoviária

Ipatinga – ato às 14h, na Praça 1º de Maio

João Monlevade – ato a partir das 9h, na Praça do Povo

PARÁ

Belém –
às 7h30, concentração em frente ao Banco do Brasil da Avenida Ponte Vargas, e caminhada, a partir das 9h, do BB até a agência do INSS, na Avenida Nazaré

Marabá – pela manhã, defronte do INSS e às 15h, seminário sobre reforma da Previdência na Faculdade Carajás

PARANÁ

Curitiba –
às 9h, concentração na Boca Maldita e às 11h, ato e panfletagem, no INSS, R. João Negrão, 11

PERNAMBUCO

Recife –
ato às 15h, na Praça do Derby

PIAUÍ

Teresina –
ato às 8h, na Praça Rio Branco, em frente ao INSS

RIO DE JANEIRO

Rio de Janeiro –
ato às 16 na Candelária. Depois segue em caminhada até a Central do Brasil

RIO GRANDE DO NORTE

Natal –
às 15h, concentração no INSS, na Rua Apodi 2150. Depois, militantes e sindicalistas seguem em caminhada pelas ruas da Cidade Alta em direção à Praça dos Três Poderes

Mossoró – às 6h, manifestação na base da Petrobrás e, às 8h concentração no INSS. Depois, manifestantes seguirão em caminhada pelas ruas do centro da cidade

RIO GRANDE DO SUL

Porto Alegre –
ato às 18h, na Esquina Democrática

Caxias do Sul – ato às 17h, na Praça Dante Alighieri

Santa Maria – ato às 17h30, na Praça Saldanha Marinho

Pelotas – ato às 18h, no Mercado Público

Passo Fundo – ato às 17h, na Esquina Democrática

SANTA CATARINA

Florianópolis –
ato às 17h, no Ticen

Blumenau – ato às 10h, em frente ao INSS

Joinville – às 14h tem ato na Praça da Bandeira

Criciúma – às 13h30 tem ato no calçadão da Praça Nereu Ramos

Itajaí – às 16h, tem ato em frente à Igreja Matriz

Lages – à s 17h00, tem aulão popular sobre a Reforma da Previdência, no Calçadão Tiago Fiúza de Carvalho

SÃO PAULO

São Paulo –
ato às 17h, em frente ao MASP, na Avenida Paulista

São Carlos – a partir das 9h, na praça em frente ao Mercado Municipal - Centro

Bauru – a partir das 14h, Audiência Pública na Câmara Municipal - Praça Dom Pedro II, 1-50, Centro

Campinas – às 10h, ato dos professores e Servidores Públicos no Largo do Rosário, no centro; às 16h30 tem concentração para o ato e panfletagem na rua 13 de Maio e diversos terminais de ônibus; às 18h tem ato político com representante das centrais, das Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo, movimentos sociais e sindicatos

Grande ABC – às 7h, caminhada com a participação dos sindicatos da região saindo da porta da Mercedes Benz e da Ford

Santos – mobilização a partir das 18h, na Estação da Cidadania: Avenida Ana Costa, 340

Mogi das Cruzes – a partir das 10h tem ato no Largo do Rosário (Praça da Marisa)

Ribeirão Preto – a partir das 17h, concentração na Esplanada Dom Pedro II

Osasco – ato às 9h, em frente à estação de trem da cidade

Carapicuíba – ação às 5h30, em frente à estação de Carapicuíba e, às 9h, ato público no Calçadão

Ubatuba – ato às 10h, no Ipiranguinha, Posto BR, e das 11h30 às 18h, no calçadão do centro

SERGIPE

Aracaju –
ato às 15h, com concentração em frente à Deso, na Rua Campo do Brito





Conteúdo Relacionado