Alckmin como Calderón: a direita os cria e o diabo os une

12/07/2006 15:30

Já havíamos comparado Alckmin a Calderón ¿ ambos candidatos da direita liberal à presidência, do Brasil e do México, respectivamente. O candidato tucano-pefelista diz agora que vai se espelhar na eleição mexicana para tirar lições. Seria, na sua ótica, a vitória de um conservador contra um ¿populista¿, além da semelhança de que um é o candidato dos ricos, o outro, dos pobres.

As semelhanças são realmente grandes. A começar pelas estreitas relações de ambos com a Opus Dei e com a direita elitista dos dois países. Depois, porque ambos estão na tradição de tentar desqualificar políticas sociais de cunho popular como ¿populistas¿, além de tratar de assustar o eleitorado com o que a vitória de um candidato progressista poderia trazer para os dois países.

O mais assustador, no entanto, é que os indícios de fraude eleitoral no México são evidentes. A tal ponto que o New York Times, em editorial, também pediu a recontagem de todos os votos apurados, situação que o governo de Vicente Fox e os tribunais, nomeados por ele, se recusam. Veremos, a partir desta quarta-feira, quando marchas de todo o país se mobilizam na direção da capital, para concentrar-se no domingo na sua praça central - o Zócalo -, que capacidade de resistência têm os órgãos estatais e governamentais para resistir. A tentativa de mover um processo contra Lopez Obrador, no ano passado, para tentar tirá-lo da campanha presidencial, foi derrubada depois da realização da maior manifestação política da história do México. Veremos o que acontece no México esta semana. Vamos ver se Alckmin tirará lições das mobilizações populares também.

Para que se saiba que correntes de ultra-direita se expressaram na candidatura de Calderón, reproduzimos um dos panfletos conclamando a uma manifestação política, com todo o tom extremista dos ¿cristeros¿ ¿ movimento católico de resistência à revolução mexicana e o característico ódio racista de classes da ultra-direita ¿ lá e cá:

Queridos simpatizantes,

Antes das eleições presidenciais de 2 de julho, em que nosso amigo Felipe Calderón obterá uma rotunda vitória que dará continuidade ao crescimento econômico e à certeza deste país, nos reuniremos todos, na noite de sábado, primeiro de julho em ponto às 8 da noite, na esplanada da Universidade Anahuac do Norte, para levar a cabo ¿a primeira megafogueira pela verdade¿.

O simbolismo deste ato representa diante da contenda que decidirá o futuro de nosso país, a luta pela purificação da verdade, mediante a exclusão de tudo aquilo que nos limita, no corpo e na alma e nos engana sobre a autentica missão do homem neste planeta: amar a Deus e faze-lo respeitar¿!!! Por esse motivo purificaremos com o fogo ao homem, levemos tudo o que não serve, tudo o que suja nossas almas, filmes que incitam ao pecado como Harry Potter ou A última tentação de Cristo, livros apócrifos como O Evangelho de Judas e O código da Vinci, as ferramentas do demônio para incitar aos jovens a distanciar-se da vida de Cristo, camisinhas, anti-conceptivos e compridos, que assassinam as futuras gerações de cristãos, filhos não-natos condenados à inexistência pela cegueira do homem.

Também queimaremos de maneira especial os vídeos que o judeu Mandoki fez para o índio Macuspana, por favor, não o comprem!!! Consigam exemplares que tenham sido distribuídos durante a campanha, esses são os mais efetivos e arderão melhor em nossa pira sagrada.

Levemos todos um mínimo de 5 artigos para jogá-los na chama imortal que limpa tudo.

Que ninguém falte!

Se nos mantemos unidos, conseguiremos recuperar ao Distrito Federal, principal fortaleza da febre amarela. Cidadãos: saiamos às ruas para que cada um convença a vinte indecisos, evitemos a possível eleição da prostituta Barrales, que ameaça tirar-nos a delegação de Benito Juarez!!!

Todos a Polanco com Gabriela Cuevas!!

Mas sejamos cautelosos, não usemos azul, porque os olhos do corvo de inimigo estão à espreita, façamos reuniões dentro das casas de aqui a domingo, façamos citas escondidas como nos tempos dos demônios nas ruas!!!

Não nos rendamos agora. Lutemos se for necessário até as ultimas conseqüências , não deixemos que os pentelhos decidam quem vai governar nossa pátria.

Olhem que já está colocado o machado na raiz das árvores e toda árvore que não dê bom fruto, será cortada e jogada no fogo.

Que ninguém falte!

Unidos ainda podemos ganhar!

Pátria, religião e sangue até a vitória!!!!¿


Conteúdo Relacionado