O jornalismo de esquerda precisa de você. Venha ser parceiro Carta Maior. Doe agora!
Seja Parceiro Carta Maior

Quem somos

Carta Maior é o Portal da Esquerda brasileira e da América Latina, tornou-se rapidamente referência de informação de qualidade na internet. O que veicula é fruto de uma consciência histórica explicitamente assumidas, o que faculta ao leitor formar sua própria opinião.

Criada para atuar como ampliadora das teses do Fórum Social Mundial de Porto Alegre, a partir de janeiro de 2001, especializou-se, na cobertura jornalística com viés analítico da Economia e da Política, mas sobretudo de sua expressão nos Movimentos Sociais, Cidades, Internacional, Meio Ambiente, Mídia, Cultura, Direitos Humanos, Educação, Saúde, Princípios Fundamentais e Primeiros Passos.

Seu repertório editorial cumula 16 anos de experiência de participação ativa e da cobertura através da cobertura de Fóruns, Conferências, Seminários, Encontros, Debates e Palestras, nacionais e internacionais.

O auge do nosso trabalho foi sem dúvida o ano de 2016 quando obtivemos 1.803.529 milhões de visitas totais, 1.137.296 milhões de visitantes únicos e 3.681.998 milhões de visualizações de páginas, 2.04 páginas abertas por cada visitante e 3.26 minutos de permanência no site. Resultados do Brasil e do mundo. Essas visitas provinham de 179 países, onde os dez primeiros, desconsiderando o Brasil (com 1.720 cidades brasileiras) são: Estados Unidos, Portugal, França, Reino Unido, Argentina, Alemanha, Argentina, Índia, Espanha e Itália.

Fóruns Social Mundial

Mas a base de tudo isso está marcada pelo acompanhamento, desde o início, portanto há mais de 16 anos, do movimento do Fórum Social Mundial de Porto Alegre. Carta Maior cobriu extensivamente os quatro Fóruns Social Mundial, realizados em Porto Alegre (I, II, III e VI), o IV Fórum de Mumbai, na Índia, o V de Caracas, Venezuela e Bamako, o VII de Nairóbi, no Quênia, o X Fórum Social Mundial de Belém, no Brasil e XI Fórum Social Mundial de Dacar, Senegal. Cobriu ainda o Fórum das Américas de 2004, o Fórum Mundial de Educação de 2004, Os Fóruns Mundiais de Cultura de 2004 e de 2006, O Preparatório Nordestino 2004, Fórum Social Mundial Temático da Bahia e Fórum Social Mundial Grande Porto Alegre em 2010.

Cobriu ainda os Fóruns Europeus de Gênova, Paris e Londres, do Uruguai, Equador, Mallorca, Mediterrâneo e Nova Zelândia, além dos Mundiais da Água de 2003 em Quito e 2005 em Paris e da Reforma Agrária, em Valência, na Espanha e IV Fórum Mundial de Juízes e I Fórum Mundial de Teologia e Libertação, ambos em Porto Alegre, no ano de 2005 e a Rio 10, em Johannesburgo, África do Sul, em 2002 e Rio 20, no Rio de Janeiro em 2012, ambos sob contrato com a ONU, com produção de conteúdos em português, espanhol e inglês.

Seminários e Conferências

Carta Maior cobriu treze Seminários, Conferências, Congressos e Encontros no Brasil e no exterior, inclusive sob os auspícios da ONU, através do PNUD, com temas de alta relevância, como: Meio Ambiente, Economia Solidária, Desenvolvimento Econômico e Social Sustentável, Ciências Sociais, Segurança Alimentar, Reforma Agrária e Comunicação. Em virtude dessa ampla e sistemática cobertura, transformou-se no veículo com maior experiência e domínio sobre as pautas dos Fóruns, Conferências e Seminários nacionais e internacionais e temas como: política nacional e internacional, economia, sustentabilidade, direitos humanos, movimentos sociais, cidades, meio ambiente, mídia e cultura e mais recentemente especializou-se na cobertura da grande crise de 2008 e nos movimentos sociais que eclodiram em vários continentes.

Especiais Temáticos

A partir de 2005, passamos a produzir Especiais Temáticos, que hoje já ultrapassaram setenta arquivos, como é possível verificar no link http://www.cartamaior.com.br/?/Especiais, que representa apenas uma mostra do que já foi publicado.

Documentários

Com base na larga experiência adquirida no transcorrer das coberturas jornalísticas e na produção dos Especiais Temáticos, produzimos e editamos um vasto acervo de vídeos, com mais de 1.800 horas de gravações, além de dez documentários em DVDs, a saber:

1) - RIO 10, CONFERÊNCIA INTERNACIONAL DA ONU PARA O MEIO AMBIENTE - JOHANNESBURGO - ÁFRICA (2002);

2) - EM BUSCA DA PAZ - Documentário sobre o Fórum Social Mundial de Porto Alegre (2003);

3) - CONFERÊNCIA EM SOLIDARIEDADE A CUBA (2003);

4) - A REINVENÇÃO DO FUTURO - Documentário sobre a Mundialização do movimento Fórum social Mundial, abrangendo os seguintes Fóruns:

a) - III Fórum Mundial da Água (Quioto-Japão);

b) - I Fórum Alternativo Mundial da Água - Florença Itália;

c) - I Fórum Social das Águas - Cotia - São Paulo;

d) - Fórum Social Uruguaio - Montevidéu - Uruguai;

e) - Fórum Social de Mallorca - Mallorca - Espanha;

f) - Fórum Social Brasileiro - Belo Horizonte;

g) - II Fórum Social Europeu - Paris - França;

h) - Fórum Social Aotearoa - Wellington - Nova Zelândia;

i) - III Fórum Social Pan-Amazônico - Ciudad Guayana - Venezuela;

k) - Fórum Social das Américas - Quito - Equador;

5) - O CAMINHO DE MUNBAI - Documentário sobre o IV Fórum Social Mundial, realizado em Munbai na Índia (2004);

6) - FÓRUM MUNDIAL DA REFORMA AGRÁRIA - Documentário sobre o desenvolvimento da nova Reforma Agrária - Valência - Espanha, em 2006;

8) - A CRISE DO NEOLIBERALISMO E OS RUMOS DA ESQUERDA NO SÉCULO XXI- PORTO ALEGRE - (2012);

9) - A CRISE DO CAPITALISMO NEOLIBERAL - EUROPA E AMÉRICA LATINA (2012), FÓRUM SOCIAL MUNDIAL DE SENEGAL (2012);

10) -CONFERENCIA DA ONU PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL - Documentário sobre a participação do Conselho Econômico e Social da Presidência da República - Rio de Janeiro - Rio 20 (2012) e Seminário Internacional sobre Desenvolvimento - Documentário sobre os 10 Anos do CDES - Brasília - (2013).

DVDs - Documentários

Alguns dos documentários acima referidos foram transformados em DVDs e exibidos em várias redes de televisão no Brasil e no exterior:

1) - EM BUSCA DA PAZ (2003), sobre o III Fórum Social Mundial de Porto Alegre;

2) - O CAMINHO DE MUNBAI (2004), sobre o IV Fórum Social Mundial de Mumbai, na Índia;

3) - PROPOSTAS PARA UM NOVO MUNDO (2005), sobre o V Fórum Social Mundial de Porto Alegre, Brasil;

4) - A REINVENÇÃO DO FUTURO - O Fórum de Porto Alegre e a sua Mundialização (2003/04), São Paulo, Brasil;

5) - A NOVA REFORMA AGRÁRIA - Fórum Mundial sobre a Reforma Agrária (2004), Valência, Espanha;

Livros e Revistas

Valendo-se da extensa cobertura jornalística realizada, Carta Maior editou dezesseis livros e oito revistas, sobre:

Livros

1) - Cobertura jornalística da Rio 10, Conferência Internacional das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável, realizada em Johannesburgo, África do Sul, de 26 de agosto a 4 de setembro de 2002. Cobertura realizada em português, espanhol e inglês, com textos e em vídeo;

2) - Cobertura jornalística do III Fórum Social Mundial de Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, de 23 a 28 de janeiro de 2003. Cobertura realizada em português, espanhol e inglês, com textos e vídeos;

3) - Livro da cobertura do III Fórum Social Mundial de Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, em português e inglês, patrocinado pela Petrobras, com tiragem de 10.000 exemplares distribuídos gratuitamente em universidades e entidades da sociedade civil, no Brasil e no exterior;

4) - Livro da cobertura jornalística do Fórum Social Mundial das Águas, com conteúdos produzidos a partir das cidades de Quioto, no Japão, Cotia, em São Paulo e Florença, na Itália, de 21 a 23 de março de 2003;

5) - Livro com o título de A Reinvenção do Futuro - O Fórum de Porto Alegre e sua mundialização - 2003 e 2004, composto pela cobertura jornalística dos Fórum das Águas, I Fórum Alternativo Mundial da Água, I Fórum Social das Águas, Fórum Social Uruguaio, Fórum Social Brasileiro, II Fórum Social Europeu, Fórum Social Aotearoa, III Fórum Social Pan-Amazônico, Fórum Social das Américas e III Fórum Social Europeu. A edição foi bilíngue, com a publicação de 10.000 exemplares;

6) - Livro sobre a cobertura jornalística do I Fórum Social Mundial sobre a Reforma Agrária, realizado na cidade de Valência, Espanha, em novembro de 2004, com edição trilíngue, com a produção de 15.000 exemplares;

7) - Livro sobre a cobertura jornalística da 8ª Conferência das Partes da Convenção sobre Diversidade Biológica (COP-8) e 3 Encontro das Partes do Protocolo de Cartagena sobre Biossegurança (MOP-3), ambos realizados em março de 2006, em Curitiba, Paraná, Brasil, com edição bilíngue e com a produção de 3.000 exemplares;

8) - OCCUPAY, livro que conta a história dos movimentos de protesto que ocuparam as ruas do mundo. Livro em coprodução com a Editora Boitempo, em março de 2012, São Paulo, com a tiragem de 10.000 exemplares;

9) - CIDADES REBELDES, livro que conta a história das manifestações de 2013, que tomaram as ruas de todo o Brasil, com o protagonismo do Movimento Passe Livre. Livro em coprodução com a Editora Boitempo, em julho de 2013, com tiragem de 10.000 exemplares;

10) - BRASIL EM JOGO - O que fica da copa e das olimpíadas? Livro que lança olhares multifacetados sobre os megaeventos esportivos sediados pelo Brasil. A Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2016, junho de 2014 na cidade do Rio de Janeiro e em vários Estados brasileiros. Idealizado e organizado coletivamente, a obra lança olhares multifacetados sobre os megaeventos esportivos sediados pelo Brasil. Livro produzido em parceria com a Editora Boitempo, com tiragem de 10.000 exemplares e distribuídos gratuitamente em universidades e escolas brasileiras;

11) - DESENVOLVIMENTO EM DEBATE - 10 ANOS DE CONTRIBUIÇÃO DO CDES - Livro que examina os 10 anos de atividades do CDES - Conselho Econômico e Social da Presidência da República, através do olhar da Carta Maior, na cobertura jornalística e produção de documentários sobre o Seminário Internacional realizado em Brasília entre 16 e 18 de julho de 2013;

12) - A INTERNACIONAL DO CAPITAL FINANCEIRO, livro que desvenda a força do capital financeiro internacional sobre as economias dos países em desenvolvimento. Produzido no ano de 2014, foi idealizado e organizado pelo Diretor Geral da Carta Maior, Joaquim Ernesto Palhares, em parceria com as Fundações PERSEU ABRAMO e FRIEDRICH EBERT, com tiragem de 20.000 exemplares distribuídos por cortesia a estudantes universitários;

13) - PARTICIPAÇÃO SOCIAL E DEMOCRACIA, livro que apresenta a disputa política que se travava no Brasil no após manifestações de 2013, quando a participação social passou a fazer parte da pauta da sociedade. Livro produzido em 2014 foi idealizado e organizado pelo Diretor Geral da Carta Maior, Joaquim Ernesto Palhares, em parceria com as Fundações PERSEU ABRAMO e FRIEDRICH EBERT, com tiragem de 20.000 exemplares, distribuídos por cortesia a estudantes universitários;

14) - BALA PERDIDA - A Violência Policial no Brasil e os Desafios para sua Superação, livro que aborda uma questão que está até hoje na pauta da sociedade brasileira e que lança um olhar sobre um dos principais problemas para os defensores dos direitos humanos, tendo em vista a enorme crise que afeta o país. Com tiragem de 10.000 exemplares em parceria com a Editora Boitempo e distribuído gratuitamente em universidades e escolas públicas;

15) - CURSO LIVRE - MARX-ENGELS a Criação Destruidora, Guia de Introdução ao marxismo, organizado pelo Prof. José Paulo Netto, com textos de vários intelectuais brasileiros. Produção em parceria com a Editora Boitempo, com tiragem de 3.000 exemplares;

16) - AUSTERIDADE PARA QUEM? Balanços e Perspectivas do governo Dilma Rousseff. Livro produzido em 2015 com o objetivo de chamar atenção de que ainda havia tempo de defender, de fato, mais mudanças. O conjunto de artigos reunidos aponta na direção de uma saída da crise voltada à retomada do desenvolvimento inclusivo, com justiça social, soberania nacional e eficiência produtiva. A edição foi feita em parceria com a Fundação Friedrich Ebert da Alemanha, com a tiragem de 8.000 exemplares que foram distribuídos em universidades de todo o país, através de amplos debates com a participação dos autores dos textos e os alunos.

Revistas

1)- I Encontro Ibero-Americano de Conselhos Econômicos e Sociais, revista com 98 páginas, produzida pela Carta Maior, com a íntegra da cobertura jornalística realizada em dezembro de 2011, em Porto Alegre, Brasil;

2) - CDES na Rio 20, revista com 46 páginas, produzida pela Carta Maior, com a íntegra da cobertura jornalística realizada por ocasião da Conferência das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável e a participação do Conselho Econômico e Social da Presidência da República - CDES.

3) - 10 anos do CDES - Revista do Seminário Internacional sobre Desenvolvimento promovido pelo Conselho Econômico e Social da Presidência da República, em 17 de julho de 2013, em Brasília.

4) - Revista Digital, tendo com o tema: REFORMA POLÍTICA: Porque todo o Poder Emana do Povo, revista digital publicada em Maio de 2015, no sitio da Carta Maior.

5) - Revista Digital, BRICS - CONTRA O PARLAMENTARISMO DE MERCADO, publicada em abril de 2015, no sitio da Carta Maior.

6) - Revista Digital, PETROBRAS - Nação ou Mercado, publicada em março de 2015, no sitio da Carta Maior.

7) - Revista Digital, Há um Incêndio em Marcha, mas seu nome não é ISLÃ, revista digital publicada em em janeiro de 2015, no sitio carta Maior.

8) - Revista digital e Impressa, O Golpe Fiscal e o Impeachment do Brasil, publicada em novembro de 2015, no sitio da Carta Maior, com tiragem de 2.000 exemplares.

EXPERIÊNCIA EM TRANSMISSÕES AO VIVO

A experiência da Carta Maior em TRANSMISSÕES AO VIVO, no Brasil e no exterior, é a seguinte:

1) - Seminário Sobre Desenvolvimento, organizado pelo Conselho Econômico e Social da Presidência da República, em Brasília-DF, março de 2006, com 1.000 participantes presenciais e transmissão ao vivo para mais de 12.000 visitas, em seu site na internet.(http://www.cartamaior.com.br/templates/tvMostrar.cfm?evento_tv_id=13). Evento produzido em português, inglês e espanhol.

2) - Seminário Internacional sobre Desenvolvimento, organizado pelo Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social da Presidência da República, Brasília-DF, em março de 2009, com a presença do sr. Luiz Inácio Lula da Silva, então Presidente da República, com da sra. Ministra de Estado da Casa Civil, Dilma Rousseff, que contou com 800 participantes presenciais e transmissão ao vivo com uma audiência que ultrapassou os 60.000 internautas (http://www.cartamaior.com.br/templates/tvMostrar.cfm?evento_tv_id=51). Evento produzido em português, inglês e espanhol.

3) - Seminário Carta Maior - Neoliberalismo - Um Colapso Inconcluso - Debate transmitido ao vivo pela TV Carta Maior, em parceria com a PUC/SP e TV/PUC, desde o auditório do Tucarena, na PUC/SP, com a participação de: Luiz Gonzaga Belluzzo, Maryse Farhi, Ignacy Sachs, Ladislau Dowbor, Marcio Pochmann, Paulo Kliass, Samuel Pinheiro Guimarães e Emir Sader. O Seminário contou com a presença de mais de 500 participantes e a página da Carta Maior recebeu a visita de mais de 8.000 internautas. (http://www.cartamaior.com.br/templates/materiaMostrar.cfm?materia_id=18454). Evento produzido em português.

4) - 1º Encontro Ibero-Americano de Conselhos Econômicos e Sociais, Porto Alegre, Brasil, organizado pelo Conselho Econômico e Social do Governo do Estado do Rio Grande do Sul, em dezembro de 2011, no auditório do Ministério Público do Estado do Rio Grande do Sul, com a presença do sr.Governador do Estado, Tarso Genro, com 600 pessoas presentes e transmissão ao vivo, com uma audiência que ultrapassou os 18.000 internautas. (http://www.cartamaior.com.br/templates/index.cfm?home_id=131&alterarHomeAtual=1). Evento produzido em português e espanhol.

5) - Cobertura jornalística e produção de documentos técnicos e didáticos das atividades do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES), na Conferência das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável - Rio 20, no âmbito do Observatório da Equidade, com contrato do PNUD - Edital 16649/2012, junho de 2012, com 500 pessoas no auditório e transmissão ao vivo, com audiência de mais de 17.000 internautas; (evento transmitido para a página do CDES). Evento produzido em três idiomas,português, inglês e espanhol.

6) - 1º Congresso Internacional de Trânsito, Porto Alegre, Brasil, organizado pelo DETRAN do Estado do Rio Grande do Sul, em setembro de 2012, com a participação presencial de 1.200 pessoas no auditório. Evento produzido em português, inglês e espanhol e transmitido para a página do Detran-RS.

7) - Seminário Internacional sobre Desenvolvimento e os 10 anos do CDES - Conselho Econômico e Social da Presidência da República, em 17 a 19 de julho de 2013, Brasília, DF, para 500 pessoas presenciais e 23.000 internautas visitantes no site da Carta Maior e na página do CDES (http://10anos.cdes.gov.br), evento produzido em português. Inglês e espanhol, com a produção de análises, reportagens, entrevistas e vídeos.

Seu arquivo é composto por mais de 120.000 documentos, entre textos, áudios e vídeos.

Parceiros

Desde o início, Carta Maior se deu conta da importância de trabalhar em parceria com veículos do seu campo político, tanto que amplificou seu alcance ao firmar acordo de compartilhamento de conteúdo com importantes veículos de comunicação nacionais e estrangeiros, como o Instituto Humanitas da Universidade dos Sinos Rio Grande do Sul, Revista do Brasil (São Paulo, Brasil), ABCD MAIOR (São Bernardo, São Paulo, Brasil), La Jornada (México), Página 12 (Argentina), New Left Review (França), Sin Permisso (Espanha), Esquerda.net (Portugal), Rebelion (Espanha), Patria Latina, Nodal (Argentina), Brasil Debate, blog da Boitempo, Plataforma Política Social, Operamundi, La Diária do Uruguai.

Prêmios

Pelo vasto trabalho desenvolvido, na cobertura jornalística das atividades do movimento FSM, bem como pela sua atividade diária, Carta Maior foi premiada em três oportunidades, a saber:

Menção honrosa no prêmio Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos, ao especial "Trabalho Escravo", por meio da sua Jornalista Beatriz Costa Barbosa; prêmio Caixa de Jornalismo Social, concedido à Jornalista Verena Glass e equipe da Carta Maior, pela "Cobertura especial no Fórum Mundial Alternativo da Água - 2005"; prêmio Jornalista Amiga da Criança 2005 - Fernanda Sucupira - repórter das editorias de Direitos Humanos e Educação da Agência Carta Maior, Concedido pela ANDI (Agência de Notícias dos Direitos da Infância) a jornalistas com cobertura de destaque, na quantidade e na qualidade, de temas relacionados a crianças e adolescentes.

Em junho de 2007, a Carta Maior, ganhou, na categoria de "Melhor site de hard news", o Troféu dia da Imprensa, patrocinado pelo Portal Imprensa (www.portalimprensa.com.br), que premiou o melhor da imprensa brasileira em 2006, tendo concorrido, na finalíssima, com a Agência Estado, o Portal G1, Último Segundo e UOL News.

Cadastro de Leitores e Boletim Diário

Possui atualmente, um cadastro de mais de 100 mil internautas, para os quais envia, de segunda a sexta, seu BOLETIM DIÁRIO, com as últimas matérias publicadas, como uma prestação de serviço indispensável para seus assinantes, além de representar uma importante ferramenta de divulgação e marketing. No mais, adota política de copyleft e disponibiliza seu conteúdo para reprodução em diversos outros meios de comunicação e informação, além de seus parceiros já tradicionais.

Redes sociais

Carta Maior participa ativamente das redes sociais, sendo que seu Twitter possui mais de mais de 156.000 mil seguidores e sua página no facebook, conta com mais de 300.000 mil curtidores, perfazendo uma média mensal de 2.600.000 pessoas alcançadas, por semana, em suas publicações nesta ferramenta social.

Coberturas Jornalísticas

Carta Maior foi reformulada em novembro de 2017, após uma crise que a levou a sair do ar por mais de 70 dias. Com a contribuição e incentivo inestimáveis de nossos leitores conseguimos retornar das cinzas e além disso, fomos mais adiante e propusemos uma significativa transformação editorial e conceitual.

A partir daí passamos a contar com 15 editorias, a saber: Cartas do Editor, Política, Economia Política, Pelo Mundo, Mídia, Soberania, Oi, Oi, Brasil (Cartas da Anti-globalização), Anti Fascismo, Histórias do Futuro, Cultura, Idades da Vida, Mãe Terra, Memória, Estado Democrático de Direito e Nossa Seleção, que produzem e publicam reportagens, análises, entrevistas, especiais e vídeos com a participação de seus profissionais em São Paulo.

Porém, talvez a principal mudança tenha sido a reafirmação da nossa vocação analítica, sem perder de vista a conjuntura e os desafios de 2018, um ano decisivo para o Brasil. Carta Maior priorizará uma pauta que estimule o debate sobre o futuro, em especial, sobre os rumos da esquerda e do socialismo.

Cientes de que a destruição promovida pelo neoliberalismo ultrapassa as fronteiras nacionais, daremos ênfase na tradução de artigos e reportagens internacionais, geralmente, de difícil acesso para o leitor brasileiro.

Carta Maior está pronta para enfrentar 2018, com novo formato e nova proposta editorial, disponibilizando análises imperdíveis, produzidas por intelectuais, lideranças sociais e pensadores de esquerda e progressistas do Brasil e do mundo.

Venha conosco !

Nossa Equipe

Joaquim Ernesto Palhares - Diretor e Editor Geral

Carlos Eduardo Fernandez da Silveira - Assistente de Direção

Claudio Cerri - Assistente de Direção

Saul Leblon - Editoriais e Twitter

Dario Pignotti Garcia - Repórter Especial na América Latina

Tatiana Carlotti - Repórter em São Paulo

Léa Maria Aarão reis - Repórter no Rio de Janeiro

Isabela Campos Palhares - Repórter e tradutora em São Paulo

Clarisse Meirelles - Repórter e tradutora no Rio de Janeiro

Naira Hosfmeister - Repórter em Porto Alegre

Victor Farinelli - Repórter e tradutor em Santiago do Chile

Flavio Wolf Aguiar - Correspondente em Berlim

Marcelo Justo - Correspondente em Londres

Leneide Duarte-Plon - Correspondente em Paris

Aram Ahronian - Correspondente em Buenos Aires

Letícia Braz - Editora em Brasília

Colaboradores

Uma significativa rede de intelectuais, professores e lideranças sociais do Brasil e do mundo colaboram com a Carta Maior com suas análises, por exemplo:

  • Alejandro Nadal - Doutor em Economia - UNAM - México
  • Alexandre Rocha Padilha - Médico Sanitarista e ex Ministro da Saúde do Brasil
  • Aluísio Almeida Schumacher - Doutor
  • Álvaro Verzi Rangel - Sociólogo e codiretor do Observatório de Comunicação e Democracia da Venezuela
  • Amy Goodman - Diretora do Democracy Now
  • Andrei Koerne - Doutor em Ciência Política e Professor da UNICAMP/SP
  • Anivaldo Pereira Padilha - Militante social e Presidente do Fórum21
  • Antonio David - Direito - USP
  • Antonio Lassance - Doutor em Ciência Política - UNB
  • Beto Almeida - Jornalista
  • Boaventura de Souza Santos - Doutor em Direito - YALE
  • Bruno Konder Comparato - Doutor em Ciência Política e Professor de Ciências Sociais da UNIFESP
  • Camilo Rengifo Marín - Economista e acadêmico colombiano
  • Carlos Eduardo Fernandez da Silveira - Economista e Professor da UNICAMP/SP
  • Clécio Ferreira Mendes - Doutor em História, Professor de História social do Centro de Estudos de História da América Latina - CEHAL
  • Cristiano Ávila Maronna - Doutor em Direito Penal - USP
  • Cristina Pecequilo - Doutora em Ciência Política - USP
  • Eduardo Fagnani - Doutor em Economia e Professor da UNICAMP/SP
  • Eliara Santana - doutoranda em análise do discurso na PUC Minas/ CAPES
  • Emiliano José - Jornalista
  • Enio Squeff - Artista Plástico e jornalista
  • Eric Nepomuceno - Escritor, jornalista e cineasta
  • Ermínia Terezinha Menon Maricato - Doutora em Arquitetura e Professor da USP
  • Fabiano Santos - Doutor em Ciência Política - UFRJ
  • Fábio de Sá e Silva - Doutor em Direito - UNB
  • Fábio Konder Comparato - Doutor em Direito e Professor do Largo do São Francisco
  • lávio Wolf de Aguiar - Doutor em Literatura e Professor de Literatura da USP
  • Francisco Carlos Teixeira da Silva - Doutor em História pela Universidade de Berlim e Professor de História Contemporânea da UFRJ
  • Francisco César Pinto Fonseca - Doutor em Ciências Sociais e Professor da PUC/SP e da FGV/SP
  • Gilberto Maringoni de Oliveira - Doutor em História e Professor da UFABC
  • Ignacio Ramonet - Doutor em Comunicação - Universidade de Paris
  • João Feres Junior - Doutor em Ciência Política e professor do IESP da UERJ
  • João Sicsú - Doutor em Economia - UFRJ
  • José Carlos de Assis - Doutor em Economia
  • José Luís Del Roio - Militante social e ex Senador da República Italiana
  • José Luís Fiori - Doutor em Ciência Política e Professor do Instituto de Ciência Política da UFRJ
  • José Roberto Torero - Letras e Jornalismo - USP
  • Jon Queally - Editor de Common Dreams - USA
  • Juarez Guimarães - Doutor em Ciência Política e Professor da UFMG
  • Ladislau Dowbor - Doutor em Economia - Universidade de Lausanne - Suíça e Professor de Economia da PUC/SP
  • Larissa Ramina - Doutora em Relações Internacionais e Professora da UNILA
  • Laura Tavares Ribeiro Soares - Doutora em Economia e Professora da UFRJ
  • Laurindo Leal Filho - Doutor em Comunicação ECA/USP
  • Leda Maria Paulani - Doutora em Economia e Professora da FEA/USP
  • Leonardo Boff - Doutor em Filosofia e Teologia - Universidade de Munique - Alemanha
  • Lincoln Secco - Doutor em História e Professor de História da USP
  • Liszt Vieira - Professor da PUC do Rio de Janeiro
  • Luciana Garcia de Oliveira - Pesquisadora - LEA-USP
  • Luiz Alberto Gómez de Souza - Doutor em Teologia - UFRJ
  • Luiz Gonzaga Belluzzo - Doutor em Direito e Professor de Economia da UNICAMP/FACAMP
  • Magda Barros Biavaschi - Desembargadora da Justiça do Trabalho aposentada e Advogada
  • Marcelo Justo - Jornalista
  • Marcio Pochmann - Doutor em Economia e Professor de Economia da UNICAMP
  • Marcos Dantas Loureiro - Doutor em Comunicação e Professor da Escola de Comunicação da UFRJ
  • Maria Inês Nassif - Jornalista
  • Maria Rita Kehl - Doutora em Psiquiatria
  • Mário Burkun - Doutor em Economia - UBA - Argentina
  • Mauro Santayana - Jornalista
  • Martín Granowsky - Jornalista Argentino
  • Michael Löwy - Sociólogo e Filósofo
  • Noam Chomsky - PND in Linguistcs Univesity Of Pensylvania
  • Olgária Matos - Doutora em Filosofia - USP
  • Pascual Serrano - Jornalista espanhol
  • Paolo Gerbaudo - Doutor em Economia - Kings College London
  • Paulo Kliass - Doutor em Economia - Universidade Paris
  • Paulo Nogueira Batista Jr - Master em Economia na University Of London
  • Pedro Paulo Zahluth Bastos - Doutor em Ciência Econômicas, Professor da Economia da UNICAMP/SP
  • Pedro Rossi - Doutor em Ciência Econômica e Professor de Economia da UNICAMP/SP
  • Raquel Rolnik - Doutora em Arquitetua - New York University
  • Reginaldo Corrêa de Moraes - Doutor em Sociologia - Unicamp
  • Reginaldo Nasser - Doutor em Ciências Sociais - PUC/SP
  • Ricardo Candia Cares - Analista político chileno
  • Ricardo Carneiro - Doutor em Economia - UNICAMP
  • Ricardo Musse - Doutor em Sociologia e Professor da USP
  • Roberto Savio - Jornalista, ativista da Justiça social e climática, além de advogado
  • Rodrigo Alves Teixeira - Doutor em Economia - PUC/SP
  • Rosa Maria Marques - Doutora em Economia - PUC/SP
  • Rubem Murilo Leão Rego - Doutor em Ciências Sociais e Professor da UNICAMP/SP
  • Samuel Pinheiro Guimarães - Embaixador
  • Saul Leblon - Jornalista
  • Sebastião Carlos Velasco e Cruz - Doutor em Ciência Política e Professor da UNICAMP
  • Sullkata M. Quilla - Antropóloga e economista boliviana e analista associada ao Centro Latino-Americano de Análise Estratégica (CLAE)
  • Theotônio dos Santos Júnior - Doutor em Economia - UFF
  • Walquiria Gertrudes Domingues Leão Rego - Doutora e Livre-docente em Ciências Humanas, Professora da UNICAMP/SP
  • Wanderley Guilherme dos Santos - Pós-doutor em Teoria Antropológica - UFRJ
  • Venício Lima - Doutor em Sociologia e Professor Emérito da Universidade de Brasília