Clipping Internacional

Clipping Mundo - 08/11/2021

Notícias internacionais sobre o Brasil; Notícias do Mundo; e Artigos

08/11/2021 09:10

Bolsonaro na Itália, durante o evento do G20 (EFE)

Créditos da foto: Bolsonaro na Itália, durante o evento do G20 (EFE)

 
1. NOTÍCIAS INTERNACIONAIS SOBRE O BRASIL

BOLSONARO-NEGACIONISMO/ Marcus Lacerda vítima do obscurantismo de Bolsonaro. Ele era uma das 25 pessoas que deveriam receber a Ordem Nacional do Mérito Científico, prêmio criado no Brasil em 1992 para homenagear os autores das mais importantes contribuições para a ciência e tecnologia. Mas Marcus Lacerda, que realizou um dos primeiros estudos sobre a ineficácia da cloroquina na luta contra o coronavírus, foi retirado da lista de destinatários pelo presidente Jair Bolsonaro (junto com Adele Benzaken, demitida da chefiado departamento de HIV-AIDS em 2019). A decisão do chefe de Estado da extrema direita, grande defensor da cloroquina, gerou alvoroço no Brasil e a decisão de 21 pesquisadores de recusar as medalhas. “Esta é mais uma demonstração clara da perseguição aos cientistas”, escrevem em carta aberta, denunciando “uma estratégia de ataque sistemático à ciência e tecnologia” por parte do atual governo brasileiro. (l’Humanité, França) | bit.ly/3kc3VK7

BOLSONARO-IMPRENSA/ Bolsonaro deve explicar os ataques aos jornalistas. O ministro Antonio Días Toffoli, do STF deu 10 dias para o presidente Jair Bolsonaro explicar os ataques contra jornalistas na Itália durante a cúpula do G20, foi confirmado ontem. Durante a semana, repórteres brasileiros denunciaram ataques durante ato em Roma a favor do Bolsonaro, no dia 31 de outubro, último dia do evento do G20 que reúne as 19 maiores economias do mundo e a União Europeia. Eles relataram que naquele dia o ex-militar deixou a embaixada brasileira e saiu caminhando, acompanhado por seguranças e diversos apoiadores. No total, sete jornalistas permaneceram no local, três dos quais testemunharam ter sido agredidos. Leonardo Monteiro, da TV Globo, disse que, após fazer perguntas, um segurança o deu um soco no estômago e o imobilizou. (Ahora el Pueblo, Bolívia) | bit.ly/3EYOGwa

BOLSONARO-MACARTISMO/ No Brasil, vinte e um cientistas que se opõem a Jair Bolsonaro e recusam medalha. A Ordem Nacional do Mérito Científico foi criada no Brasil em 1992 para reconhecer os autores das mais importantes contribuições para a ciência e tecnologia. Receber esta homenagem, uma das mais altas do país, é uma honra. Vinte e um cientistas, porém, se recusaram, no sábado, 6 de novembro, a receber sua prestigiosa medalha. Eles protestam contra a escolha do presidente brasileiro Jair Bolsonaro para cortar a lista dos destinatários desta homenagem. O presidente de extrema direita indicou vinte e cinco pessoas, antes de retirar, dois dias depois, dois eminentes cientistas dessa lista. Um deles é Marcus Lacerda, que realizou um dos primeiros estudos sobre a ineficácia da cloroquina contra a Covid-19, que Bolsonaro há muito defende na luta contra a doença. (Le Monde, França; Le Parisien, França; El Desconcierto, Chile) | bit.ly/2Ypch9q | bit.ly/3GYXKmr | bit.ly/3kfzPVV

LULA/ Lula pode ter Geraldo Alckmin como seu companheiro de chapa nas eleições do próximo ano. A possibilidade foi reconhecida por várias lideranças do PT. A 11 meses das eleições presidenciais brasileiras, as perspectivas ainda não estão definidas, mas a possibilidade de o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ser candidato parece cada vez mais próxima. Segundo a mídia brasileira, até o momento este ano Lula - primeiro em todas as pesquisas de intenção de voto - se reuniu com Alckmin pelo menos três vezes para tentar aproximar posições para formar uma candidatura comum. Nesse sentido, nos últimos dias surgiu que Lula disse que gostava de Alckmin porque “ele é o único tucano que gosta dos pobres”. Atualmente Alckmin está deixando o PSDB, o que abre ainda mais a possibilidade de acompanhar Lula nas eleições. (La Diaria, Uruguai) | bit.ly/3H1a3yB

MORO/ Moro na corrida contra Lula e Bolsonaro. Ex-ministro de Bolsonaro filia-se nesta semana a um partido com o objetivo de se tornar a "terceira via" aos principais candidatos. Mas o que vale um presidenciável cujo principal trunfo, a Operação Lava-Jato, é também a sua maior maldição? Qual Dom Sebastião a regressar de Alcácer-Quibir, Sergio Moro fotografou a asa do avião e as luzes da noite de São Paulo, aonde voltava depois de advogar por dois anos numa multinacional em Washington. O fato de não ter usado legenda para a fotografia foi lido como uma legenda em si mesma: "sou pré-candidato ao Palácio do Planalto contra Lula da Silva, que condenei em 2018 ainda enquanto juiz, e contra Jair Bolsonaro, de quem fui superministro de 2019 a 2020". (Diário de Notícias, Portugal) | bit.ly/3bOWGmP

SECA/ Da Amazônia ao Pantanal, a crise climática se instala no Brasil. A crise climática se instalou no Brasil, onde eventos climáticos extremos são cada vez mais frequentes, desde secas profundas no Pantanal até grandes tempestades de areia em São Paulo, tudo alimentado pela crescente destruição da Amazônia. Neste ano, a seca não atingiu duramente apenas o Pantanal, mas toda a metade sul do país. A falta de chuvas tem afetado a maior economia latino-americana em diversos aspectos, desde o abastecimento de água à população, passando pela geração de energia elétrica, até o volume das lavouras. O principal sintoma é a alteração do ciclo hidrológico brasileiro, com períodos de seca mais longos e frequentes. Diante do acúmulo de evidências, aumenta a pressão internacional para que o governo Bolsonaro, que nega as mudanças climáticas, tome medidas sobre o assunto. No entanto, esse plano vai de encontro às medidas tomadas para promover o agronegócio e a mineração em reservas indígenas, cortar o orçamento dos órgãos de controle ambiental. (El Diário, Espanha) | bit.ly/3bOgqa4

 PANDEMIA/ Covid-19: Brasil regista número mais baixo de mortes desde Abril de 2020. Houve ainda 6115 casos diários de infecção no país. O Brasil, um dos países mais duramente atingido pela pandemia de Covid-19 no mundo, registou nas últimas 24 horas 59 mortes pela doença, o número mais baixo de óbitos diários dos últimos 19 meses, segundo o governo. A última vez que tinha havido um número tão baixo de mortes foi a 5 de Abril de 2020, nas primeiras semanas de pandemia. A forte queda nos números é atribuída ao progresso na campanha de vacinação, que o Brasil começou tarde e lentamente. De acordo com o Ministério da Saúde, até sábado cerca de 157,6 milhões de brasileiros, 74% dos 213 milhões de habitantes do país, tinham recebido a primeira dose de algumas das vacinas contra a Covid-19 e 123,9 milhões (58,2%) já tinham a vacinação completa. (Público, Portugal) | bit.ly/3mW68ey

2. NOTÍCIAS DO MUNDO

ARGENTINA-EXTREMA DIREITA/ A extrema direita chega ao Congresso argentino com ataques à "casta política". Liberdade, armas, Bolsonaro, Trump, LGBT. A deturpação das siglas que se identificam mundialmente com a diversidade sexual foi reproduzida em pins e camisetas pretas de apoiadores do candidato da extrema direita argentina, Javier Milei, na cerimônia de encerramento de sua campanha em Buenos Aires, neste sábado, pelo noite. Eles simbolizam a ideologia e as referências políticas deste economista ultraliberal que considera o Estado e a casta política inimigos a lutar, mas que será eleito deputado nacional pelo Avanza Libertad em 14 de novembro, segundo as pesquisas. À coalizão que ele lidera é atribuída intenção de voto de pelo menos 13% na capital argentina nas eleições legislativas de domingo. Na província de Buenos Aires, principal distrito eleitoral do país, eles estimam que ultrapassará 5%. (El País, Espanha) | bit.ly/3c6Wn77

EQUADOR/ O presidente do Equador, Guillermo Lasso, está mal na fita com o fim da lua de mel. A popularidade do ex-banqueiro caiu após sua aparição nos ‘Pandora Papers’ e o aumento na criminalidade. (Financial Times, Inglaterra) | on.ft.com/3kfYiKV

NICARÁGUA/ Eleições na Nicarágua: Daniel Ortega é previsível favorito para obter um novo mandato. Os nicaraguenses votaram neste domingo em uma eleição com uma vitória previsível do presidente Daniel Ortega para assumir um novo mandato após 14 anos no poder, sem muita competição e com vários candidatos da oposição presos. O atual presidente enfrentou cinco candidatos desconhecidos da maioria dos nicaraguenses. O dia da eleição foi guardado por cerca de 30.000 militares e policiais e transcorreu sem grandes incidentes, com a oposição alegando grande abstenção e o partido no poder um grande comparecimento. (Página 12, Argentina) | bit.ly/31Agd8t

JULIAN ASSANGE/ Assange processa o Secretário de Estado no Reino Unido. A advogada Stella Morris, companheira de Julian Assange, entrou com uma queixa na sexta-feira contra Dominic Raab, Secretário de Estado da Justiça, por "abuso de poder", enquanto Londres se opõe ao casamento deles na prisão. As autoridades encaminharam o processo de casamento para o Crown Prosecution Service. A defesa de Julian Assange está contestando a decisão na ausência de processos no Reino Unido contra o jornalista. Segundo o casal, esses obstáculos respondem à guerra política dos Estados Unidos, que exige a extradição do jornalista, que enfrenta 175 anos de prisão por revelar crimes de guerra no Iraque e no Afeganistão. (L’Humanité, França; The Guardian, Inglaterra) | bit.ly/3wsbSQn | bit.ly/3wo0RiV

CHINA/ Xi Jinping apresenta uma visão para o futuro - e passado - da China em reunião importante. A reunião a portas fechadas de quatro dias do comitê central do Partido Comunista Chinês, conhecida como o sexto plenário, deve produzir uma resolução sobre a história do partido, O plenário da elite política produzirá uma resolução sobre a história do Partido Comunista apenas pela terceira vez em 100 anos. Uma reunião de centenas de membros da elite política da China, que deve consolidar ainda mais o poder do presidente Xi Jinping, foi aberta em Pequim que analistas dizem que moldará a política interna e a sociedade nas próximas décadas. (The Guardian, Inglaterra; Global Times, China) | bit.ly/3mSDnPz | bit.ly/3ESiDxG

ALEMANHA/Covid-19. Na Alemanha, taxa de infecção bate recordes. “Uma situação muito preocupante”: o país, que enfrentou um surto de novos casos nos últimos dias, vai submeter os não vacinados a novas restrições na segunda-feira. O número de pessoas afetadas pelo Covid continua subindo pelo Reno. A taxa de incidência, que mede o número de casos novos por 100 mil habitantes, atingiu 201,1 nos últimos sete dias na Alemanha, um recorde desde o início da pandemia há um ano e meio. Embora muito mais pessoas já estejam vacinadas, a taxa de vacinação estagnou abaixo de 70%. As autoridades convocaram a população a se mobilizar nos últimos dias. "Para os não vacinados, o risco é alto de serem infectados nos próximos meses", alertou o chefe do RKI. (Libération, França) | bit.ly/3o1HsAk

3. ARTIGOS/ENTREVISTAS

BRASIL

Marc de Miramon – Brasil (L’Humanité, França) | “Marcus Lacerda vítima do obscurantismo de Bolsonaro” | bit.ly/3kc3VK7

Wendy Ide, crítica – Brasil/cinema (The Guardian, Inglaterra) | “Crítica de ‘7 prisioneiros’ - uma poderosa história da escravidão na São Paulo dos dias modernos” | bit.ly/31Agecx

Tom Phillips, reportagem – Brasil/Meio ambiente (The Guardian, Inglaterra) | “‘Defensores ambientais estão sendo mortos’: vivendo na linha de frente do aquecimento global – o depoimento de Claudelice dos Santos, Marabá, Brasil” | bit.ly/3wsbUYv

OUTROS

John Harris- Capitalismo/desigualdade (The Guardian, Inglaterra) | “Se os superricos quiserem viver para sempre, nosso planeta está verdadeiramente condenado. Em vez de investir para trapacear a morte, devemos tentar tornar a velhice habitável e digna para todos.” | bit.ly/2YtF1hq

Mariana Mazzucato – Finança/Meio ambiente (The Guardian, Inglaterra) | “Os bancos ainda estão financiando combustíveis fósseis - enquanto se inscrevem para promessas líquidas zero. O setor financeiro está ajudando a impulsionar a crise climática. Ação radical do governo é necessária para reformar o sistema.” | bit.ly/3HbKATg

Aurélien BernierEuropa/Energia (Le Monde Diplomatique, França) | “Preços da energia, uma loucura organizada. Vinte e cinco anos de desregulamentação dos mercados de gás e eletricidade” | bit.ly/3CXQepk

Alejandra DinegroPeru (Jacobinlat, América Latina) | “Pedro Castillo: os primeiros 100 dias de governo e a confiança do Congresso” | bit.ly/3obaIEW

Robert Reich – Capitalismo/Desigualdade (Common Dreams, EUA) | “A forma mais cruel de capitalismo do mundo. A desigualdade de riqueza é pior do que em um século - e tem contribuído para um ciclo político-econômico vicioso em que os impostos são cortados no topo, resultando em ainda mais concentração de riqueza.” | bit.ly/304Xd15

William Hartung – EUA/Capitalismo (Esquerda.net, Portugal) | “Como as grandes empresas dos EUA lucraram com a ‘guerra ao terrorismo’” | bit.ly/300Z0Vd

Pierre Barbancey – EUA/Partido Democrata (L’Humanité, França) | “Estados Unidos. A questão do plano social divide os democratas” | bit.ly/3H1DMY1

Amaelle Guiton – Big Tech/Facebook (Libération, França) | “Facebook, excesso na história. Falhas de moderação em países não ocidentais, efeitos perversos de algoritmos.” | bit.ly/3wsbVf1

Andres Arauz Equador/Panama Papers (Counterpunch, EUA) | “Os ‘Pandora Papers’ estão de volta aos holofotes no Equador” | bit.ly/3oafnH7



Conteúdo Relacionado