Clipping Internacional

Clipping Mundo - 10/11/2021

Notícias internacionais sobre o Brasil; Notícias do Mundo; e Artigos

10/11/2021 09:23

Ex-presidente Lula se prepara para uma nova candidatura em 2022 (XINHUA)

Créditos da foto: Ex-presidente Lula se prepara para uma nova candidatura em 2022 (XINHUA)

 
1. NOTÍCIAS INTERNACIONAIS SOBRE O BRASIL

PEC DOS PRECATÓRIOS/ Os deputados aprovam uma lei que permite ao Bolsonaro aumentar as despesas em ano eleitoral. A Câmara dos Deputados aprovou na segunda e última votação, uma emenda à Constituição que permite ao Governo do Presidente Jair Bolsonaro aumentar os gastos públicos para financiar um programa de subsídios aos mais pobres em 2022, quando tentará seu reeleição. A emenda, que agora deverá ser debatida pelo Senado também em duas votações, autoriza o Governo a atrasar o pagamento da indenização ordenada pela Justiça e a utilizar os recursos que restam para financiar o programa Auxilio Brasil, que prevê o distribuição de subsídios a cerca de 17 milhões de famílias de baixa renda. As críticas à emenda se intensificaram depois que a imprensa revelou que o governo havia autorizado a liberação de cerca de 1,4 bilhão de reais (cerca de 254,5 milhões de dólares) do orçamento em projetos apoiados pelos parlamentares que apoiaram a medida em benefício de suas bases eleitorais. (El Diário, Espanha) | bit.ly/3wyFQlt

LULA 1/ Lula inicia viagem pela Alemanha, Bélgica, França e Espanha. O ex-presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva iniciará um giro pela Europa na próxima quinta-feira, com passagens pela Alemanha, Bélgica, França e Espanha, onde se encontrará com lideranças políticas e progressistas da região. Durante a visita a esses quatro países, Lula manterá "diálogos no cenário mundial e na América Latina na atualidade”. Lula iniciará sua agenda em Berlim, onde deverá se reunir com o social democrata alemão Martin Schulz, ex-presidente do Parlamento Europeu. Na Bélgica, o ex-chefe de Estado, que governou o Brasil entre 2003 e 2010, participará de um debate no Parlamento Europeu e terá encontros "com as lideranças social democratas" do órgão. Posteriormente, ele viajará à França para fazer uma conferência sobre o Brasil no Instituto de Estudos Políticos de Paris, onde dez anos antes se tornou o primeiro líder latino-americano a receber o título de doutor honorário da entidade. Sem sair da França, no dia 17, o ex-presidente brasileiro receberá o prêmio "Coragem Política 2021" da revista 'Politique Internationale'. (El Diário, Espanha; Diário de Notícias, Portugal; Soy Chile, Chile) | bit.ly/30cAUXD | bit.ly/3H7DxuE | bit.ly/3n46PCg

LULA 2/ Lula da Silva flerta com centro-direita e se prepara para as eleições de 2022. O ex-presidente se aproxima de seu ex-rival Geraldo Alckmin, ex-governador de São Paulo. Fórmula possível para as eleições de 2022? Em uma semana marcada por desdobramentos políticos no Brasil, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva reaparece e parece preparar o caminho para uma nova candidatura à presidência, fortalecida pelas pesquisas que lhe dão o vencedor nas eleições de outubro de 2022. E já se fala em uma possível fórmula Lula-Alckmin para enfrentar o atual presidente Jair Bolsonaro em 2022. (El Clarín, Argentina) | bit.ly/3CeN2Vr

EXPORTAÇÕES/ O Brasil questiona a União Europeia perante a OMC sobre uma barreira à carne de frango. O Brasil, maior produtor e exportador mundial de frango, questionou a União Europeia (UE) perante a Organização Mundial do Comércio (OMC), pela qual descreveu suas exportações de carne de frango como uma barreira sanitária "discriminatória" do bloco. (El Diário, Espanha) | bit.ly/30d9FvK

MEIO AMBIENTE/ Empresas do Brasil pressionam governo para mudar postura climática. Empresas poderosas estão pedindo ao presidente Jair Bolsonaro para desistir da resistência de longa data do país em questões-chave nas negociações climáticas deste ano, argumentando que o Brasil não pode perder a chance de usar sua vasta riqueza natural na luta contra o aquecimento global. O Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável, que afirma representar as empresas responsáveis por quase metade da economia do país latino-americano, pediu ao governo que reprima o desmatamento ilegal e alivie sua postura linha-dura sobre os mercados de carbono. (The Independent, Inglaterra) | bit.ly/3HbuRUf

POBREZA / Mulheres brasileiras usam fraldas usadas como absorventes higiênicos. Pobreza menstrual. Em outubro, o presidente brasileiro Jair Bolsonaro vetou a distribuição gratuita de absorventes femininos, aprofundando a pobreza menstrual no país. "Quando a fralda do meu filho se rompe, penso: vai virar um absorvente higiênico." Vanessa Moraes raramente consegue comprar esses produtos, um problema para milhões de brasileiros que saltou para o centro do debate depois que o presidente Jair Bolsonaro vetou sua distribuição gratuita. (El Espectador, Colômbia; Diario Correo, Peru) | bit.ly/31Pt0Ek | bit.ly/3C2ydow

BOLSONARO-MACARTISMO/ Cientistas brasileiros rejeitam reconhecimento do Bolsonaro. Vinte e um cientistas agraciados com uma das maiores distinções do Brasil, a Ordem Nacional do Mérito Científico, se recusaram a receber as medalhas no sábado passado depois que o presidente Jair Bolsonaro retirou da lista dois de seus colegas cujo trabalho aparentemente incomoda o governo. O presidente nomeou 25 pessoas para receber a medalha criada em 1992 para homenagear as contribuições mais importantes do país para a ciência e tecnologia. No entanto, dois dias depois, ele retirou dois cientistas eminentes da lista. (La Jornada, México) | bit.ly/3C7tbXP

2. NOTÍCIAS DO MUNDO

CHILE 1/ A Câmara de Deputados do Chile deu luz verde ao impeachment do presidente Sebastián Piñera, acusado de aproveitar-se de seu cargo para se beneficiar de um negócio pessoal. Nos próximos dias, o Senado decidirá seu destino. Piñera foi encurralada pelas revelações dos ‘Pandora Papers’ por alegações de que ele foi a favor da venda de uma propriedade da família durante o mandato. A direita acusa o golpe, mas defende Sebastián Piñera. Mas o julgamento virá no calor de uma campanha para as eleições gerais. O primeiro turno das eleições gerais está marcado para 21 de novembro e o mandato de Piñera termina em 11 de março. O Chile não permite a reeleição presidencial para mandatos consecutivos. (Página 12, Argentina; The Guardian, Inglaterra) | bit.ly/3BZJm9H | bit.ly/3wyFTh9

CHILE 2 / Jornal de direita chileno acusado de ‘desculpas pelo nazismo’ em relação ao artigo de Göring. O principal jornal conservador do Chile foi acusado de publicar "um pedido de desculpas para o nazismo" após publicar um artigo ilustrado que comemora a vida do criminoso de guerra alemão Hermann Göring. A embaixada da Alemanha condenou o jornal El Mercurio pelo artigo e diz "não há espaço para justificar ou minimizar seu papel horrível". Em maio, o jornal publicou uma matéria semelhante, também em sua seção "sociedade", sobre a vida e os tempos de Rudolf Hess. El Mercurio é a encarnação moderna do jornal mais antigo do Chile, fundado na cidade portuária de Valparaíso em 1827. Recebeu financiamento da CIA durante o governo socialista de Salvador Allende (1970-73) para minar as reformas econômicas do presidente. O jornal apoiou o golpe de 1973 que depôs Allende e deu início à ditadura do general Augusto Pinochet, e publicou consistentemente a favor do governo militar até o retorno à democracia em 1990. (The Guardian, Inglaterra) | bit.ly/3mYwuwm

BOLÍVIA/ O presidente Arce completou seu primeiro ano de mandato enfrentando uma greve promovida pela oposição boliviana. Mais de 90 bloqueios de estradas foram registrados e também houve manifestações em defesa do presidente. O primeiro dia de mobilizações, na segunda-feira, terminou com cerca de 150 detidos, além de confrontos entre policiais, manifestantes e civis que eram a favor do governo que tentava limpar as passagens bloqueadas. A greve se concentrou nas áreas do país onde a oposição é forte, os departamentos de Santa Cruz, Cochabamba, La Paz e Beni. (La Diária, Uruguai) | bit.ly/3wyFTxF

NICARÁGUA/ Ortega obtém 75,92% dos votos na Nicarágua com 97% dos votos já contabilizados. Com 97,74 por cento dos votos apurados, o Conselho Supremo Eleitoral atribuiu a vitória à Frente Sandinista de Libertação Nacional (FSLN) e colocou a participação em 65,23 por cento. Jesús Téfel, analista político no exílio vinculado à Unidade Azul e Branca, descreveu o processo como “vergonhoso e escandaloso”, caracterizado pelo alto índice de abstenção, que segundo o relatório de observação eleitoral das Urnas Abertas foi de 81,5 por cem, Confidencial relatado em seu site. (La Jornada, México) | bit.ly/3mZvxE3

PANDEMIA-EUROPA/ Hans Kluge: “Estou preocupado com a pandemia na Europa. Em 1º de fevereiro, mais meio milhão de pessoas podem morrer ". O diretor regional da OMS alerta para um “infodemia” de notícias falsas sobre vacinas e garante que “em países onde os políticos ouvem cientistas, como na Espanha, a situação é melhor”. A Europa é mais uma vez o foco da Covíd e a OMS não esconde sua preocupação. As restrições sociais foram relaxadas em alguns países e a taxa de vacinação tem muito espaço para melhorias, admite o diretor regional da OMS para a Europa, Hans Kluge. (El País, Espanha) | bit.ly/3qtu6zN

POLONIA-BIELORÚSSIA/ A crise migratória na fronteira entre a Polônia e a Bielo-Rússia aumenta. Milhares de pessoas são apanhadas no meio de acusações cruzadas entre governos. O Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR) tornou pública sua preocupação com a situação que se arrasta há meses na fronteira entre a Polônia e a Bielo-Rússia, onde milhares de pessoas vivem em acampamentos improvisados em condições muito precárias e resistentes baixas temperaturas enquanto espera para poder entrar em território polonês, um país que faz parte da União Europeia (UE). De acordo com o que informaram as agências de notícias, a entidade dependente da Organização das Nações Unidas (ONU) pede o fim do uso de populações vulneráveis para fins políticos. (La Diária, Uruguai) | bit.ly/3C73oz8

EUA-TRUMP/ O painel da Câmara sobre a invasão do Capitólo já pode obter acesso aos registros do Trump, decide juiz federal. A decisão da juíza distrital dos EUA, Tanya S. Chutkan, abriu caminho para a liberação de registros do governo solicitados pelo comitê do Congresso que investigava o ataque de 6 de janeiro ao Capitólio dos EUA. Os advogados do ex-presidente apelaram da decisão. (The Washington Post, EUA) | wapo.st/3D7UbIb

ALEMANHA/ Um aumento sem precedentes de novas infecções. Todos os sinais de pandemia são vermelhos em todo o Reno, entre a propagação do vírus, um influxo em serviços de terapia intensiva e aumento da mortalidade. Uma quarta onda de pandemia ameaça a Alemanha muito seriamente. Pelo segundo dia consecutivo, a taxa de novas infecções por coronavírus, publicada diariamente pelo Instituto Robert-Koch, atingiu a terça-feira, 9 de novembro, 213,7 por 100.000 habitantes. Este é um novo recorde depois do observado no dia anterior (201,1), que já havia entrado no maior nível de incidência já registrado na pandemia, em 22 de dezembro de 2020 (197,6). A taxa de vacinação, que permanece mais baixa em todo o Reno do que em outros grandes países desenvolvidos, é a principal causa do ressurgimento do flagelo. O vírus se espalhou rapidamente entre os não vacinados, que representam mais de um terço da população. Situação que reflete a influência na opinião dos movimentos antivacina, sejam eles ligados à extrema direita ou a certos ambientalistas. (L’Humanité, França) | bit.ly/3bYizjv

3. ARTIGOS/ENTREVISTAS

Gil Castelo Branco, entrevista – Brasil/orçamento secreto (RFI, França) | “Nunca vi um instrumento tão promíscuo” | bit.ly/3BY1kt7

Joseph Stiglitz – EUA (The Guardian, Inglaterra) | “Por que o presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, deve ir embora” | bit.ly/3mZpkYO

Yanis VaroufakisMeio ambiente/ COP26 (The Guardian, Inglaterra) | “A Cop26 está condenada, e a promessa vazia do ‘zero líquido’ é a culpada” | bit.ly/31O22wS

George Monbiot - Meio ambiente/aquecimento climático (The Guardian, Inglaterra) | “Extinguir a extrema riqueza: é a única maneira de evitar a degradação do clima” | bit.ly/2Yz3iTl

Luis Bruschtein – Argentina/Chile (Página 12, Argentina) | “Maurício Macri a contraparte de Sebastián Piñera na Argentina. Iguais perante a lei?” | bit.ly/3wyFUBJ

Emir SaderAmérica Latina (Página 12, Argentina) | “Chile, laboratório de experiências políticas da América Latina” | bit.ly/3F0XGkf

Arnaud Leparmentier - EUA/desigualdade (Le Monde, França) | “Por trás da riqueza de Elon Musk, a ação do Fed. A fortuna do chefe de Tesla ilustra a bolha das ações, alimentada pela política monetária do Federal Reserve dos EUA.” | bit.ly/3D2S48z

Stella Morris, entrevista - Julian Assange (Democracy Now, EUA) | “O WikiLeaks ajudou a expor a hipocrisia das mudanças climáticas e crimes de guerra” | bit.ly/3H9zrCk

Elena Sánchez Nicolás – Big Techs/Facebook (Other News, Itália) | “Delatora do Facebook: as regras da União Europeia podem ser uma ‘mudança no jogo’” | bit.ly/3kJuLJZ

Ralph Milliband – Marxismo (Jacobinlat, América Latina) | “O Estado e a revolução de Lenin” | bit.ly/3C9qmWA

Thomas Klikauer e Meg Young – Europa/migrantes (Counterpunch, EUA) | “Atitudes Xenófobas na França, Suécia, Alemanha e Polônia” | bit.ly/3ok7wal

Pierre Barbancey – Israel/direitos humanos (L’Humanité, França) | “Espionagem. Pegasus contra defensores dos direitos humanos palestinos” | bit.ly/3ocOrqt

Coletivo Le Monde – Globalização/tributação (Le Monde, França) | “Evasão fiscal: ‘As multinacionais poderão continuar seus arranjos em total sigilo para sonegar impostos’” | bit.ly/3n2Zu66

***

Venha participar da campanha nacional em defesa da Carta Maior



Conteúdo Relacionado