Clipping Internacional

Clipping Mundo - 11/10/2021

Notícias internacionais sobre o Brasil; Notícias do Mundo; e Artigos

11/10/2021 10:01

(AP)

Créditos da foto: (AP)

 
1. NOTÍCIAS INTERNACIONAIS SOBRE O BRASIL

BOLSONARO - NÃO SEM VACINA/ Bolsonaro teve sua entrada negada em um estádio por não querer ser vacinado contra Covid. No estádio da Vila Belmiro, o Santos venceu o Grêmio, 1 a 0. Mas, além da bola, o mais relevante aconteceu ao entrar nos estádios: as autoridades santistas negaram o acesso ao próprio presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, por não ter sido vacinado contra o coronavírus. “Eu queria ver o jogo do Santos e me disseram que é preciso se vacinar”, disse Bolsonaro em um vídeo que circulou nas redes sociais. “Por que me pedem o cartão de vacinação se tenho mais anticorpos do que qualquer outro vacinado?”, protestou o presidente de extrema direita, sem fornecer dados científicos em seu argumento. Apesar das reclamações do chefe de estado, o clube insistiu que só permitiria a entrada de pessoas vacinadas. Assim, Bolsonaro teve que se contentar em assistir pela televisão. (Página 12, Argentina; La República, Peru; Diário de Notícias, Portugal; El Clarín, Argentina; The Independent, Inglaterra; El Periodico, Espanha; Correio da Manhã, Portugal; La Jornada, México; La Nación, Argentina) | bit.ly/3iMmYKc | bit.ly/3oSR6Ye | bit.ly/3mMmdCh | bit.ly/3lsLO3C | bit.ly/3oQRoir | bit.ly/3luGwVd | bit.ly/3DthM5L | bit.ly/3Fy52Nb | bit.ly/3FLARCv

PREVENT SENIOR/ Médicos afirmam que hospitais brasileiros deram cuidados duvidosos para a Covid. Uma rede médica brasileira foi acusada de alistar participantes para testar medicamentos não comprovados sem o devido consentimento e de forçar os médicos a não prescreverem medicamentos não comprovados alardeados pelo presidente Jair Bolsonaro. Os médicos denunciantes, por meio de seu advogado, testemunharam no Senado na semana passada que a Prevent Senior alistou participantes para testar medicamentos não comprovados sem o devido consentimento e forçou os médicos a seguirem o caminho da prescrição de medicamentos não comprovados apontados pelo presidente Jair Bolsonaro como parte de um "kit covid". Alguns senadores disseram que parece que as certidões de óbito falsificadas da Prevent Senior omitiram o COVID-19 como causa da morte. As autoridades também estão investigando as denúncias de que a empresa realizou pesquisas sem a devida permissão. (The Independent, Inglaterra) | bit.ly/3oQRpmv

EXTREMA DIREITA/ No Brasil de Jair Bolsonaro, neonazistas cada vez mais visíveis e desinibidos. Nos últimos anos, explodiu no país o número de escândalos envolvendo admiradores do Terceiro Reich. Para alguns estudiosos, esta é apenas a ponta do iceberg. Algumas 530 "células neonazistas". Vários casos recentes envolveram a política do estado de Santa Catarina, a casa histórica dos nazistas brasileiros. Em 2020, o Partido Liberal (PL, à direita) causou escândalo ao investir como candidato municipal na pequena cidade de Pomerode um professor de história, notório nazista, conhecido na região por ter pintado uma suástica para decorar o fundo de sua piscina. No mesmo período, a governadora interina do mesmo estado, Daniela Reinehr, recém-nomeada para o cargo, foi convocada para explicar as atividades de seu pai, Altair, um dos negadores mais famosos do país. “Como filha, devo manter a harmonia na minha família”. Segundo a pesquisadora Adriana Dias, especialista no assunto, o número de “células neonazistas” teria saltado de 75 para 530 no Brasil entre 2015 e 2021. (Le Monde, França) | bit.ly/3iSS1nH

VACINA/Pfizer vai vacinar uma cidade inteira no Brasil como parte de um estudo em grande escala. O objetivo da pesquisa é acompanhar a evolução da doença no município de Toledo, cuja população com mais de 12 anos estará totalmente imunizada com a vacina. (El País, Uruguai) | bit.ly/3Dmllea

COVID-19/ Brasil registra 182 mortes por coronavírus, menor número diário desde novembro. O número total de mortes chega a 601.011, enquanto o número de infectados já chega a 21.575.820, o que inclui os 8.639 casos confirmados nas últimas 24 horas. O Brasil registrou 182 novos óbitos por coronavírus neste domingo, o que representa o menor número em um dia desde o último dia 10 de novembro, quando as mortes somaram 174. (Diário Correo, Peru; La Nación, Argentina; El Diario, Espanha) | bit.ly/3v3kPPq | bit.ly/3lsjbUe | bit.ly/2YBiShm

2. NOTÍCIAS DO MUNDO

BOLÍVIA/ Opositores do governo de Luis Arce pedem greve com bloqueios de estradas. Por sua vez, a Central Obrera Boliviana realizará um evento em Santa Cruz no dia 12 de outubro. O ambiente político ainda é muito quente na Bolívia, onde governo e oposição se enfrentam abertamente, que nas últimas semanas vem agregando cruzamentos dialéticos e denúncias. Neste quadro, esta segunda-feira haverá uma greve acompanhada de um bloqueio promovido pela Comissão Cívica de Santa Cruz, entidade atualmente comandada por Rómulo Calvo, mas na qual o governador de Santa Cruz, Luís Fernando Camacho, assim como os sectores sindicais e influentes dos negócios, bem como outros atores políticos, incluindo os ex-presidentes Jorge Quiroga e Carlos Mesa, ambos oponentes ferrenhos do Movimento pelo Socialismo (MAS). (La Diaria, Uruguai) | bit.ly/3oQFoND

CHILE/ Extrema direita avança na corrida presidencial chilena de mãos dadas com Kast, sete semanas antes das eleições. As pesquisas colocam como favoritos Gabriel Boric, da Frente Ampla aliada ao Partido Comunista, e José Antonio Kast, que ultrapassa o porta-estandarte oficial Sebastián Sichel, pela direita. A extrema direita chilena, liderada por José Antonio Kast, avança na corrida presidencial chilena, apenas sete semanas antes das eleições de 21 de novembro. O líder do Partido Republicano, advogado de 55 anos, ficou em segundo lugar nas preferências, segundo diferentes pesquisas, deslocando o candidato da aliança governista, Sebastián Sichel, que corre o risco de não ir para o segundo turno. Com o fantasma de uma crise institucional e a destituição do presidente Sebastián Piñera, que deve entregar o poder em 11 de março, a disputa pelo La Moneda se polariza. (El País, Espanha) | bit.ly/3DAFHAB

EQUADOR/‘Pandora Papers’: Congresso do Equador investigará contas em paraísos fiscais do presidente Lasso. A investigação busca esclarecer se "ele pode ter violado o mandato legal do pacto ético, que proíbe candidatos e funcionários públicos de terem seus recursos ou bens em paraísos fiscais". O parlamento unicameral do Equador aprovou no domingo uma investigação para determinar se o presidente Guillermo Lasso violou a lei ao manter dinheiro em paraísos fiscais, conforme revelado pelos "Pandora Papers". Vários governantes de todo o mundo, incluindo os presidentes do Chile, Equador e República Dominicana, aparecem no "Pandora Papers", uma investigação jornalística internacional publicada no domingo passado que revela a ocultação de ativos em paraísos fiscais. (El Mercurio, Chile) | bit.ly/30hsQ7Z

PARAGUAI/ Principais prefeitos do Paraguai foram reeleitos após violenta campanha. Os resultados foram conhecidos rapidamente graças ao lançamento do sistema de votação eletrônica. O Partido Colorado, no poder, manteve o governo de Assunção com a vitória de Óscar "Nenecho" Rodríguez, mas perdeu em Ciudad del Este, a segunda maior cidade do país, onde apresentou Ulises Quintana, candidato que estava preso por um caso de tráfico de drogas. (Página 12, Argentina) | bit.ly/2YMW51Q

AUSTRÁLIA/ Moradores da maior cidade de Sydney, a maior cidade da Austrália, foram autorizados a encerrar quase quatro meses de bloqueio. Foi levantada após 106 dias de restrições, tendo em vista a queda na contaminação - 496 casos registrados nesta segunda-feira no estado de New South Wales, o mais populoso do país - e o avanço da vacinação, com mais de 70% dos população com mais de 16 anos totalmente vacinada. Alguns locais abertos ao público, como bares ou restaurantes, voltaram a ser abertos para clientes vacinados. Desde junho, lojas, escolas, negócios e negócios estão fechados para as atividades ditas “não essenciais”. A viagem era limitada a cinco quilômetros de casa e não era possível visitar parentes, praticar esportes, fazer compras ou comparecer a um funeral. As restrições continuarão por mais algumas semanas aos encontros e viagens ao exterior, e também será necessário aguardar a reabertura total das escolas. (Libération, França; The Sydney Morning Herald, Austrália) | bit.ly/3DvOHGZ | bit.ly/3lx0jUc

ITÁLIA/ Manifestações de solidariedade com o principal sindicato italiano foram organizadas no domingo, na sequência de um ataque de fascistas às suas sedes. A sede nacional da Confederação Geral do Trabalho da Itália (Cgil), em Roma, sofreu um atentado no sábado, à margem da mobilização contra o passe de saúde, que passará a ser obrigatório nos locais de trabalho no dia 15 de outubro. Dezenas de manifestantes do movimento no vax ligado ao grupo neofascista Forza Nuova invadiram as instalações da principal central italiana, virando e destruindo equipamentos, cortando um quadro que retratava uma luta operária. As três confederações - Cgil, UIL e CISL - convocam uma manifestação, sábado, 16 de outubro, para dizer "nunca mais fascismos". (L’Humanité, França) | bit.ly/3lul02U

3. ARTIGOS/ENTREVISTAS

Pedro Barreto Pereira, entrevista – Brasil/Rio de Janeiro (Sputnik News, Rússia) | “Política de segurança pública do RJ hoje é entrar com milícia ou atirar na 'cabecinha'” | bit.ly/3iSSbvs

Federico Rivas Molina- Argentina (Página 12, Argentina) | “A Suprema Corte da Argentina, um poder em ebulição. A eleição traumática de um novo presidente e uma renúncia inesperada colocam o Tribunal no olho das disputas políticas” | bit.ly/3mZnwxR

Eduardo Aliverti – Argentina (Página 12, Argentina) | “O governo e o desafio de preservar a unidade” | bit.ly/3apWAkL

Marc Basset – França/extrema direita (El País, Espanha) | “Eric Zamour: terremoto na ultradireita na França” | bit.ly/3DK7Sgz

Gustavo Veiga, reportagem - Pandora Papers (Página 12, Argentina) | “A engenharia jurídica exposta pelo ‘Pandora Papers. Baker & McKenzie, o poderoso escritório de advocacia dos EUA apresentado no megavazamento” | bit.ly/3BzZbo4

Alex Cobhan – Pandora Papers (Tax Justice Network, EUA) | “A história do escritório de advocacia com sede em 46 países que assessorou empresas e pessoas físicas suspeitas de evasão ou com contas em paraísos fiscais. | bit.ly/3oOoBL9

Alberto López Girondo – Pandora Papers (Tiempo Argentino, Argentina) | “’Pandora Papers’: um PIB ao ano é roubado” | bit.ly/3iOueoM

Nina Jancowicz – Facebook/Filipinas (The Washington Post, EUA) | “Por que o prêmio Nobel da Paz de Maria Ressa é um grande golpe para o Facebook” | wapo.st/3FDiijy

John McEvoy – Julian Assange (Common Dreams, EUA) | “O silêncio grotesco de jornalistas que não dizem nada sobre os planos da CIA de assassinar Julian Assange” | bit.ly/3iSnLJz






Conteúdo Relacionado