Clipping Internacional

Clipping Mundo - 18/10/2011

Notícias internacionais sobre o Brasil; Notícias do Mundo; e Artigos

18/10/2021 09:10

(Carla Carniel/Reuters)

Créditos da foto: (Carla Carniel/Reuters)

 
1. NOTÍCIAS INTERNACIONAIS SOBRE O BRASIL

CPI DA COVID/11 crimes. CPI da Covid chega ao fim com Bolsonaro acusado. O presidente do Brasil será um dos 30 a 40 indiciados no relatório final, cuja leitura, nesta semana, vai parar o país. Em seis meses, a comissão investigou um ministério da Saúde paralelo, corrupção na compra de vacinas e até experiências com humanos. Num momento em que os mortos por Covid no país passam os 600 mil, o relatório vai concentrar-se em três momentos: a constituição de um "gabinete paralelo", ou "ministério da doença", que aconselhava o presidente à revelia dos ministros da Saúde, promovendo tratamentos ineficazes e desdenhando da vacinação; o esquema de corrupção na aquisição de vacinas por meio de intermediários inusitados, meses depois de o governo recusar ofertas diretas de grandes laboratórios; e as experiências com seres humanos numa rede hospitalar elogiada pelo presidente. (Diário de Notícias, Portugal; La Presse, Canadá; Le Parisien, França; Correio da Manhã, Portugal; Última Hora, Paraguai) | bit.ly/3n7AJ7y | bit.ly/3n1jLYF | bit.ly/3aKc8A6 | bit.ly/3lRhUGw | bit.ly/3j9L95G

LULA/ O segundo aniversário de sua libertação está se aproximando E Lula voltou firme e forte. Até pouco mais de dois anos, Lula permaneceu preso e condenado, excluído da vida política no Brasil. foram 580 dias e 580 noites sem fim na solidão da cela injusta e cruel que teve de suportar para provar a sua verdade. É por isso que sua partida, que completa dois anos no dia 9 de novembro, deve ser celebrada como uma vitória da verdade, da tenacidade e do caráter de um homem que se veste para demonstrar suas convicções. (Página 12, Argentina) | bit.ly/3BUe9pl

VACINAÇÃO/ O Brasil consegue imunizar 50% de sua população no dia em que ocorre o menor número de mortes. O país registrou 5.738 novos casos e 130 óbitos associados ao coronavírus nas últimas 24 horas, embora os números tendam a cair nos finais de semana por falta de pessoal para apurar os dados em alguns municípios remotos e cujo consolidado é atualizado no seguinte Segunda ou terça. Desde o primeiro contágio, em 26 de fevereiro de 2020, e do primeiro óbito, em 12 de março do mesmo ano, ambos em São Paulo, o país passou a ter 21.644.464 casos confirmados e totaliza 603.282 óbitos. A desaceleração da pandemia é atribuída ao avanço da vacinação, que atingiu neste domingo a aplicação de 257,8 milhões de vacinas, sendo 151,5 milhões fornecidas na primeira dose e 106,2 milhões na segunda ou única. (El Diário, Espanha; Diário Correo, Peru; Última Hora, Paraguai) | bit.ly/3aU1Xsx | bit.ly/3vkOUdc | bit.ly/3aKZz7y

INDÍGENAS E MINERAÇÃO ILEGAL/ A morte de duas crianças sugadas por uma draga ilegal de mineração expõe a tragédia do povo Yanomami. As crianças de 4 e 7 anos morreram afogadas enquanto brincavam na margem de um rio usado para extração ilegal de ouro. O acidente, ocorrido na última terça-feira e anunciado pelas lideranças de sua comunidade dias depois, ocorreu na margem do rio Parima, quando os menores navegavam com um pedaço de plástico que usavam como prancha de surf e foram pegos pelos dispositivos usados para a extração ilegal de ouro e arrastado pela corrente até se afogar. Os Yanomami exigem que o governo de Jair Bolsonaro retire os mais de 20.000 garimpeiros ilegais de seu território, mas sem uma ação efetiva, eles são ignorados. (El País, Espanha) | bit.ly/3BZkXSI

MIGRANTE BRASILEIRA/ A jornada de uma enfermeira desde o tratamento de Covid no Brasil até a morte no deserto dos EUA. Lenilda dos Santos deixou sua casa na Amazônia rural, parte de um êxodo sul-americano causado por uma depressão da era do coronavírus. Enquanto o coronavírus atravessava o Vale do Paraíso, um remanso flanqueado por fazendas na Amazônia brasileira, Lenilda dos Santos, uma técnica de enfermagem, estava na linha de frente segurando as mãos mais temidas de tocar. Mas uma manhã no início de agosto, quando as duas mulheres estavam sentadas na entrada de sua ala de Covid, Lenilda anunciou que estava indo embora. "Quando?" Lucineide perguntou à amiga. "Em breve,". Uma depressão da era do coronavírus está provocando um novo êxodo perigoso da América do Sul, à medida que famílias de classe média e média baixa fogem das dificuldades financeiras, do desemprego e da inflação causados pela crise de saúde. (The Guardian, Inglaterra) | bit.ly/3voBjkY

IVÁN DUQUE/O presidente colombiano viaja ao Brasil em visita oficial. Segundo a agenda divulgada é uma agenda política e econômica voltada para a reativação do comércio, do investimento estrangeiro e do turismo após a pandemia Covid-19. E, segundo o informe oficial, também tratará de outros temas como a produção de vacinas contra o coronavírus, a proteção da Amazônia, o combate aos efeitos das mudanças climáticas, o atendimento aos migrantes, defesa da democracia na região e segurança das fronteiras, informou a Presidência. (El Diário, Espanha) | bit.ly/2Z1jFrp

2. NOTÍCIAS DO MUNDO

ARGENTINA/ Militância e organizações sociais mais uma vez lotaram a Plaza de Mayo. 17 de outubro: Um Dia de Fidelidade de celebração e reencontro. Em uma festa que se repetiu em várias praças do país, uma multidão lembrou o dia 17 de outubro e seu significado. O orador principal foi Hebe de Bonafini, com o pedido de não pagamento ao FMI. . O principal orador no palco localizado em frente à Casa Rosada foi a presidente da Associação das Mães da Plaza de Mayo, Hebe de Bonafini, a primeira promotora do ato nesta data - junto com diferentes organizações políticas, sindicais e de direitos humanos-, que enfrentou seu discurso com um pedido específico dirigido ao presidente: "Quero dizer-lhe que este ato é o início de uma luta até que consigamos não pagar a dívida externa. Hoje começamos." Hoje terá lugar mais um ato, organizado pela CGT, em frente ao monumento às obras. (Página 12, Argentina) | bit.ly/2YXxVlH

FILIPINAS/ Um boxeador, um ex-ator, uma vice-presidente, dois policiais e o filho de um ditador entram numa eleição. Corrida à sucessão de Duterte tem candidatos para todos os gostos, incluindo o pugilista Manny Pacquiao. Filha do Presidente que lançou uma violenta guerra ao narcotráfico ainda pode concorrer. (Público, Portugal) | bit.ly/3G0fQDS

CHILE/ Tensão no Chile devido à militarização do território indígena Mapuche. Militares chilenos foram destacados para a região de Araucanía, no sul do Chile, depois que o presidente Sebastián Piñera decretou o estado de emergência, devido aos confrontos entre os indígenas mapuche e as forças de segurança. (El Espectador, Colômbia) | bit.ly/2YUG8qe

EL SALVADOR/ Milhares de pessoas se manifestam contra o presidente Nayib Bukele. Vários partidos políticos, de esquerda e direita, e organizações de todos os tipos manifestaram-se no domingo em San Salvador contra o presidente Nayib Bukele. (Tribune de Genève, Suíça) | bit.ly/3AW2WDg

EXTREMA DIREITA-ITÁLIA/Os neofascistas se infiltram na extrema direita institucional. A Liga e os ‘Irmãos da Itália’ já estão na defensiva após a revelação de neofascistas presentes entre seus militantes. Há muitos antigos militares e agentes de polícia que se abrigaram nesses partidos. Diante da acusação de racismo e financiamento ilegal, revelados em matéria jornalística, as duas formações agora denunciam o complô. (L’Humanité, França) | bit.ly/3vueRXR

GUERRA FRIA/ Militares chineses condenam EUA e Canadá por causa de navios de guerra no Estreito de Taiwan. Países "conspiraram para provocar e criar problemas" na região que a China reivindica como seu território. Os militares chineses condenaram os Estados Unidos e o Canadá por enviarem navios de guerra pelo estreito de Taiwan na semana passada, dizendo que eles estavam ameaçando a paz e a estabilidade na região. A China afirma que governou Taiwan democraticamente como seu próprio território e montou repetidas missões da força aérea na zona de identificação de defesa aérea de Taiwan, no ano passado, provocando raiva em Taipei. (The Guardian, Inglaterra) | bit.ly/3aSwiaU

ARGÉLIA-FRANÇA/ Neste dia, em 1961, a polícia francesa assassinou dezenas de argelinos pró-independência. Hoje, há 60 anos, a polícia francesa sob o comando de um ex-colaborador nazista massacrou manifestantes anti-imperialistas argelinos. Durante décadas, as autoridades francesas esconderam as evidências de uma das piores atrocidades na Europa do pós-guerra. Embora ainda não tenhamos números exatos, parece provável que a polícia matou pelo menos duzentos manifestantes. (Jacobin, EUA) | bit.ly/3G14srI

3. ARTIGOS/ENTREVISTAS

Emir Sader – Brasil (El Diário, Espanha) | “Lula é o antibolsonaro” | bit.ly/2YUGgWK

Mempo Girardelli – Argentina/Plaza de Mayo (Página 12, Argentina) | “A praça que sim e que não” | bit.ly/3jcEGqv

Eduardo Aliverti - Argentina/Plaza de Mayo (Página 12, Argentina) | “17 de outubro: O que o Plaza expressou” | bit.ly/3jcGXC8

Mario Wainfeld Argentina/Plaza de Mayo (Página 12, Argentina) | “’IDEAS’ fixas, multidões que retornam” | bit.ly/3BVyYAB

Gael de Santis – Extrema direita/Itália (L’Humanité, França) | “O sobressalto do sindicalismo diante do neofascismo” | bit.ly/2Z1geBi

González, Gortázar e Molina, reportagem – Extrema direita/Espanha e AL (El País, Espanha) | “Vox tece uma aliança anticomunista na América Latina” | bit.ly/3DR7U6d

Marc Basset – Extrema direita/Europa (El País, Espanha) | “Moderação ou radicalidade, o dilema da extrema direita na Europa” | bit.ly/3BXvE88

Piotr – Extrema direita/Itália (Sinistra in Rete, Itália) | “Os fascistas causam alarme” | bit.ly/3ASAF0z

Paul Krugman – EUA (The New York Times, EUA) | “O poder do ‘ninguém sabe’” | nyti.ms/30qUFKX

Fahrion, Peters, Sarovic e Zand, reportage – Guerra Fria (Der Spiegel, Alemanha) | “Os EUA e a China se enfrentam no Extremo Oriente. Aviões de guerra chineses sobre o estreito de Taiwan, submarinos nucleares para a Austrália, foguetes hipersônicos na Coreia do Norte: a postura militar transformou o Extremo Oriente em um lugar perigoso.” | bit.ly/2XmCJ30

John Feffer – Desigualdade (Counterpunch, EUA) | “O constrangimento da riqueza” | bit.ly/3n1CnYl



Conteúdo Relacionado