Clipping Internacional

Clipping Mundo - 22/09/2021

Notícias internacionais sobre o Brasil; Notícias do Mundo; e Artigos

22/09/2021 09:40

Bolsonaro e sua comitiva comem pizza na rua em Nova Iorque por não ter prova de vacinação (Reprodução/Twitter)

Créditos da foto: Bolsonaro e sua comitiva comem pizza na rua em Nova Iorque por não ter prova de vacinação (Reprodução/Twitter)

 
1. NOTÍCIAS INTERNACIONAIS SOBRE O BRASIL

BOLSONARO NA ONU

The Guardian, Inglaterra | Bolsonaro prometeu mostrar um novo Brasil, mas discurso da ONU "cheio de mentiras" não impressionou.
O presidente de extrema direita vendeu soluções não comprovadas da Covid e fez alegações infundadas sobre a política brasileira e o meio ambiente e que veio para apresentar “um novo Brasil, com sua credibilidade restaurada perante o mundo”. Mas em um discurso de 12 minutos, no qual o populista de extrema direita pregou remédios da Covid não comprovados, denunciou medidas de contenção do coronavírus e propagou uma sucessão de distorções e mentiras descaradas sobre a política brasileira e o meio ambiente, Bolsonaro fez pouco para reparar a reputação internacional destroçada de seu país. | bit.ly/3igbUVF

El Diário, Espanha | Jair Bolsonaro na ONU: “Temos a família tradicional como base da civilização”
O presidente atacou a oposição e a imprensa, defendeu sua política ambiental e tratamentos não comprovados contra a Covid. “Vim mostrar um Brasil diferente daquele publicado nos jornais", disse Jair Bolsonaro desafiadoramente ante a Assembleia Geral da ONU. No discurso Bolsonaro procurou reafirmar sua identidade política. “O Brasil tem um presidente que acredita em Deus, respeita a Constituição, valoriza a família e deve lealdade ao seu povo. Isso é muito, é uma base sólida, considerando que estávamos à beira do socialismo”, disse. em referência ao Partido dos Trabalhadores. Tampouco faltou mostrar sua aversão às demandas pelos direitos das mulheres e reivindicações por igualdade de gênero. “Temos a família tradicional como base da civilização”, disse o presidente. | bit.ly/3EK0hzw | bit.ly/3u2YQHD | bit.ly/3hUrh5C

Libération, França | Em Nova York, Bolsonaro por falta de passe sanitário come na rua.
Ainda não vacinado contra a Covid-19, o presidente brasileiro não pode entrar nos restaurantes da cidade e teve que comer fora no domingo. O ex-capitão ainda se recusa a ser vacinado, alegando que a excepcional qualidade de seu sistema imunológico o isenta disso. Atingido pelo coronavírus e hospitalizado em julho de 2020, chegou a proclamar que seria "o último brasileiro" a receber a vacina antiCovid. Seu tratamento desastroso da pandemia, a seriedade que ele negou por muito tempo, valeu-lhe a abertura de um processo de impeachment. O próprio prefeito da cidade, Bill De Blasio falou diretamente aos delegados vacinescéticos da ONU, “inclusive ao brasileiro Bolsonaro”: “Se você não quer se vacinar, economize a viagem”, alertou. Em vão, obviamente. Chegado a Nova York na noite de domingo, o chefe de estado teve de usar a porta dos fundos para entrar em seu hotel para evitar os manifestantes que o esperavam em frente à entrada principal gritando “ForaBolsonaro.! " | bit.ly/3AxmxdN

Página 12, Argentina | Jair Bolsonaro na ONU: o discurso da realidade paralela.
Na Assembleia Geral de Nova York, o presidente brasileiro divulgou mensagem cheia de omissões e falsidades. Ele descreveu um país sem corrupção que se preocupa com o meio ambiente, combate eficazmente a pandemia do coronavírus e combate a ameaça do "socialismo". Ao falar na sessão anual de abertura da Assembleia Geral da ONU, espera-se que um presidente se dirige a todos os países, abordando questões de interesse global. O presidente brasileiro de extrema direita Jair Bolsonaro optou pelo caminho inverso. Nem mesmo falou ao seu próprio país ou ao seu potencial eleitorado: preferiu se dirigir especificamente ao grupo de seus partidários mais radicais, que representam cerca de 15 por cento dos 213 milhões de brasileiros. | bit.ly/2XSu2O5

Boston Globe, EUA | O presidente brasileiro Bolsonaro parece ter quebrado o ‘sistema de honra’ sobre vacina da ONU durante discurso.
O presidente brasileiro Jair Bolsonaro foi o primeiro líder mundial a falar na abertura da Assembleia Geral das Nações Unidas na terça-feira, criando uma abertura desafiadoramente desajeitada para um evento que deve se concentrar principalmente na resposta global à pandemia covid-19. Bolsonaro foi acusado de alimentar o sentimento antivacina. Em uma entrevista coletiva na segunda-feira, ele pareceu recusar uma oferta do primeiro-ministro britânico Boris Johnson para receber uma dose da vacina AstraZeneca. Johnson, que foi hospitalizado com covid em 2020, disse que recebeu duas doses da vacina. Bolsonaro riu e disse: "Ainda não." (Boston Globe, EUA) | bit.ly/2XGGQax

El País, Espanha | bit.ly/3Czrh31

Diário de Notícias, Portugal | bit.ly/3lHhUaw

El Espectador, Colômbia | bit.ly/3u3meF1

The Independent, Inglaterra | bit.ly/39uDfyg

El Clarín, Argentina | bit.ly/3o2oITf

RFI, França | bit.ly/3CAYGKJ

La Repubblica, Itália | bit.ly/3CCDPqg

El Mercurio, Chile | bit.ly/3nTCoje

Últimas Notícias, Venezuela | bit.ly/3CCPV2C

Diario Correo, Peru | bit.ly/3tYnk4U

Página Siete, Bolívia | bit.ly/3Cz5PLw

La Prensa, Argentina | bit.ly/3CAG0KZ

India Times, Índia | bit.ly/3lO316r

Guardião, Angola | bit.ly/3ECWsfP

OUTRAS NOTÍCIAS DO BRASIL

TÁXI ELÉTRICO/ Táxis aéreos elétricos farão sua estreia na cidade mais congestionada do Brasil. Uma empresa com sede em Dublin está prometendo viagens com emissão zero em São Paulo, a maior cidade da América Latina, congestionada com o trânsito. (The Guardian, Inglaterra) | bit.ly/3hYvTI1

CPI DA COVID/ Comissão sobre a pandemia no Brasil denuncia "ameaças" do filho de Bolsonaro. A CPI que investiga a gestão do governo da pandemia do coronavírus na terça-feira denunciou supostas "ameaças" de um dos filhos do presidente Jair Bolsonaro. O quarto filho do presidente, de 23 anos mostrou uma loja de armas e escreveu: "Alo CPI"! Renan Bolsonaro foi mencionado nas investigações do grupo parlamentar por suas relações com um empresário que intermediou negociações turvas que tentavam vender vacinas do governo contra cobiça em operações fraudulentas. Sua mãe, Ana Cristina Valle e segunda esposa do presidente, foi intimada a depor sobre este assunto. (El Diário, Espanha) | bit.ly/3lH02Na

VACINA/ O Brasil está empenhado em compartilhar a tecnologia de vacinas com toda a América Latina. A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), maior centro de pesquisas em saúde da América Latina e escolhida pela OMS como parceira em um projeto de produção de vacinas com a plataforma de mRNA na região, disse terça-feira que se comprometeu a compartilhar essa tecnologia com todos os seus vizinhos. (El Diário, Espanha) | bit.ly/3CPZ9Jh

FRAUDE NA SAÚDE/ Polícia brasileira investiga fraude na compra de medicamentos. A Polícia Federal do Brasil está a investigar uma alegada fraude na compra de medicamentos de elevado custo adquiridos pelo Ministério da Saúde do país, que pode ter causado a morte de pelo menos 14 pessoas. Os investigadores suspeitam que o adiantamento do pagamento pelos medicamentos, adquiridos pela área de Logística do Ministério da Saúde entre 2016 e 2018 e que não foram entregues ao Governo brasileiro, resultou num prejuízo aos cofres públicos de 20 milhões de reais (3,2 milhões de euros). (Diário de Notícias, Portugal) | bit.ly/3hX8arM

COVID NA SAÚDE/ Ministro da Saúde do Brasil testa positivo para coronavírus na Assembleia Geral da ONU. Marcelo Queiroga vai cumprir a quarentena nos EUA. O governo Bolsonaro tem sido marcado por sua postura negativista em relação ao COVID-19 e pelo questionamento da eficácia das vacinas em seu país, aliás o presidente brasileiro não recebeu a inoculação. Este é o segundo caso de coronavírus na delegação brasileira que vem a Nova York, após o positivo de um diplomata que fazia parte do grupo avançado que preparou a chegada de Bolsonaro à cidade. O ministro deixou uma imagem polêmica ao ofender com o dedo indicador a alguns manifestantes que protestavam contra o chefe de Estado brasileiro nas proximidades do hotel onde estão hospedados. (El Diário, Espanha; Página 12, Argentina; The Independent, Inglaterra; India Times, Índia; El País, Espanha; Público, Portugal; Al Jazzera, Catar; El Clarín, Argentina; The Sydney Morning Herald, Austrália; ABC, Espanha; La Stampa, Itália; La Jornada, México; El Mercurio, Chile; Soy Chile, Chile; Telesur, Venezuela; El Tiempo, México; The Jerusalem Post, Israel) | bit.ly/3Azop5w | bit.ly/3nUypmz | bit.ly/3CPZ603 | bit.ly/3CxJ7U7 | bit.ly/3CvGyle | bit.ly/3CzrdQP | bit.ly/3CPZ603 | bit.ly/2W1mfwy | bit.ly/3lImMwe | bit.ly/3CEdEPV | bit.ly/3ztQQAx | bit.ly/3nYIHlA | bit.ly/3lN8lHp | bit.ly/3nTCoje | bit.ly/3EELWEL | bit.ly/3CCPV2C | bit.ly/3lTZNP4

ECONOMIA/ Brasil se prepara para outro grande aumento da taxa de juros na tentativa de controlar a inflação. Banco Central busca estratégia agressiva de aperto para combater preços descontrolados de tudo, de alimentos a combustíveis. (Financial Times, Inglaterra) | on.ft.com/3nXTfS8

BOLSONARO/ Deputado brasileiro entra com ação contra Bolsonaro no Ministério Público. David Miranda destacou que a denúncia contra o presidente Jair Bolsonaro se deve às mentiras pronunciadas pelo presidente na ONU. O deputado federal David Miranda ajuizou ação contra o presidente Jair Bolsonaro perante o Procurador-Geral da República, após assegurar que as opiniões expressas pelo presidente na 76ª Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) sejam baseadas em falsidades e ilegalidades, especialmente em questões de corrupção e meio ambiente. (Telesur, Venezuela) | bit.ly/3EzxQV0

2. NOTÍCIAS DO MUNDO

ONU/ Do alarme de Guterres à Guerra Fria de Biden com Bolsonaro pelo meio. O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, deu o tiro de partida para a 76.ª sessão da Assembleia Geral da organização com um alerta: "Estou aqui para soar o alarme. O mundo tem de acordar", defendeu, alertando que este "nunca esteve mais dividido". O português mencionou a preocupação que representa o embate entre as duas grandes potências, EUA e China, avisando que podem criar um problema "muito menos previsível e muito mais perigoso do que a Guerra Fria". Na sua intervenção, o presidente norte-americano, Joe Biden, reiterou que não está à procura "de uma nova guerra fria", sem referir diretamente a China, cuja ascensão tem considerado, noutros palcos, como o principal desafio do século XXI. (Diário de Notícias, Portugal) | bit.ly/3hWHRlH

ONU-AMERICA LATINA/ Pandemia e democracia centram os discursos de líderes latino-americanos na ONU.A pandemia do coronavírus, a debilitada democracia na região e os esforços comuns para conter a cada vez mais preocupante crise climática concentraram os discursos, alguns mais polêmicos que outros, dos sete líderes latino-americanos que falaram nesta terça-feira no início da Assembleia Geral da ONU. (El Diário, Espanha) | bit.ly/3o1eTVp

EUA/ Em meio ao furor sobre as imagens da fronteira, Biden enfrenta reação dos democratas. Os ativistas reagiram com uma linguagem incomumente áspera, sugerindo que não dariam mais ao presidente Biden o benefício da dúvida, enquanto as imagens virais circulavam de agentes montados na fronteira capturando migrantes haitianos. (Teh Washington Post, EUA) | wapo.st/3nRDMmu

CHINA/ Empresa chinesa Evergrande à beira da falência.Os mercados de ações estão tremendo com a ideia de que o gigante imobiliário está arrastando a economia chinesa para a queda. Um remake da crise do subprime? Os medos parecem ter desaparecido. O destino do gigante imobiliário chinês Evergrande Group parou de sacudir os mercados mundiais. Nesta quinta-feira, o grupo terá que pagar parte dos juros aos credores. E ele pode não conseguir pagar os juros devidos no terceiro trimestre. O cenário do Lehman Brothers, que desencadeou a maior crise financeira em 2008, é, no entanto, "improvável", disse a economista da Sciences-Po para a China, Catherine Mathieu. Mas Evergrande está longe de superar todas as suas dificuldades. Fundada em 1996, a Evergrande atua no mercado imobiliário. Em 2009, após seu IPO, o grupo chinês aumentou suas aquisições em turismo, esporte, veículos. (L’Humanité, França) | bit.ly/3CCDPGM

ALEMANHA/ A extrema direita alemã não está em lugar nenhum na eleição. Mas está ‘aqui para ficar’. No próximo parlamento nacional, o partido de extrema direita Alternativa para a Alemanha provavelmente permanecerá uma força pária. Mas também parece garantido um papel na definição do futuro do país. (The New York Times, EUA) | nyti.ms/3EGMeuU

3. ARTIGOS/ENTREVISTAS

Juan Arias – Brasil (El País, Espanha) | “Não é só culpa do Bolsonaro que o mundo zombe do Brasil” | bit.ly/3lTZOm6

Emir Sader – Brasil (Página 12, Argentina) | “Jair Bolsonaro na ONU: um pária negativista que não nos representa” | bit.ly/3zrTAyh

Gilberto Braga – Brasil/economia (RFI, França) | “Bolsonaro quer mostrar Brasil que avança, mas economistas temem aumento do buraco fiscal.” | bit.ly/3hZnjsz

Agência France Press – Brasil/Bolsonaro (France Press, França) | “Por que o presidente brasileiro Jair Bolsonaro comeu pizza na rua em New York?” | bit.ly/3hWYz45

Brian Winter – Brasil/Bolsonaro (Americas Quaterly, EUA) | “Os brasileiros desistiram de Bolsonaro? | bit.ly/3lS6dhx

Julia Almeida Vasconcelos da Silva – Brasil (Jacobinlat, América Latina) | “Impeachment, bolsonarismo e militarização” | bit.ly/3nRDThU



Conteúdo Relacionado