Clipping Internacional

Clipping Mundo - 26/11/2021

Notícias internacionais sobre o Brasil; Notícias do Mundo; e Artigos

26/11/2021 09:06

Lula em Paris (Christophe Petit-Tesson/EPA)

Créditos da foto: Lula em Paris (Christophe Petit-Tesson/EPA)

 
1. NOTÍCIAS INTERNACIONAIS SOBRE O BRASIL

LULA/‘Un grand monsieur’: o desafio de Lula a Bolsonaro é bem-vindo na Europa. Luiz Inácio Lula da Silva recebe primeiro empuxo de Olaf Scholz e um convite de Macron para o palácio presidencial. Foi uma recepção adequada a um presidente. Guardas Republicanos no Palácio do Eliseu. Uma ovação de pé no Parlamento Europeu. Uma entrevista de primeira página no principal jornal da Espanha em que o dignitário visitante foi saudado como um “ciclone” de energia. “C’est un grand monsieur”, disse a prefeita de Paris, Anne Hidalgo, enquanto oferecia seu “querido” amigo estrangeiro a um almoço em uma cervejaria no lado leste da capital da França. O visitante não era um presidente, porém - pelo menos não desde 2010, quando Luiz Inácio Lula da Silva deixou o cargo de líder do Brasil com um índice de aprovação de quase 90%. A fama contínua de Lula contrasta fortemente com o isolamento internacional de Bolsonaro, que se aprofundou na semana passada com afirmações que o Brasil não divulgou números que mostram um aumento do desmatamento na Amazônia durante a cúpula do clima Cop26. Durante seus três anos no poder, Bolsonaro alienou uma sucessão de parceiros estrangeiros, incluindo líderes do Partido Comunista da China, o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, e líderes europeus como Macron e Merkel. (The Guardian, Inglaterra) | bit.ly/3rcmdz9

LULA-MACRON/ Bolsonaro descreve a recepção de Macron a Lula como "provocação". O presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, descreveu como "provocação" o fato de o presidente da França, Emmanuel Macron, ter recebido o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em Paris. Lula, que já desponta como grande favorito e rival do Bolsonaro para as eleições de 2022, recentemente fez uma turnê que o levou à Alemanha, Bélgica, França e Espanha, onde foi recebido por várias autoridades, o Parlamento Europeu, além de por Macron e também pelo Presidente do Governo Espanhol, Pedro Sánchez. (El Diário, Espanha; La Diária, Uruguai; Pagina Siete, Bolívia) | bit.ly/3DV5Mut | bit.ly/32qIyP2 | bit.ly/30VyMDT

ESTADO POLICIAL/ Bolsonaro insiste que a polícia precisa da segurança jurídica para ser mais rígida. O presidente brasileiro Jair Bolsonaro insistiu que o Congresso deve fornecer aos agentes das forças de segurança a devida "garantia legal" para endurecer ainda mais o combate ao crime. A cerimônia contou com a presença de dezenas de parlamentares, a quem o líder de extrema direita instou a aprovar a chamada "exclusão da ilegalidade", uma fórmula legal polêmica que impediria que policiais que matam no desempenho de suas funções sejam levados a tribunal, mesmo quando se verificam excessos ou abusos. O último episódio de violência policial ocorreu na semana passada no Rio de Janeiro, onde oito pessoas morreram após uma ação de agentes em uma favela dominada por traficantes de drogas. Organizações de direitos humanos denunciaram isso como um "massacre" e denunciaram que alguns dos mortos, segundo os vizinhos, não tinham envolvimento com o crime. (El Diário, Espanha) | bit.ly/3cQHAxB

MORO/ Moro mergulhou na política para embaralhar o jogo de Bolsonaro. O ex-juiz que se notabilizou pela condução da Operação Lava-Jato é a mais recente esperança dos que defendem uma “terceira via” para as eleições do próximo ano. Não o assumiu diretamente, mas foi com um discurso de pré-candidato que o ex-juiz e ex-ministro da Justiça, Sergio Moro, marcou a sua reentrada no cenário político brasileiro, há cerca de duas semanas. Na cerimônia oficial de filiação no partido Podemos Moro garantiu estar “sempre à disposição do povo brasileiro”. (Público, Portugal) | bit.ly/3rfOVPA

VACINA/ Ministro da Justiça do Brasil rejeita exigir certificado de vacinação a turistas. "Não. Não precisa [da exigência]. Não impede a transmissão da doença", disse o ministro que rejeita a posição da Agência Nacional de Vigilância Sanitária. O órgão regulador recomendou a vacinação obrigatória a turistas. (Diário de Notícias, Portugal) | bit.ly/3HRXzd0

ARÁBIA SAUDITA/ O Brasil recebe o ministro saudita e continua sua aproximação com os países árabes. O chanceler brasileiro Carlos França recebeu seu homólogo saudita, o príncipe Faisal bin Farhan, a quem reafirmou a intenção do governo de Jair Bolsonaro de conseguir uma maior aproximação com os países árabes. Os principais produtos exportados pelo Brasil para aquele país são frango e carne bovina, açúcar, milho e soja, num valor que em 2020 chegou a 1,8 bilhão de dólares. Por outro lado, as importações brasileiras da Arábia Saudita são compostas principalmente de hidrocarbonetos e fertilizantes, que somaram 1,5 bilhão de dólares no ano passado. (El Diário, Espanha) | bit.ly/3p5yJO8

PRESIDENTE DO COI CONDENADO/ Carlos Arthur Nuzman pega 30 anos de prisão por comprar votos para os Jogos do Rio. Ele foi chefe do Comitê Olímpico Brasileiro por mais de duas décadas e foi condenado a 30 anos e 11 meses de prisão por supostamente comprar votos para o Rio de Janeiro sediar as Olimpíadas de 2016. Nuzman, que também chefiou o comitê organizador do Rio 2016, foi considerado culpado de corrupção, organização criminosa, lavagem de dinheiro e sonegação fiscal. O executivo de 79 anos não será preso até que todas as suas apelações sejam ouvidas. O juiz também condenou à prisão o ex-governador do Rio Sergio Cabral, o empresário Arthur Soares e Leonardo Gryner, que foi diretor-geral de operações do comitê Rio 2016 (The Sydney Morning Herald, Austrália) | bit.ly/3laKCBw

CARNAVAL/Bolsonaro contra a celebração do Carnaval em 2022. O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, disse, esta quinta-feira, que se dependesse de si não haveria Carnaval no Brasil em 2022 devido à pandemia de Covid-19. Embora se declare contra a realização do Carnaval, que gera muitas divisas ao país com turismo interno e externo em cidades importantes como São Paulo, Rio de Janeiro e Salvador, capital da Bahia, o Presidente brasileiro continua a dizer ser contra medidas restritivas de circulação na pandemia. O Brasil já registou mais de 613 mil mortes e pelo menos 22 milhões de infeções por covid-19 desde o início da pandemia. (Jornal de Notícias, Portugal) | bit.ly/3r91nk3

2. NOTÍCIAS DO MUNDO

COVID-19/ África do Sul identifica nova variante que seria um ‘salto na evolução’. Cientistas na África do Sul identificaram na quinta-feira uma nova variante do coronavírus com mutações que um cientista disse que marcou um "grande salto na evolução", levando vários países a limitar rapidamente as viagens da região. A Grã-Bretanha proibiu voos de seis países do sul da África, exigindo que os viajantes desses países entrassem em quarentena. Grã-Bretanha, Israel e Cingapura restringiram viagens da região. Cientistas sul-africanos se reunirão com OMC. Várias variantes surgiram desde o início da pandemia. Uma preocupação subjacente a eles é se irão impedir a luta contra o vírus ou limitar a eficácia das vacinas. (The New York Times, EUA; El Diário, Espanha) | nyti.ms/3cOtfBB | bit.ly/3FTGP3n

ISRAEL-VACINA/ Covid, Israel teme uma quinta onda e levanta a hipótese da quarta dose da vacina. No país, as infecções voltam a crescer e estudiosos acham que haverá 1.600-2.500 novos positivos por dia no final de dezembro. Após dez semanas de declínio constante em todos os indicadores da pandemia, por alguns dias Israel experimentou um aumento nas infecções diárias que levou o índice R a exceder o limite vermelho de 1. Um cenário que não chega a ser surpreendente para os especialistas, que nas últimas semanas, falando em uma "quarta onda superada", nunca descartaram uma possível quinta onda. (La Repubblica, Itália) | bit.ly/313X0Mo

ALEMANHA/ Alemanha de Scholz: mais direitos para migrantes, jovens, mulheres e LGTBI. A coalizão liderada pelos social-democratas empreenderá inúmeras reformas para permitir o voto aos 16 anos, a autodeterminação de gênero e facilitar a obtenção da nacionalidade. A Alemanha de 2025 será mais progressista e ampliará os direitos dos migrantes, jovens, mulheres e da comunidade LGTBI, se o próximo governo liderado pelo social-democrata Olaf Scholz cumprir as promessas de seu acordo de coalizão. Após 16 anos de executivos chefiados pelos democratas-cristãos de Angela Merkel, o tripartite sem precedentes concordou com um contrato que revoluciona algumas áreas, como os direitos reprodutivos das mulheres ou os direitos de cidadania. A coalizão de sociais-democratas, verdes e liberais chega determinada a modernizar o país sob o lema "Ousadia por mais progresso". (El País, Espanha) | bit.ly/3102Y0O

FRANÇA: LUCROS COM A COVID/ Tributar os que lucraram com a Covid permitiria a construção de 11 hospitais na França. De acordo com o estudo encomendado pelo grupo de Esquerda no Parlamento Europeu, a tributação das multinacionais, que tiveram lucros excepcionais durante a pandemia, pode render 25 bilhões de euros à União Europeia, dos quais 5,6 bilhões à França. O suficiente para atender às necessidades de hospitais ou profissionais de saúde. A crise de Covid definitivamente deixou muitas pessoas felizes. O estudo realizado por três investigadores especializados em impostos pagos por multinacionais da Universidade de Praga (1) confirma-o pela primeira vez, com base na análise dos resultados financeiros alcançados por multinacionais com presença na União Europeia e que dispõem de um faturamento de mais de 80 milhões de euros. (L’Humanité, França) | bit.ly/3r9FyRB

CUBA/ Cuba presta homenagem a Fidel Castro cinco anos após sua morte. A memória do líder revolucionário começou com uma cerimônia emocionante na Universidade de Havana. O governo cubano prestou diversas homenagens nesta quinta-feira ao ex-presidente e líder revolucionário Fidel Castro no quinto aniversário de sua morte, com uma cerimônia na escadaria da Universidade de Havana e a inauguração de um centro de preservação da obra e do pensamento do Comandante máximo da Revolução Cubana. Vários líderes cubanos e as principais instituições da ilha, inclusive a imprensa oficial, lembraram de seu trabalho e apareceram nas redes sociais com slogans como #Fidelvive e #FidelPorSiempre. (Página 12, Argentina) | bit.ly/3p3nlT1

HONDURAS/ Eleições em Honduras 2021: as chaves para um voto embaçado devido a acusações de fraude. Os hondurenhos vão às urnas em eleições gerais que marcarão o futuro do presidente Juan Orlando Hernández, acusado de ligações com o narcotráfico. Será uma eleição sem brilho devido a acusações de fraude e alegações de supostas ligações com o tráfico de drogas de Hernández, que foram investigadas pelas autoridades dos Estados Unidos. As pesquisas indicam que a eleição será disputada pelos dois lados, entre o candidato do Partido Nacional, Nasry Asfura, e a líder do ‘Libertad y Refundación’, Xiomara Castro. Segundo a última pesquisa - publicada em outubro -, em terceiro lugar está a candidata do Partido Liberal, Yani Rosenthal, que cumpriu pena de três anos nos Estados Unidos por lavagem de dinheiro. (El País, Espanha) | bit.ly/3HVi60j

MÉXICO/ Três mortos em ataque armado durante ato feminista em Guaymas. A manifestação foi violentamente dissipada depois que um grupo de assassinos armados chegou para enfrentar os tiros dos guarda-costas da prefeita Karla Córdova. Pelo menos três mortos e dois feridos saíram nesta quinta-feira de um ataque armado na periferia do palácio municipal da cidade de Guaymas, estado de Sonora, noroeste do México, onde estava ocorrendo uma manifestação feminista, informou a Procuradoria Geral do Estado. O ataque ocorreu em meio a uma “ocupação simbólica” do prédio da prefeitura por grupos feministas em comemoração ao Dia Mundial pela Erradicação da Violência contra as Mulheres. (Diario Correo, Peru) | bit.ly/311ep8A

PERU/ Deputados de direita apresentam moção para destituir o presidente. Parlamentares de três partidos de direita apresentaram um pedido de demissão ao parlamento na quinta-feira para destituir o presidente de esquerda Pedro Castillo, que está no poder há apenas quatro meses, alegando sua suposta "incapacidade moral" para exercer suas funções. (UYPress, Uruguai) | bit.ly/3HVppFj

VENEZUELA/ Oposição da Venezuela lambe feridas após derrota eleitoral. Governo de Maduro supera facilmente o desafio das pesquisas regionais de partidos rivais fragmentados. (Financial Times, Inglaterra) | on.ft.com/3cQ5hGb

INTERPOL/ Novo presidente da Interpol, general dos Emirados Árabes Unidos, é acusado de tortura. Um general suspeito de tortura e prisão arbitrária à frente da agência de coordenação das forças policiais mundiais: a Interpol, organização mundial de luta contra o crime, na quinta-feira, 25 de novembro, elegeu seu novo presidente em Istambul, na parte de sua 89ª Assembleia Geral, na pessoa do General Ahmed al-Raisi. Inspetor-geral do Ministério do Interior dos Emirados Árabes Unidos desde 2015, ele chefia a polícia nos Emirados Árabes Unidos, um país do Golfo descrito como uma "ditadura" por alguns políticos, como o parlamentar norte-americano Bernie Sanders. (Le Nouvel Observateur, França) | bit.ly/3E2ykTa

3. ARTIGOS/ENTREVISTAS

Emir Sader- Brasil/Lula (Página 12, Argentina) | “A biografia cósmica de Lula” | bit.ly/3CUinNk

Eric Nepomuceno Brasil/Bolsonaro (Página 12, Argentina) | “Brasil de Bolsonaro prejudica gravemente o meio ambiente. O presidente conta com o apoio de grande parte do setor do agronegócio” | bit.ly/3nSjqZH

Igor Goicovic DonosoChile/eleições (Jacobinlat, América Latina) | “Chile: as eleições e a saída conservadora da crise” | bit.ly/3p1jXIq

Marco TeruggiVenezuela/eleições (Página 12, Argentina) | “Venezuela: um resultado que muda o cenário” | bit.ly/3p4tTRb

Andrew Gregory e Tom Ambrose – Covid-19/Nova cepa (El Diário, Espanha) | “O que se sabe sobre 'nu', a nova variante de Covid detectada na África do Sul. Qual é a nova variante e por que ela é preocupante?” | bit.ly/30Vrkcp

Alfonso Gianni – Europa/Alemanha (Sinistra in Rete, Itália) | “A Europa após Angela Merkel” | bit.ly/3DQhPcB

Bibiana Ruiz e Juan Suárez – Argentina/financeirização (Crisis, Argentina) | “O fetichismo da inclusão financeira” | bit.ly/30W5S7a

The Guardian, vários autores – Capitalismo global/Inflação (The Guardian, Inglaterra) | “Como as maiores economias estão lidando com o espectro da inflação” | bit.ly/313vkHM

Oliver Millman – Meio Ambiente/extrema direita (The Guardian, Inglaterra) | “A negação da questão climática está diminuindo na direita. O que está substituindo pode ser tão assustador quanto.” | bit.ly/311ejOg



Conteúdo Relacionado