Clipping Internacional

Clipping Mundo - 27/10/2021

Notícias internacionais sobre o Brasil, repercussões da CPI e outros; e Artigos

27/10/2021 09:18

(Xinhua)

Créditos da foto: (Xinhua)

 
1. NOTÍCIAS INTERNACIONAIS SOBRE O BRASIL

O RELATÓRIO FINAL DA CPI DA COVID: REPERCUSSÕES

The Guardian, Inglaterra | Senadores do Brasil apoiam acusações criminais por Jair Bolsonaro por causa da crise da Covid. Um comitê do Senado brasileiro recomendou que o presidente Jair Bolsonaro enfrente uma série de acusações criminais por ações e omissões relacionadas ao segundo maior número de mortos Covid-19 do mundo. A CPI votou para dar apoio à responsibilização do presidente por muitas das mais de 600.000 mortes de Covid no Brasil. A votação de sete contra quatro foi o culminar de uma investigação do comitê de seis meses sobre a forma como o governo está lidando com a pandemia. O presidente negou qualquer irregularidade, e a decisão de arquivar a maioria das acusações caberá ao promotor-geral Augusto Aras, um nomeado de Bolsonaro que é amplamente considerado como o protegendo. A alegação de crimes contra a humanidade precisaria ser levada a cabo pelo tribunal penal internacional. Minutos depois de encerrada a investigação, o ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump disse em nota que endossa o líder brasileiro. | bit.ly/3BlnKEz

Página 12, Argentina | Comissão do Senado aprovou relatório acusando Jair Bolsonaro de crimes contra a humanidade. Com sete votos a favor e quatro contra, os senadores que compõem a comissão que investigou a gestão do governo brasileiro da Covid-19 aprovaram o relatório final acusando o presidente Jair Bolsonaro de "crimes contra a humanidade". O documento, resultado de seis meses de investigações, agora será encaminhado ao Ministério Público, ao Supremo Tribunal Federal e até ao Tribunal Penal Internacional de Haia, que deverá avaliar se acatam as denúncias e instaurar os processos correspondentes. Durante uma tensa audiência no Senado, o presidente passou a ser descrito como um "serial killer". Junto com Bolsonaro, seus três filhos também foram denunciados: o senador Flavio Bolsonaro, o deputado Eduardo Bolsonaro e o vereador Carlos Bolsonaro. Além disso, foram feitas denúncias contra o atual ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, e seu antecessor, o general Eduardo Pazuello. (Página 12, Argentina) | bit.ly/3Bh5mwp

El Diário, Espanha | Bolsonaro, seus filhos e quatro ministros entre os acusados pelo Senado. A CPI da Covid aprova o relatório final que acusa Bolsonaro de "crimes contra a humanidade". O relatório será encaminhado à Justiça, que deve decidir sobre possíveis julgamentos por supostas responsabilidades no combate à pandemia covid-19, que já matou mais de 605 mil brasileiros. Os doze principais arguidos e as acusações feitas no relatório parlamentar são: o Presidente Jair Bolsonaro, Crimes contra a humanidade. Violação de medidas sanitárias. Charlatanismo médico. Incitação ao crime. Falsificação de documentos. Uso irregular de dinheiro público. Prevaricação. Epidemia resultando em morte. Ataques contra a dignidade do cargo; o Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga; o ex-Ministro da Casa Civil, General Walter Braga Netto; o ex-ministro Onyx Lorenzoni; o Ministro da Controladoria Geral, Wagner Rosario; o ex-ministro da Saúde General Eduardo Pazuello; o ex-Ministro das Relações Exteriores Ernesto Araújo; e três filhos do presidente. A extensa lista de réus, que inclui duas empresas, é completada por dezenas de funcionários, ex-assessores do governo, médicos que compunham um grupo informal de assessores do Bolsonaro e outros parlamentares alinhados à extrema direita. Há também empresários que tentaram vender-lhe vacinas de forma fraudulenta e empresas do setor de saúde que falsificaram estudos sobre os alegados benefícios de remédios não comprovados contra a covid-19 e utilizados pelo governo para promover seu uso na rede pública de saúde. | bit.ly/3Cog8CC | bit.ly/3Bh5njX

Tribune de Genève, Suíça | CPI Recomenda indiciamento de Jair Bolsonaro por nove crimes. A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) sobre a pandemia no Brasil aprovou na terça-feira um relatório contundente de seus seis meses de investigação, que recomenda o indiciamento do presidente Jair Bolsonaro por nove crimes, incluindo "crimes contra a humanidade". Depois de dezenas de audiências frequentemente pungentes, a CPI acusou o governo de "expor deliberadamente" os brasileiros à "contaminação em massa". Sete dos 11 senadores que realizaram os trabalhos da comissão aprovaram à noite o texto de quase 1.200 páginas que pede a denúncia do presidente por, em particular, "crime contra a humanidade", "prevaricação", "charlatanismo" e “incitação ao crime”. | bit.ly/3GtJKkr

The Sydney Morning Herald, Austrália | Trump defende seu "amigo" após acusações criminais recomendadas para Bolsonaro em vez de Covid. Um comitê do Senado brasileiro recomendou que o presidente Jair Bolsonaro enfrente uma série de acusações criminais por ações e omissões relacionadas ao segundo maior número de mortos Covid-19 do mundo. A votação de 7 a 4 foi o culminar de uma investigação do comitê de seis meses sobre a forma como o governo está lidando com a pandemia. Aprovou formalmente um relatório pedindo aos promotores que julgassem Bolsonaro por acusações que iam de charlatanismo e incitação ao crime ao uso indevido de fundos públicos e crimes contra a humanidade e, ao fazê-lo, responsabilizá-lo por muitas das mais de 600.000 mortes de Covid-19 no Brasil. Desde o início da pandemia, Bolsonaro sabotou as restrições dos líderes locais às atividades destinadas a impedir a propagação do vírus, dizendo que a economia precisava continuar funcionando para que os pobres não sofressem maiores dificuldades. Ele também recomendou insistentemente um medicamento antimalária muito depois de amplos testes terem mostrado que ele não era eficaz contra o Covid-19, reuniu multidões sem usar máscaras e semeou dúvidas sobre as vacinas. | bit.ly/3pPOYAO

La Presse, Canadá | Relatório esmagador para Bolsonaro é aprovado pela CPI da Covid. A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) sobre a pandemia no Brasil aprovou na terça-feira o relatório contundente de seus seis meses de investigação, que recomenda o indiciamento do presidente Jair Bolsonaro por nove crimes, incluindo "crimes contra a humanidade". Após dezenas de audiências frequentemente pungentes, a CPI acusou o governo de "expor deliberadamente" os brasileiros à "contaminação em massa". Sete dos 11 senadores que realizaram os trabalhos da comissão aprovaram à noite o texto de quase 1.200 páginas que pede a denúncia do presidente por, em particular, "crime contra a humanidade", "prevaricação", "charlatanismo" e “incitação ao crime”. Após a votação, os senadores observaram um minuto de silêncio em homenagem aos mais de 606.000 brasileiros que morreram na Covid-19. | bit.ly/3bdW2yP

EUROPA

El País, Espanha | bit.ly/3midw3i

Público, Portugal | bit.ly/310ZuLj

Expresso, Portugal | bit.ly/3jCyHeM

Euronews, Portugal | bit.ly/3mhhYPL

Diário de Notícias, Portugal | bit.ly/3bgNS8Q

Libération, França | bit.ly/3Bh5oo1

La Vanguardia, Espanha | bit.ly/3Cml0bl

The Independent, Inglaterra | bit.ly/2ZBxlu3 | bit.ly/3vWp8fF

El Periódico, Espanha | bit.ly/3EkUDmv

El Mundo, Espanha | bit.ly/30V7U6T

Les Echos, França | bit.ly/3mh8nZk

Le Monde, França | bit.ly/2XQoV15

La Croix, França | bit.ly/3bfekzF

Le Soir, Bélgica | bit.ly/2XT96qq

Le Parisien, França | bit.ly/3ElefXH

La Repubblica, Itália | bit.ly/3mjhCbJ

Corriere della Sera, Itália | bit.ly/3EoItsL

La Stampa, Itália | bit.ly/2XOTe8e

Il Messaggero, Itália | bit.ly/3Eg5Tk6

Jornal de Notícias, Portugal | bit.ly/3bvpVel

Correio da Manhã, Portugal | bit.ly/3Gq7xSe

Deutsche Welle, Alemanha | bit.ly/3Cog8T8

Berliner Morgenpost, Alemanha | bit.ly/3miyT4E | bit.ly/3EcEUWK

Baadische Zeitung, Alemanha | bit.ly/3Be8F7G

The Times, Inglaterra | bit.ly/310Zv1P

The Irish Times, Irlanda | bit.ly/3Eg5Uoa

AMÉRICAS

Los Angeles Times, EUA | lat.ms/3jJgnRf

The New York Times, EUA | nyti.ms/2ZqH59Y

The Washington Post, EUA | wapo.st/3vsfVeZ

CNN, EUA | cnn.it/3nxjvRi

Forbes, EUA | bit.ly/3mjmMEA

El Clarín, Argentina | bit.ly/3Cp0IOj | bit.ly/3GplWOz

El Mercurio, Chile | bit.ly/3BnM5JI

Diário Correo, Peru | bit.ly/3bfLShm

Últimas Notícias, Venezuela | bit.ly/3EjQQpv

El País, Uruguai | bit.ly/3bdUll5

Última Hora, Paraguai | bit.ly/3vQCqu5 | bit.ly/3jDge1x

UYPress, Uruguai | bit.ly/2ZkYvVv

La Nación, Argentina | bit.ly/2ZmYb8K

La Tercera, Chile | bit.ly/3pWFcgH

Infobae, Argentina | bit.ly/3bhQvXW

Página Siete, Bolívia | bit.ly/2Zo9QnK

El Tiempo, Colômbia | bit.ly/3bdW35R

OUTRAS REGIÕES

Al Jazeera, Catar | bit.ly/3mfre7c

The Times of India, Índia | bit.ly/3pCkulY

Bangkok Post, Tailândia | bit.ly/3jDgg9F

The Wire, Índia | bit.ly/3jHTeia

The Hurriyet Daily News, Turquia | bit.ly/3BqpdcQ

Alarabiya News, Emirados Árabes | bit.ly/3bh2UeY

OUTRAS NOTÍCIAS DO BRASIL

BOLSONARO-REDES SOCIAIS/ Legisladores pedem à Justiça que suspenda as redes sociais de Jair Bolsonaro. A comissão do Senado que investiga a gestão do governo brasileiro durante a pandemia pediu ao STF e ao Procurador-Geral para suspender as contas do presidente Jair Bolsonaro no YouTube, Twitter, Facebook e Instagram. A situação é semelhante à que aconteceu nos Estados Unidos com o ex-presidente Donald Trump, outro negador da pandemia. O texto aprovado pela comissão do Senado pede "a suspensão cautelar" do acesso do presidente às suas contas no Facebook, Instagram, YouTube e Twitter "para evitar a destruição de provas". O presidente Jair Bolsonaro, acusado de "crimes contra a humanidade" e de mentir sobre a pandemia, chegou a usar vacinas em sua campanha de desinformação e afirmou que quem as tomasse se tornaria "crocodilo" ou que poderia levar à AIDS. (Página 12, Argentina; El Diário, Espanha; Público, Portugal; El Espectador, Colômbia; El Clarín, Argentina; el Periódico, Espanha; Les Echos, França; Le Monde, França; Correio da Manhã, Portugal; El Mercurio, Chile; La Jornada, México; Últimas Notícias, Venezuela; O Guardião, Angola) | bit.ly/3BexH6J | bit.ly/3Eg6134 | bit.ly/3bhYXXc | bit.ly/3vMW9uN | bit.ly/3bfGoTD | bit.ly/2ZpJMJ2 | bit.ly/3GknF7E | bit.ly/3CilAXy | bit.ly/2ZtooTe | bit.ly/3mjhCsf | bit.ly/3jJeGmZ | bit.ly/3mk2rPn | bit.ly/3Bje6SW

QUEIROGA/ Manifestantes protestam contra Marcelo Queiroga, ministro da Saúde, durante palestra na Universidade de Lisboa sobre a Covid. O ministro da Saúde do Brasil, Marcelo Queiroga, foi alvo de protestos ao visitar a Universidade de Lisboa para dar a palestra "As ações do Brasil no enfrentamento da Covid-19". Jornalistas foram barrados no evento, em que Queiroga acusou a imprensa de "disseminar narrativas". A "aula magna", que seria presencial para alunos da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa (FMUL), foi transformada em formato virtual de última hora, após a repercussão negativa e a convocação de protestos pelo Coletivo Andorinha - Frente Democrática Brasileira em Lisboa. (Sputnik News, Rússia; Expresso, Portugal) | bit.ly/2Zuq6Dy | bit.ly/3pIgZu4

BOLSONARO-ITÁLIA/ Cidade italiana gera polémica ao conceder título de cidadão honorário a Bolsonaro. A pequena cidade italiana de Anguillara Veneta gerou polémica ao anunciar que irá conceder cidadania honorária ao Presidente brasileiro, numa homenagem duramente criticada devido à gestão negacionista de Jair Bolsonaro face à pandemia de Covid-19. "A decisão foi aprovada" pela câmara municipal, confirmou Alessandra Buoso, prefeito da localidade italiana de quatro mil habitantes e membro de A Liga, partido da extrema-direita de Itália liderado por Matteo Salvini, citada pela agência France-Presse. A decisão foi imediatamente criticada, num momento em que Jair Bolsonaro acaba de ser acusado por uma comissão parlamentar de inquérito do Senado brasileiro de ter "deliberadamente exposto" os brasileiros à "contaminação em massa" pelo seu negacionismo em relação à gravidade da pandemia de Covid-19. (Jornal de Notícias, Portugal; Guardião, Angola) | bit.ly/3jFffhs | bit.ly/3bfLSxS

TRUMP/ Filho de Bolsonaro partilha mensagem de Trump a apoiar Presidente brasileiro.O filho do Presidente do Brasil partilhou esta quarta-feira uma mensagem de apoio do ex-Presidente dos Estados Unidos Unidos Donald Trump, quando Jair Bolsonaro é visado numa investigação sobre alegados crimes cometidos durante a pandemia de Covid-19. Na mensagem, o antigo presidente norte-americano diz que o Brasil “tem sorte de ter um homem como Jair Bolsonaro a trabalhar para o país”, que é “um grande Presidente e que nunca vai desiludir as pessoas" (Expresso, Portugal; Jornal de Notícias, Portugal; Correio da Manhã, Portugal) | bit.ly/3w2Evn3 | bit.ly/3pCkIJQ | bit.ly/3bfzCND

2. ARTIGOS/ENTREVISTAS

Eliane Brum - Brasil/Bolsonaro (El País, Espanha) | “Não deem dinheiro a Bolsonaro” | bit.ly/3pI2nLi

Fernanda Melchionna, entrevista – Brasil/Bolsonaro (RFI, França) | “Deputada brasileira faz pressão na ONU para condenar Bolsonaro nos tribunais internacionais” | bit.ly/3vQM687

Matt Stoller – Big Tech/Facebook (The Guardian, Inglaterra) | “O Facebook nasceu, vive e prospera em meio ao escândalo. Há anos que está sem legislação” | bit.ly/3CjH5Hy

Robert Reich – EUA/Biden (The Guardian, Inglaterra) | “Toda a agenda de Biden está prestes a encolher até o nada?” | bit.ly/3bmkoGx

Kalena ThomhaveEUA/Desigualdade (The Nation, EUA) | “Por que os superricos estão migrando para Dakota do Sul? Dakota do Sul se tornou um paraíso fiscal para os ricos. Foi assim que a indústria de ‘trust’ se firmou.” | bit.ly/3bvpVLn

Frédéric Durant - Meio Ambiente (Le Monde diplomatique, França) | “Clima, uma conferência em busca do tempo perdido” | bit.ly/3bcg2C2

Gilles DauvéCapitalismo/Meio ambiente (Sinistra in Rete, Itália) | “O capitalismo não será mais ecológico” | bit.ly/3EpJjWv



Conteúdo Relacionado