Clipping Internacional

Clipping Mundo - 28/07/2021

Notícias internacionais sobre o Brasil; Notícias do Mundo; e Artigos

28/07/2021 11:59

O senador Ciro Nogueira, nesta terça-feira, depois de se reunir com Bolsonaro e aceitar comandar o Ministério da Casa civil (Adriano Machado/Reuters)

Créditos da foto: O senador Ciro Nogueira, nesta terça-feira, depois de se reunir com Bolsonaro e aceitar comandar o Ministério da Casa civil (Adriano Machado/Reuters)

 
1. NOTÍCIAS INTERNACIONAIS SOBRE O BRASIL

BOLSONARO-CENTRÃO/ Bolsonaro fecha fileiras com a "velha política" que prometeu enterrar. Jair Bolsonaro prometeu enterrar a "velha política", mas o presidente do Brasil acabou reforçando. Três anos depois de chegar ao poder, o líder da extrema direita acabou fortalecendo sua aliança com a corrente conhecida como "centrão", formada por um heterogêneo grupo de partidos acostumados a ‘alugar’ apoio parlamentar. Durante sua campanha eleitoral Bolsonaro insistiu em demonizar essa corrente influente composta por formações pragmáticas de direita e centro-direita mais moderadas, com amplo controle do Parlamento. “O Bolsonaro vendeu a história da nova política porque todas as pesquisas mostraram a insatisfação dos brasileiros com a representação política. Desde a redemocratização do Brasil, nenhum presidente conseguiu governar sem o grupo. O vice-presidente do Brasil, Hamilton Mourão, porém, admitiu que alguns eleitores que votaram na presidente em 2018 poderiam "se sentir um pouco confusos" com a aliança com o "centrão", que desempenhou papel de destaque nos escândalos de corrupção da Lava Jato . (El Diário, Espanha; La Diaria, Uruguai; El Mercurio, Chile; UYPress, Uruguai; Al Jazeera, Catar) | bit.ly/3j0mYFG | bit.ly/3x5uoMR | bit.ly/2VaJJyx | bit.ly/3yh96O0 | bit.ly/3i96fRg | bit.ly/2TDtKbO

BOLSONARO/ Bolsonaro garante que em sua gestão não houve "marca de corrupção", apesar de seu governo estar sendo investigado por irregularidades no gestão da pandemia. O presidente brasileiro fez essas declarações durante um evento que deu vida a um projeto que busca fortalecer a "integridade" de todas as instituições públicas do país e que foi desenvolvido pelo Governo com o apoio da OCDE. Bolsonaro e vários membros de seu Governo estão sob o escrutínio de uma comissão do Senado por possíveis falhas, omissões e suspeitas de corrupção no combate ao Covid-19, o que levou ao agravamento dos casos no país, com um saldo que atualmente supera 550.000 mortes e 19,7 milhões de infecções. As investigações revelaram uma série de irregularidades na compra de vacinas, uma estratégia "deliberada" de imunidade de rebanho e o compromisso do governo com medicamentos ineficazes contra o Covid-19, como a cloroquina. (El Diário, Espanha; Diário Correo, Peru; Última Hora, Paraguai) | bit.ly/3iabnop | bit.ly/3rEOgW1 | bit.ly/3xdxezs

GOVERNO BOLSONARO/ Um senador acusado de corrupção será o novo ministro da Casa Civil de Bolsonaro. O senador brasileiro Ciro Nogueira, que enfrenta diversos processos judiciais por suspeita de corrupção, aceitou o convite do presidente Jair Bolsonaro para ser o novo ministro da Casa Civil. Nogueira tem várias frentes judiciais abertas contra ele por suspeita de ter recebido e distribuído propina. Nesse contexto, é objeto de duas ações-crime movidas pelo Ministério Público, em processos relacionados à Operação Lava Jato, que desvendaram uma enorme rede corrupta que desviou dinheiro de empresas públicas em benefício de políticos e empresários. Além disso, as autoridades brasileiras abriram três outras investigações contra o senador, embora até o momento não tenham resultado em denúncias do Ministério Público. “Se (Nogueira) for julgado e condenado, eu o destituo do meu governo”, disse o presidente na última segunda-feira. (El Diário, Espanha; El País, Espanha) | bit.ly/3zBGlM6 | bit.ly/3yacOZH

BOLSONARO/ Cada vez mais contestado, Bolsonaro representa uma ameaça à realização de eleições. Por um lado, o presidente brasileiro nomeia um moderado para chefiar seu governo. Por outro lado, ele flerta com os golpistas e questiona a legitimidade das eleições. Ao mesmo tempo, Jair Bolsonaro não perde seus instintos autoritários. Assim, ele montou um novo cavalo de batalha: o da fraude eleitoral. Segundo ele, o sistema de votação eletrônica vigente há vinte e cinco anos não é confiável, devendo, portanto, ser alterado antes da votação de outubro de 2022. “Se as eleições não forem transparentes e se os resultados das urnas não forem ' não verificável, não haverá eleições ”, ameaçou. (Les Echos, França) | bit.ly/2TGLu6j

2. NOTÍCIAS DO MUNDO

MUDANÇA CLIMÁTICA/ Medidas críticas de aquecimento global atingindo o ponto de inflexão. Emissões de carbono, acidificação dos oceanos, limpeza da Amazônia e todos rumo a novos recordes. Um novo estudo que rastreia os sinais vitais do planeta descobriu que muitos dos principais indicadores da crise climática global estão piorando e se aproximando ou ultrapassando os pontos chaves de inflexão à medida que a Terra aquece. No geral, o estudo descobriu que cerca de 16 dos 31 sinais vitais planetários rastreados, incluindo concentrações de gases de efeito estufa, conteúdo de calor do oceano e massa de gelo, estabeleceram novos recordes preocupantes. “Há evidências crescentes de que estamos nos aproximando ou já ultrapassamos os pontos de inflexão associados a partes importantes do sistema terrestre”, disse William Ripple, ecologista da Universidade Estadual de Oregon que é coautor da nova pesquisa. (The Guardian, Inglaterra) | bit.ly/376iyry

EUA/ Emoção de policiais no primeiro dia da comissão de inquérito ao assalto ao Capitólio. Os oficiais testemunharam a extrema violência dos manifestantes. Apenas dois republicanos participaram do processo, boicotado pela sede do partido trumpista. A voz deles falhou várias vezes. Diante da comissão de inquérito da Câmara dos Representantes sobre a rebelião de 6 de janeiro de 2021 no Capitólio, reunida em 27 de julho em Washington, os quatro policiais chamados para testemunhar descreveram em detalhes a violência com que foram atacados por uma horda de extremistas que buscavam derrubar o resultado da eleição presidencial de novembro de 2020. Os golpes de barras de ferro, de ‘tasers’, o lançamento de produtos químicos, os insultos racistas. Ameaças: "Pegue a arma dele e mate-o!" (Le Monde, França) | bit.ly/372MC7n

COLÔMBIA/ Extração ilegal de ouro nos rios da Colômbia em expansão segundo a ONU. A atividade ilegal tem causado grandes danos ambientais na Colômbia, um dos países com maior biodiversidade do mundo. Autoridades dizem que o aumento na mineração também é profundamente preocupante "porque tem ligações com o crime organizado". (Deutsche Welle, Alemanha) | bit.ly/3jdvl11

PERU/ Pedro Castillo assume a presidência do Peru. Com um Congresso fragmentado e longe de ter maioria, o novo presidente terá um grande desafio pela frente. Esta quarta-feira, dia em que se comemoram os 200 anos da proclamação da independência do Peru da coroa espanhola, terá lugar a cerimónia em que Pedro Castillo assumirá a presidência do país. Precedida por uma longa e tensa espera, devido aos recursos de anulação apresentados por seu rival no segundo turno eleitoral, Keiko Fujimori, a chegada de Castillo à liderança do Executivo peruano - recentemente confirmada oficialmente no início da semana passada - representará um grande desafio para este professor de 51 anos, natural do departamento andino de Cajamarca. (La Diaria, Uruguai) | bit.ly/3yohr2t

CONGO-BÉLGICA/ A Bélgica restaurará seu patrimônio cultural ao Congo. A Bélgica se comprometeu no início de julho a devolver ao país as obras saqueadas durante a colonização. Uma iniciativa da França, Alemanha e Holanda, mas que ainda não é simples. “O que foi adquirido ilegitimamente não nos pertence, ponto final. O compromisso de Bruxelas com uma política de restituição representa um grande passo nas relações entre a ex-metrópole e a ex-colônia: “Devolver o patrimônio cultural ao Congo é uma obrigação moral, é uma questão de identidade e orgulho do país”, acredita Guido Gryseels, diretor do museu Tervuren. (L’Humanité, França) | bit.ly/2TEzDpc

MÉXICO-PEGASUS/ Pegasus. No México, espionagem em massa, assassinatos e subornos. Ele próprio alvo de ‘spyware’ israelense enquanto estava na oposição, o presidente mexicano Andrés Manuel Lopez Obrador promete desclassificar os arquivos dos antigos serviços secretos. Espionagem de opositores, corrupção, práticas que atentam contra os direitos humanos pela a extinta Diretoria Federal de Segurança (DFS), a polícia política que serviu ao Partido Revolucionário Institucional (PRI) por mais de quarenta anos, notadamente para perseguir uma série de militantes progressistas, muito durante o governo de Enrique Peña Nieto, presidente mexicano de 2012 a 2018. (L’Humanité, França) | bit.ly/3zIh82y

3. ARTIGOS/ENTREVISTAS

Michel Leclercq – Brasil (Le Figaro, França) | “Jair Bolsonaro, o capitão explosivo.” | bit.ly/372cLTM

George Monbiot – Vigilância/Pegasus (The Guardian, Inglaterra) | “O ‘spyware’ Pegasus é apenas a ferramenta mais recente que os autocratas estão usando para se manter no poder. “ | bit.ly/3BItBoG

Carlos Lazo, entrevista – EUA/Cuba (Democracy Now, EUA) | “’Cansados de esperar’: cubano-americanos dizem que Biden quebrou a promessa de suspender as sanções contra Cuba e descongelar as relações.” | bit.ly/3yeECMn

Carlos Noriega – Peru (Página 12, Argentina) | “Peru: Pedro Castillo assume em meio a uma crise social e econômica” | bit.ly/3766hDk

Maria Fernanda Ruiz – Peru (Página 12, Aregentina) | “Palavra do professor. Por dentro da campanha de Pedro Castillo.” | bit.ly/3xaO0PZ

Michael Stott - EUA/América Latina (Financial Times, Inglaterra) | “Crises tornam a América Latina um convidado indesejado para Biden. A migração e a diplomacia de vacinas da China forçam o presidente dos EUA a voltar sua atenção para a região.” | on.ft.com/3rCKoVA

Olfa Lamloum – Tunísia (Le Monde Diplomatique, França) | “Três questões sobre a crise na Tunísia. As brasas remanescentes do espírito de revolta” | bit.ly/3zEUic2

Enzo Traverso –Símbolos (Jacobinlat, América Latina) | “Derrubar estátuas não apaga a história, nos faz ver mais claramente” | bit.ly/374F6bZ

Jeffrey Frankel – EUA/Pandemia (Project Syndicate, EUA) | “Os republicanos estadunidenses estão matando seus eleitores” | bit.ly/3iWtcXb

Conteúdo Relacionado