Clipping Internacional

Clipping Mundo - 28/10/2021

Notícias internacionais sobre o Brasil; Notícias do Mundo; e Artigos

28/10/2021 09:07

(Sergio Lima/AFP)

Créditos da foto: (Sergio Lima/AFP)

 
1. NOTÍCIAS INTERNACIONAIS SOBRE O BRASIL

CPI DA COVID-PGR/ As acusações contra Bolsonaro pela pandemia chegam ao Ministério Público. E também ao Congresso e ao STF. O relatório sobre a pandemia que acusa o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, de crimes contra a humanidade, chegou nesta quarta-feira à Procuradoria-Geral da República, que vai analisar algumas denúncias que o presidente já qualificou de "palhaçada". O documento, elaborado por uma comissão do Senado e aprovado nesta terça-feira, foi recebido pelo procurador-geral, Augusto Aras, que prometeu estudar as denúncias que assolam Bolsonaro, quatro ministros e uma dezena de parlamentares, que por serem formados só podem ser investigado por esse órgão. (El Diário, Espanha; La Diaria, Uruguai; The Independent, Inglaterra; El Espectador, Colômbia; El Mundo, Espanha; ABC, Espanha; South China Morning Post, Hong Kong; El Mercurio, Chile; La Jornada, México; El Mercurio, Chile; Última Hora, Paraguai; Democracy Now, EUA) | bit.ly/3pKg0K1 | bit.ly/3CjlM8V | bit.ly/3nChVxx | bit.ly/3mj6QlE | bit.ly/3EggBaq | bit.ly/3Go1nls | bit.ly/3bhxwNp | bit.ly/3EERVbZ | bit.ly/3CsGHGD | bit.ly/3bq1deZ | bit.ly/3EstC0q | bit.ly/3Gw418H

BOLSONARO-NEGACIONISMO/ Bolsonaro e sua negação das vacinas anticovid: dos crocodilos à AIDS. O presidente Jair Bolsonaro, acusado de "crimes contra a humanidade" e de mentir sobre a pandemia, chegou a usar vacinas em sua campanha de desinformação e afirmou que quem as tomasse se tornaria "crocodilo" ou que poderia levar à AIDS. Esses exemplos foram citados no relatório final aprovado nesta terça-feira por uma comissão de inquérito do Senado, que acusa o líder da extrema direita por nove crimes incluídos em sua negação diante de uma pandemia que já matou mais de 605 mil brasileiros. A última polêmica foi desencadeada pelo Bolsonaro em uma transmissão ao vivo nas redes sociais e seguida por dezenas de milhares de pessoas na última quinta-feira, quando ele deu a entender que quem é vacinado contra o COVID tem maior risco de contrair Aids. O Facebook e o Instagram retiraram o vídeo de suas plataformas por seu conteúdo mentiroso e o YouTube suspendeu o perfil do presidente por uma semana por violar suas diretrizes sobre "desinformação médica sobre covid-19". (El Diário, Espanha) | bit.ly/3Eg6134

BOLSONARO -PETROBRÁS/ Bolsonaro afirma que a Petrobras só lhe causa "dores de cabeça". O presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, disse a Petrobras, uma das mais importantes petroleiras do mundo, só lhe dá "dores de cabeça" e mais uma vez sugeriu que a estatal fosse privatizada. “Não posso intervir na Petrobras, mas é uma estatal que, com todo o respeito, só me dá dor de cabeça”, disse o presidente em entrevista, aludindo aos fortes aumentos de preços sofridos pelos combustíveis. país, que já ultrapassam 40% nos últimos doze meses. Nesse contexto, o presidente reiterou que o governo pode pensar em incluir a petroleira "no radar das privatizações", possibilidade que tem sido cogitada nas últimas semanas pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, e que gerou certa turbulência no São Paulo Bolsa de Valores de Paulo. (El Diário, Espanha; La Diaria, Uruguai) | bit.ly/3jKVViK | bit.ly/3md9CsE

BOLSONARO-CPI DA COVID/ Bolsonaro diz que a acusação de crimes contra a humanidade é "uma palhaçada" que prejudica a economia. O procurador-geral do Brasil recebeu o relatório final do Senado e deve decidir se denuncia o presidente por não ter assumido suas responsabilidades no enfrentamento da pandemia. O presidente brasileiro Jair Bolsonaro considera que os crimes contra a humanidade e os demais crimes pelos quais foi formalmente acusado na noite de terça-feira por uma comissão de inquérito do Senado não são um problema pessoal, mas de todos os brasileiros. Para o militar aposentado, a investigação parlamentar "é um palhaçada", e acusou senadores de afastar investidores, turistas e causar estragos na economia. Fiel ao seu estilo, para o presidente não há melhor defesa do que um bom ataque. (El País, Espanha; El Clarín, Argentina; Jornal de Notícias, Portugal; Diario Correo, Peru; El País, Uruguai; Última Hora, Paraguai) | bit.ly/3En2S1w | bit.ly/3jLntom | bit.ly/3jMSnwJ | bit.ly/3CqbJii | bit.ly/3CqNDnw | bit.ly/3vVcWeZ

ÍNDIOS-AMAZÔNIA/ Em Genebra, o xamã Davi Kopenawa denuncia a explosão de minas ilegais e os planos do governo Bolsonaro na Amazônia. "Por que você quer mais?" Sob o olhar suave e impassível do xamã, ressoa a revolta, pois cada vez que ele fala dos direitos dos quais seu povo está sendo roubado. Davi Kopenawa descreve sem rodeios esses garimpeiros ilegais que invadem as terras Yanomami “como cupins”. A epidemia de Covid sem precedentes no Brasil não os deteve. Pior, o número de minas aumentou em 2021, em áreas protegidas e reservas indígenas. “Eles estão avançando, têm helicópteros, aviões, conexão de internet no meio da floresta. Eles nos trazem malária, armas, álcool e maconha”. (Tribune de Genève, Suíça) | bit.ly/3pQNcQh

PANDEMIA-RIO DE JANEIRO/ Coronavírus: Rio de Janeiro não exige mais o uso de protetores de queixo ao ar livre. Deixa o uso de máscaras faciais opcional em locais ao ar livre, mas mantém a obrigatoriedade de locais fechados. As discotecas estão de volta. (El Clarín, Argentina; Jornal de Notícias, Portugal; Últimas Notícias, Venezuela; Página Siete, Bolívia) | bit.ly/3CnMb5x | bit.ly/3BkNIb7 | bit.ly/3moQyYg | bit.ly/3vQLWgO

TRUMP-BOLSONARO/ Donald Trump apoiou Jair Bolsonaro depois que ele foi indiciado no Senado brasileiro por sua gestão da pandemia. "O Brasil tem sorte de ter um homem como Jair Bolsonaro", disse o ex-presidente dos Estados Unidos. (Página 12, Argentina) | bit.ly/3bjHbTB

FMI-MEIO AMBIENTE/ Diretora do FMI acusada de “amaciar” relatório a pedido do governo Bolsonaro. Depois de ser acusada de favorecer a China no relatório ‘Doing Business’ enquanto era dirigente do Banco Mundial, Georgieva enfrenta uma nova investigação. Cerca de 200 funcionários queixaram-se ao provedor da instituição. São 194 os funcionários do Fundo Monetário Internacional que assinam uma petição dirigida ao provedor da instituição a exigir que a diretora Kristalina Georgieva esclareça a suspeita de “amaciar” um relatório que revelava riscos ambientais para a economia do Brasil. (Esquerda.net, Portugal) | bit.ly/3Gv8WXv

TAXA SELIC/ Banco Central do Brasil eleva taxa de referência para 7,75%. Foi a maior alta em quase 20 anos. Taxa básica de juros Selic iniciou o ano em baixa recorde de 2%. O Banco Central do Brasil aumentou sua taxa básica de juros em 1,5 ponto percentual, intensificando o aperto com sexto aumento consecutivo para combater inflação em alta. (The Wall Street Journal, EUA; Financial Times, Inglaterra; Le Monde, França) | on.wsj.com/3jNggUL | on.ft.com/2XTdzJH | bit.ly/3pMxKVi

2. NOTÍCIAS DO MUNDO

JULIAN ASSANGE/ Caso Assange. A liberdade de informar é novamente deixada de lado?. "Em 2013, Joe Biden estava do lado dos falcões". Em janeiro, quando a recusa de extradição foi proferida pelo sistema de justiça britânico, Joe Biden, que acabara de assumir o cargo, poderia facilmente ter retirado as acusações. Mas ele não fez isso. Por que tanta implacabilidade? De 27 a 28 de outubro, a Corte Real de Justiça de Londres servirá como pano de fundo para uma nova tentativa de arrastar Julian Assange para um juiz americano. Determinado a garantir a extradição do fundador do WikiLeaks, Julian Assange, o governo Biden recorreu. O processo judicial foi retomado em 27 e 28 de outubro. Em segundo plano, revelações recentes sobre as tentativas criminosas da CIA contra o jornalista australiano. Porque ? O WikiLeaks, que ele fundou, ao divulgar mais de 750.000 documentos classificados como confidenciais em 2010, 2011 e 2012, incluindo cabos diplomáticos, revelou crimes de guerra cometidos pelos militares dos EUA no Iraque e no Afeganistão, atos de tortura e violações dos direitos humanos. (l’Humanité, França) | bit.ly/31bXoIH | bit.ly/3CqbQue

PORTUGAL/ A oposição de esquerda e de direita derrubam o orçamento do socialista Costa e abre as portas ao avanço das eleições em Portugal. O primeiro-ministro aceita como "derrota pessoal" a rejeição dos ex-aliados, que se soma ao "não" dos conservadores. O primeiro-ministro, António Costa, só conseguiu somar cinco abstenções aos 108 votos afirmativos do grupo socialista, insuficientes face aos 117 votos negativos da oposição, um conjunto heterogéneo de sete formações que incluíam o Bloco de Esquerda (BE) e o Partido Comunista de Portugal (PCP), ex-aliados da Costa, à extrema direita de Chega. (El País, Espanha) | bit.ly/3vWwf82

EQUADOR/ Bodoque social contra o presidente Lasso, apanhado nos ‘Pandora Papers’. Manifestações se sucedem desde terça-feira em todo o país para protestar contra o aumento dos preços dos combustíveis. Mais uma vez, foi o aumento dos preços da gasolina que acendeu a pólvora em um país à beira de uma conflagração social. Na quarta-feira, as manifestações continuaram em Quito e em cerca de 60 cidades do Equador: o concurso dos manifestantes, a pedido dos sindicatos e da influente Confederação de Nacionalidades Indígenas (Conaie), as políticas econômicas do presidente Guillermo Lasso, um rico banqueiro em que os ‘Pandora Papers’ lançam luz sobre práticas sofisticadas de evasão e evasão fiscais. Em 22 de outubro, anunciou um aumento nos preços dos combustíveis de até 12%, antes do congelamento do reajuste mensal ajustado aos preços internacionais, em vigor desde 2020. (L’Humanité, França) | bit.ly/3bkwrUU

EUA/ Democratas em desacordo sobre plano de tributar bilionários para pagar a agenda de Biden. Os democratas seniores no Congresso estavam em desacordo na quarta-feira sobre uma proposta de tributar os ativos dos bilionários para ajudar a pagar a agenda social e de mudança climática de Joe Biden, não deixando claro se a ideia teve apoio suficiente para se tornar lei. “O Imposto de Renda dos Bilionários garantiria que os bilionários paguem impostos todos os anos, assim como os trabalhadores americanos”, disse o senador democrata Ron Wyden, do Oregon, presidente do comitê de finanças do Senado que criou a nova proposta de imposto para os bilionários. “Nenhuma pessoa que trabalha na América pensa que é certo pagar seus impostos e os bilionários não.” Os legisladores da Câmara disseram que a proposta de tributar aqueles com mais de US $ 1 bilhão em ativos ou renda de mais de US $ 100 milhões por ano era complexa demais para ter sucesso. (The Guardian, Inglaterra; The New York Times, EUA) | bit.ly/3moX7dK | nyti.ms/3BpPFTA

BOLÍVIA/ O Ministério Público da Bolívia indiciou ex-militares por participação na "investidura ilegal" de Jeanine Áñez. Há o entendimento de que os comandantes militares "não permitiram a continuidade legítima" de Evo Morales. Os quatro réus também são apontados por supostamente terem ordenado a retirada da medalha e da faixa presidencial do Banco Central da Bolívia para entregá-la a Áñez em novembro de 2019. (Página 12, Argentina) | bit.ly/3vRKpqX

COLÔMBIA/ Na Colômbia, denunciado o massacre de número 81 em 2021. O Instituto de Estudos para o Desenvolvimento e a Paz (Indepaz) denunciou na terça-feira o 81º massacre na Colômbia até agora em 2021. De acordo com informações da organização em sua conta no Instagram, três pessoas foram assassinadas no bairro de Rojas Pinilla, em Maicao. Aparentemente, enquanto conversavam, foram interceptados por pistoleiros que se mobilizavam em uma motocicleta e que atiraram neles, causando a morte de dois deles no local e uma terceira pessoa no hospital da região, este último foi identificado como José Samir Peláez Silva. Em 2020, a Indepaz documentou 91 massacres desse tipo, nos quais morreram 357 pessoas, entre crianças, indígenas, mulheres e afro-colombianos. (Últimas Notícias, Venezuela) | bit.ly/3blDM6S

3. ARTIGOS/ENTREVISTAS

The Guardian, editorial – Brasil/Bolsonaro (The Guardian, Inglaterra) | “A visão do Guardian sobre a estratégia Covid de Bolsonaro: loucura assassina” | bit.ly/3vTw7px

Marc MargolisBrasil/Bolsonaro (The Washington Post, EUA) | “Bolsonaro pode estar enfrentando acusações de crimes contra a humanidade, mas não espere ainda um caminhar de condenado.” | wapo.st/3bjpbZv

Vanessa Barbara – Brasil/Bolsonaro (The New York Times, EUA) | “Sabíamos que Bolsonaro era culpado. Agora temos 1.288 páginas de prova.” | nyti.ms/3CjXlrU

Chantal Reyes, reportagemBrasil/PGR (L’Express, França) | “Augusto Aras, o procurador que protege Jair Bolsonaro” | bit.ly/3BrSDXQ

Luciana Santana, entrevista Brasil/Bolsonaro (RFI, França) | “CPI escancarou ação pró-Covid por parte do presidente” | bit.ly/3CrRmRO

João Almeida Moreira, reportagemBrasil/Bolsonaro (Diário de Notícias, Portugal) | “Relatório que pede punição a Bolsonaro foi aprovado. E agora?” | bit.ly/3pLEaUv

Rafael Rodrigues da Costa, entrevista - Brasil/Evangélicos (Sputnik News, Rússia) | “Por que evangélicos estão deixando de apoiar Bolsonaro e quais seriam as consequências em 2022?” | bit.ly/3vVcQUF

Robert Reich - EUA/Biden (The Guardian, Inglaterra) | “Toda a agenda de Biden está prestes a encolher até o nada?” | bit.ly/3bmkoGx

Ishan Taroor – Big Tech/Facebook (The Washington Post, EUA) | “O dano indiscutível causado pelo Facebook” | wapo.st/2Zy817C

David Vine – Guerra Fria/EUA (The Nation, EUA) | “Nós realmente precisamos de outra guerra fria? O mundo quase não sobreviveu ao primeiro - Biden poderia evitar a próxima.” | bit.ly/3pKg10x

Vivian Wang Pandemia/China (The New York Times, EUA) | “Por que a China é a última resistência do ‘covid zero’ no mundo?” | nyti.ms/3CsGyD5

Serge Halimi e Pierre Rimber Julian Assange (Le Monde Diplomatique, França) | “Se Assange se chamasse Navalny” | bit.ly/3nDZBnD

Stefan SimanowitzJulian Assange (Al Jazeera, Catar) | “Julian Assange deve ser libertado, agora. Os esforços do governo dos Estados Unidos para extraditar o fundador do Wikileaks representam uma grave ameaça à liberdade de imprensa nos Estados Unidos e no exterior.” | bit.ly/3BlNlxa

Conteúdo Relacionado