Clipping Internacional

Clipping Mundo - 28/11/2021

Notícias internacionais sobre o Brasil; Notícias do Mundo; e Artigos

28/11/2021 10:05

(Mauricio Lima/NYT)

Créditos da foto: (Mauricio Lima/NYT)

 
1. NOTÍCIAS INTERNACIONAIS SOBRE O BRASIL

LULA 1/ O presidente do Brasil, Lula, está de volta. Ele pode levar o país junto? O ex-engraxate que chegou à presidência deixou o cargo há pouco mais de uma década com a popularidade de um astro do rock, a personificação de uma nação que parecia estar à beira da grandeza. A queda daquele presidente, Luiz Inácio Lula da Silva, e de seu país, o Brasil, foi igualmente dramática. Uma série de vitórias no tribunal o libertou e restaurou seu direito de concorrer ao cargo, permitindo que Lula novamente defendesse que ele é o único caminho a seguir para uma nação que luta contra o aumento da fome, da pobreza e do aprofundamento da divisão política. “Temos total certeza de que é possível reconstruir o país”, disse recentemente, Seu caloroso abraço pelos presidentes da Espanha e da França durante uma recente viagem à Europa deixou claro que outros líderes também podem ansiar pelo Brasil de outrora. Um retorno ao poder seria um retorno impressionante para Lula, 76. Depois de perder três eleições presidenciais, venceu em 2002, conduzindo o país por um período de fartura econômica e prestígio internacional, quando o Brasil era aproveitado para dar uma festa para o mundo como anfitrião da Copa do Mundo e das Olimpíadas. (The New York Times, EUA) | nyti.ms/3p9TM26

LULA 2/ O STF determina a liberação dos bens apreendidos de Lula. O Supremo Tribunal Federal determinou o desbloqueio dos bens apreendidos do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva nos casos investigados pela operação Lava Jato, cujos processos foram anulados em março passado. Por três votos a favor e um contra, a Segunda Câmara do STF suspendeu os bloqueios de bens de Lula. Em julgamento virtual, o instrutor do processo, desembargador Edson Fachin, foi o único dos quatro membros da segunda sala que votou contra a liberação. Com a decisão, a mais alta instância do país reverteu decisão proferida em março último pelo juiz Luiz Antonio Bonat, da 13ª Vara Federal de Curitiba, capital do estado do Paraná, que emitiu embargo aos bens de Lula apurado em processo penal anulado pelo Supremo Tribunal Federal. (El Diário, Espanha) | bit.ly/3HZ52ai

MINERAÇÃO ILEGAL/Centenas de mineiros ilegais invadem a Amazônia brasileira. O Greenpeace atribui a ousadia da exploração diurna do rio Madeira à licença "política e moral" concedida por Bolsonaro. Apenas duas semanas se passaram desde que o Brasil se comprometeu a adotar medidas para proteger o meio ambiente durante a Conferência das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (COP26). O cenário visto no país, porém, é muito diferente da imagem de preocupação com o meio ambiente que o governo federal tentou vender para as grandes potências. Na quinta-feira, imagens de centenas de jangadas soltando sem obstáculos o leito de um dos rios mais importantes da Amazônia invadiram as redes sociais. As imagens obtidas pela ONG mostram várias fileiras de dragas e empurradores, equipes que escavam o leito do rio em busca de minério, localizadas no rio Madeira. (El País, Espanha; Le Monde, França; The Independent, Inglaterra) | bit.ly/3CU6ZB2 | bit.ly/3E0guA3 | bit.ly/3cUaInJ

BOLSONARO-VACINA/ Bolsonaro lançou uma campanha antivacina trumpiana. Mas os brasileiros desconsideraram e tomaram a vacina. O Brasil ultrapassou a taxa de vacinação dos EUA graças a um robusto sistema de saúde pública. Bolsonaro imitou as piores tendências de seu ídolo americano, o ex-presidente Donald Trump. Mas suas tentativas de fomentar o tipo de ceticismo e hesitação que Trump ajudou a gerar em milhões de americanos fracassaram completamente. Na semana passada, o Brasil informou que 60% de sua população está totalmente vacinada, ultrapassando os Estados Unidos, que tiveram uma vantagem de quatro meses. Mais de 97% dos adultos brasileiros já receberam pelo menos uma injeção e praticamente todos os adultos de São Paulo, a maior cidade do país, estão vacinados. Pesquisas de julho mostraram que apenas 5% dos brasileiros disseram que nunca tomariam a vacina; nos EUA, algo entre 13% e 19% dos americanos ainda dizem que não. Mas os especialistas se preocupam com os efeitos de longo prazo da desinformação da vacina. (HuffPost, EUA) | bit.ly/3xw6zzB

BOLSONARO-ÔMEGA/ Bolsonaro admite uma nova onda da pandemia, mas se recusa a fechar aeroportos. O presidente Jair Bolsonaro admitiu que o Brasil pode enfrentar uma nova onda da Covid após o aumento de casos que os países europeus vêm registrando e o surgimento de uma nova variante mais virulenta, mas descartou o fechamento de aeroportos. O dirigente da extrema-direita brasileira negacionista, uma das lideranças mais céticas quanto à gravidade da cobiça, descartou que pudesse ordenar o fechamento de aeroportos no mesmo dia em que as autoridades sanitárias brasileiras recomendassem restrições a passageiros de seis países africanos naqueles em que uma variante nova e mais ameaçadora do coronavírus foi detectada. (El Diário, Espanha; Jornal de Notícias, Portugal) | bit.ly/3xwZC1j | bit.ly/2ZB9law

ESTADO POLICIAL/ Brasil coloca câmeras em seus policiais para combater gatilho fácil. Um ataque nesta semana matou nove em um pântano perto do Rio. Mais de 6.400 brasileiros foram mortos a tiros em 2020 pelas forças de segurança, o triplo do número em 2013. Seguindo na esteira dos Estados Unidos e de outros países, vários órgãos estão implantando câmeras nos uniformes de seus agentes na tentativa de reduzir a letalidade. Os primeiros resultados da Polícia Militar do Estado de São Paulo indicam redução significativa de vítimas. “Há muito espaço para avançarmos, mas nossa redução no uso da força é muito acentuada”, diz o coronel Robson Cabanas, que dirige o programa de câmeras da Polícia Militar de São Paulo, que começou a ser implantado em seu gabinete. 17 meses atrás. As câmeras corporais são a parte mais visível de mudanças mais profundas. A ONU tem criticado a violência policial no Brasil, que nunca deixou tantas vítimas desde que foi registrada. As 6.400 mortes são três vezes o número registrado apenas oito anos antes, de acordo com o último anuário da ONG Foro Brasileño de Seguridad Pública, que produz um raio-X nacional da violência com base em dados oficiais. Esse aumento se deve em parte a uma melhora na estatística. O slogan “bandido bom é bandido morto” sempre teve adeptos, mas a chegada ao poder do militar aposentado Jair Bolsonaro amplificou o eco e desencadeou a compra de armas. (El País, Espanha) | bit.ly/3FTrJL5

PETROBRÁS/Petrobrás dobra em hidrocarbonetos como parte de um plano de investimento de US $ 68 bilhões. Grupo estatal para priorizar a exploração e produção de petróleo e gás. (Financial Times, Inglaterra) | on.ft.com/3o1sSdG

MÉXICO-VISTO/ O México suspende a isenção de visto para brasileiros por tráfico de pessoas. O Governo do México suspendeu temporariamente o acordo que elimina a obrigatoriedade de visto em passaportes comuns para cidadãos brasileiros devido ao aumento do tráfico ilícito de pessoas daquele país. “Esta decisão se deve ao aumento dos fluxos irregulares e ao lamentável fato de que grupos criminosos lucrem, com base na fraude, do interesse dos brasileiros em migrar irregularmente para os Estados Unidos através do México”, disse a nota do Ministério do Interior. (El Diário, Espanha) | bit.ly/2Zv0Ai2

BRUMADINHO/ Dezenove pessoas e duas empresas acusadas de vários crimes por 270 mortes em Brumadinho. A Polícia Federal brasileira acusou 19 pessoas e as empresas Vale e Tüv Süd de vários crimes na rutura da barragem de Brumadinho, que resultou na morte de 270 pessoas em janeiro de 2019. Foram acusados pela prática de crimes ambientais a empresa de mineração brasileira Vale S.A., proprietária da barragem que ruiu, e a companhia alemã TÜV SÜD, responsável por fazer a auditoria da estrutura, além de 19 pessoas que trabalhavam para as empresas, como consultores, engenheiros, gerentes e diretores. (Jornal de Notícias, Portugal) | bit.ly/3I2OHBi

PSDB/ O governador de São Paulo é o candidato presidencial da centro-direita pelo PSDB. João Doria, governador do estado de São Paulo, foi escolhido no sábado por seu Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB, centro-direita), um dos principais partidos políticos do Brasil, como candidato às eleições presidenciais de outubro de 2022. João Doria obteve 54% dos votos de seu partido, à frente do governador do Rio Grande do Sul (sul), Eduardo Leite (45%), e do ex-prefeito de Manaus (norte), Arthur Virgilio (1%). (Tribune de Genève, Suíça; Telesur, Venezuela) | bit.ly/3nXQ1gL | bit.ly/3xtD01I

ABEL FERREIRA/ Abel, o estratega, é história do Brasil. O treinador português levou o Palmeiras a uma histórica segunda vitória seguida na Taça Libertadores ao bater o favorito Flamengo por 2-1 no Uruguai. Abel é o primeiro europeu a vencer por duas vezes o principal troféu de clubes da América do Sul e dá ao clube de São Paulo o tri que tanto buscava. Tudo sendo mais equipa que o mais talentoso rival, jogando na estratégia, talvez de forma pouco brasileira, mas terrivelmente eficaz. E na história, não se vai olhar ao lindo ou ao feio: vai-se ver o nome de Abel como bicampeão da Libertadores. (Expresso, Portugal) | bit.ly/3p0TkmE

2. NOTÍCIAS DO MUNDO

ARGENTINA-LAWFARE/ Justiça argentina arquiva denúncia de caso de corrupção contra Cristina Fernández. A ex-chefe de Estado e atual vice-presidente da Argentina, Cristina Fernández de Kirchner, venceu uma importante batalha judicial. Um tribunal federal em Buenos Aires abriu na sexta-feira um dos processos mais relevantes contra ele por corrupção, conhecido como Hotesur e Los Sauces. Nem seus filhos, Máximo e Florencia Kirchner, serão julgados. Um tribunal federal encerrou os arquivos judiciais de Hotesur e Los Sauces, nos quais a ex-presidente é acusada de associação ilícita e lavagem de dinheiro. A polêmica decisão do tribunal foi duramente criticada pela oposição. (El País, Espanha) | bit.ly/3xzxHhd

CHILE-ELEIÇÕES/Os políticos chilenos se alinham para o segundo turno. disputarão a presidência do Chile no dia 19 de dezembro. Os partidos que integram a coalizão governista Chile Vamos (hoje Chile Podemos Más), anunciaram que apoiarão a candidatura de José Antonio Kast, do Partido Republicano de extrema direita. Isso foi confirmado pela Renovación Nacional, o partido do presidente Sebastián Piñera; a União Democrática Independente, na qual Kast atuou por duas décadas; Evolução Política, mais conhecida como Evópoli; e o Partido Regionalista Democrático Independente. Todos eles acompanharam a candidatura do líder que saiu das primárias, Sebastián Sichel, que obteve apenas 12,7% dos votos. Muitos outros políticos e partidos apoiaram o líder esquerdista Gabriel Boric, que concorre à presidência por meio do Approve Dignity, coalizão que inclui, entre outros, a Frente Ampla e o Partido Comunista. No primeiro turno, o Boric alcançou um apoio de 25,83%. Vários dos partidos que fazem parte do Novo Pacto Social, a coalizão de centro-esquerda antes conhecida como Concertación, apoiam sua candidatura: o Partido Socialista, o Partido para a Democracia e o Partido Progressista. (La Diária, Uruguai) | bit.ly/3I3lsOL

HONDURAS/ Honduras escolhe entre dois modelos de país. Enquanto a candidata Xiomara Castro de Zelaya, do partido Libertad y Refundación, lidera as pesquisas, o governante busca manter-se no poder com a candidatura do prefeito de Tegucigalpa, Nasry Asfura. Estas eleições gerais vão marcar a “continuidade do atual regime político autoritário ou a sua substituição por um novo regime que restaura a democracia e abre uma nova fase na história política do país”, avaliou no último relatório do Centro de Estudos para a Democracia em Honduras. (Página 12, Argentina) | bit.ly/3p7nDbt

JULIAN ASSANGE/ Onze anos de ‘Wikileaks’, o vazamento explosivo de mensagens diplomáticas dos EUA. Em 28 de novembro de 2010, o ‘WikiLeaks’ publicou, com a ajuda dos principais jornais internacionais, mais de 250.000 documentos secretos que expuseram os bastidores da diplomacia dos EUA. A começar pelo chamado ‘Wikileaks’, o maior vazamento da história até então, Julian Assange se tornou um dos grandes inimigos dos Estados Unidos, que pede a extradição do jornalista e até ameaça matá-lo, segundo investigação do Yahoo sobre espiões da CIA. divulgados pelo ‘WikiLeaks’ fizeram de Julian Assange o grande inimigo de Washington. "A coisa mais importante sobre o ‘Wikileaks’ foi a exposição geral de como o império conduzia sua política externa. Em certo sentido, agora temos uma reflexão mais verdadeira sobre as relações de poder", disse Kristinn Hrafnsson, atual editor-chefe do ‘WikiLeaks’. (Página 12, Argentina) | bit.ly/3xtPmHg

PANDEMIA-NOVA VARIANTE/ Variante Omicron detectada em vários países europeus, Israel fecha fronteiras para estrangeiros. Depois da Bélgica, Grã-Bretanha, Alemanha e Itália, a República Tcheca anunciou um primeiro caso. A França, que ainda não identificou nenhum caso, decidiu adaptar seu protocolo de saúde. Austrália: dois passageiros do sul da África contaminados e colocados em isolamento. Israel proíbe que estrangeiros entrem em seu território. (Le Monde, França) | bit.ly/3lhGUG5

ALEMANHA-PANDEMIA/ Na Alemanha, o debate se intensifica em torno da vacinação obrigatória. Como o país, duramente atingido pela atual onda de Covid-19, acaba de ultrapassar a marca de 100.000 mortes, a ideia da vacinação obrigatória está ganhando apoio. O anúncio em 19 de novembro da obrigação de vacinação iminente na Áustria surpreendeu seus vizinhos alemães. A partir de 1 de fevereiro, todos os austríacos terão de ser duplamente vacinados, independentemente da sua atividade profissional, sob pena de uma multa até 3.600 euros. Sem precedentes na Europa, a medida gerou um debate nacional na Alemanha, onde os hospitais continuam a encher em face da quarta onda da epidemia - com a Alemanha tendo experimentado uma onda do vírus a menos do que a França. Em ambos os países, mais de 20% dos adultos não são vacinados e a taxa estagnou desde o verão. (Libération, França) | bit.ly/3nV8Jpn

3. ARTIGOS/ENTREVISTAS

Eric Nepomuceno – Brasil/Meio ambiente (Página 12, Argentina) | “Brasil: cada vez mais devastado” | bit.ly/319CRVx

David Smith – EUA/Extrema direita (The Guardian, Inglaterra) | “Por que os republicanos estão adotando Kyle Rittenhouse como seu mascote” | bit.ly/3xudXvB

Stéphanie Alenda, entrevista Chile/Extrema direita (Le Monde, França) | “O voto da extrema direita no Chile é ‘o sinal para uma volta à ordem’" | bit.ly/312Us1s

Pierre Barbancey – Israel/palestinos (L’Humanité, França) | “Pegasus. Quem vai cortar as asas do terrorismo de estado israelense?” | bit.ly/319COsP

Eduardo Febbro – Europa/Antivacina (Página 12, Argentina) | “Antivacinas perdem popularidade na Europa. Diante da quinta onda de coronavírus que está se desenvolvendo lenta, mas maciçamente” | bit.ly/3E0QWD1

Robert Reich – EUA/antivacina (The Guardian, Inglaterra) | “Trump alimentou Covid nos estados vermelhos - mas também existem antivacinas azuis”. | bit.ly/3I0qVWI

Jorge Alemán – Extrema direita (Página 12, Argentina) | “Paranoia e novas ultradireitas” | bit.ly/3xufxgO

Marlène Benquet e Théo Bourgeron – Capitalismo/Brexit (Le Monde Diplomatique, França) | “A era das finanças autoritárias” | bit.ly/3E2KB9U

Frédéric Pierru, Frédérick Stambach e Julien Vernaudon – Vacina/Big Pharm (Le Monde Diplomatique, França) | “Patentes, um obstáculo às vacinas para todos. Onipotência dos laboratórios” | bit.ly/31akwr7



Conteúdo Relacionado