Clipping Internacional

Clipping Mundo - 30/11/2021

Notícias internacionais sobre o Brasil; Notícias do Mundo; e Artigos

30/11/2021 09:02

Estruturas ilegais de mineração na Amazónia (Bruno KELLY/GREENPEACE/AFP)

Créditos da foto: Estruturas ilegais de mineração na Amazónia (Bruno KELLY/GREENPEACE/AFP)

 
1. NOTÍCIAS INTERNACIONAIS SOBRE O BRASIL

MINERAÇÃO ILEGAL/ Polícia queima barcos de mineiros ilegais atraídos por ouro na Amazônia. Pelo menos 300 barcos de dragagem, estavam alinhados lado a lado no rio, na semana passada, na sequência de rumores de uma nova descoberta de ouro. Mas ao mesmo tempo que as imagens da corrida ao ouro se espalhavam, as autoridades preparavam a operação para impedir que surgissem explorações mineiras ilegais. O ministro da Justiça, Anderson Torres, disse que 69 embarcações foram destruídas no sábado e divulgou neste domingo fotografias e um vídeo dos barcos em chamas nas margens do rio Madeira. Um relatório da Universidade Federal de Minas Gerais, feito em colaboração com o Ministério Público Brasileiro, revelou, em julho, que apenas 34% das 174 toneladas de ouro extraídas no Brasil entre 2019 e 2020 tinham uma origem legal comprovada. (Jornal de Notícias, Portugal; Global Times, China; The Independent, Inglaterra) | bit.ly/318j8VP | bit.ly/3o8PLvq | bit.ly/3Ebu7wc

GOVERNO BOLSONARO/ 52 pesquisadores da Capes anunciam renúncia coletiva. Pesquisadores vinculados à Capes anunciaram sua renúncia coletiva às suas funções, cientistas afirmam que não tem conseguido trabalhar seguindo critérios acadêmicos. Sustentam que a Capes não tem medo de defender o endosso de dois cursos de pós-graduação, e que há uma "corrida" para cumprir um calendário em favor de novos cursos de pós-graduação à distância. (Sputnik News, Rússia) | bit.ly/3phlWsh

DIREITA/Entre Bolsonaro e Lula, direita tenta uma "terceira via". O governador do estado de São Paulo, João Doria, venceu as primárias do Partido da Social Democracia Brasileira com alguma dificuldade. A direita brasileira finalmente encontrou seu campeão? No sábado o governador do estado de São Paulo, João Doria, venceu as primárias PSDB. Vencedor no limite, no final de um processo caótico, deve, no entanto, representar o partido na eleição presidencial de 2022. A tarefa promete ser difícil. Aos 63 anos, o governador de São Paulo continua uma figura polêmica. Homem de negócios de um milhão de dólares com sorriso radiante e cabelo penteado para trás, este último tem ares de "Berlusconi tropical" e personifica como nenhum outro a arrogância da parte mais rica do país. João Doria, que colocou seus homens à frente do PSDB em 2019, derivou o partido muito para a direita, em linha segura e ultraliberal, essa formação. (Le Monde, França; La diária, Uruguai) | bit.ly/2ZCasGO | bit.ly/3EbgNYN

BOLSONARO-DEBATES/ Bolsonaro só admite participar em debates televisivos se não for questionado sobre casos de corrupção dos filhos. Ele não quer perguntas incómodas nos debates. O presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, avisou que só irá a debates nas Presidenciais de 2022 se os mediadores e adversários se comprometerem a não fazer perguntas sobre as suspeitas de corrupção que impendem sobre os filhos, ex-mulheres e amigos. A condição foi avançada pelo próprio governante em entrevista. Recorde-se que Bolsonaro só participou nos dois primeiros debates das Presidenciais de 2018, porque nos restantes esteve hospitalizado após ser esfaqueado num comício. Dificilmente os adversários aceitarão não abordar as acusações contra Flávio e Carlos Bolsonaro, acusados pelo Ministério Público de corrupção e lavagem de dinheiro, Eduardo Bolsonaro, acusado de ajudar aliados do pai procurados pela Justiça a fugir do Brasil, ou Jair Renan Bolsonaro, suspeito de tráfico de influências e enriquecimento ilícito, tal como duas ex-mulheres do chefe de Estado. (Correio da Manhã, Portugal) | bit.ly/3d48wKm

CIDADANIA-DESIGUALDADE/ Indocumentados em seu próprio país: os três milhões de brasileiros 'invisíveis'. Milhões de brasileiros não têm certidão de nascimento, o que os impede de estudar, de ir ao médico ou de ter um emprego formal. São quase três milhões de pessoas no Brasil que não têm nenhum tipo de registro no registro civil, por exemplo, a certidão de nascimento, segundo estimativa do IBGE. Em uma sociedade dilacerada pela desigualdade social, a ausência de papéis que credenciam um mínimo de dignidade não aparece com frequência no debate público, mas o assunto ganhou relevância quando apareceu como tema da redação do Enem. Na proposta “Invisibilidade e registro civil: garantindo o acesso à cidadania no Brasil”, os candidatos foram solicitados a escrever sobre o assunto. (El País, Espanha) | bit.ly/3d1ecEL

PANDEMIA-CARNAVAL/ Pelo menos oito capitais brasileiras cancelam festas de fim de ano por causa da Covid. Pelo menos oito capitais regionais no Brasil, incluindo Salvador e Belo Horizonte, cancelaram as comemorações do fim do ano por medo de uma repercussão na pandemia do coronavírus após a recente descoberta da variante omicron. O temor de uma nova onda pandêmica também levou dezenas de municípios brasileiros a também cancelar os eventos relacionados ao carnaval de 2022, previsto para o final de fevereiro e início de março. O Brasil, um dos países mais atingidos pelo Covid-19, vive atualmente um momento de certa estabilidade em relação às infecções e óbitos, que estão em seus níveis mais baixos desde praticamente o início da crise de saúde, em fevereiro de 2020. (El Diário, Espanha; Diario Correo, Peru) | bit.ly/2ZCazSK | bit.ly/3xExIAL

AMAZÔNIA-GRIFES/ Novo estudo vincula grandes marcas de moda ao desmatamento na Amazônia. LVMH, Zara, Nike e outros em risco de contribuir para a destruição da floresta tropical com base em conexões com a indústria do couro. Uma nova pesquisa sobre as complexas cadeias de abastecimento globais da indústria da moda mostra que uma série de grandes marcas de moda podem estar contribuindo para o desmatamento na floresta amazônica, com base em suas conexões com curtumes e outras empresas envolvidas na produção de couro e artigos de couro. O relatório, divulgado segunda-feira, analisou quase 500.000 linhas de dados alfandegários e descobriu que marcas como Coach, LVMH, Prada, H&M, Zara, Adidas, Nike, New Balance, Teva, UGG e Fendi têm múltiplas conexões com uma indústria que sustenta Desmatamento na Amazônia. (The Guardian, Inglaterra) | bit.ly/2ZGo0Bg

VACINA/ O Brasil anuncia a compra de 100 milhões de vacinas da Pfizer até 2022. O Governo do Brasil assinou na segunda-feira um novo contrato com o consórcio alemão-americano Pfizer / BioNTech para a aquisição em 2022 de 100 milhões de doses da sua vacina anticovid Comirnaty, com possibilidade de aumentar esse montante em mais 50 milhões. A presidente da Pfizer Brasil, Marta Díez, frisou que “o acordo ainda prevê a opção de aumentar em 50 milhões de doses adicionais de vacinas em 2022 para, assim, ter reforços para novas variantes se necessário”. A imunização no Brasil é liderada pela vacina do laboratório anglo-sueco AstraZeneca e da British University of Oxford, fabricada no país pela estatal Fiocruz, com 38% das doses fornecidas; seguido pela Pfizer com 33%. Em seguida, vêm o CoronaVac, do laboratório chinês Sinovac e produzido no Brasil pelo Instituto Butantan, vinculado ao Governo do Estado de São Paulo, com 28%, e o belga Janssen, da multinacional americana Johnson & Johnson, com 0,2%. (El Diário, Espanha) | bit.ly/3o6IE71

2. NOTÍCIAS DO MUNDO

BOLÍVIA/ Luis Arce e Evo Morales lideram o encerramento da "marcha pela pátria" em La Paz. A massiva “marcha pela pátria” liderada pelo presidente da Bolívia, Luis Arce, e pelo ex-presidente Evo Morales, encerrou sua jornada nesta segunda-feira ao chegar a La Paz depois de percorrer mais de 188 quilômetros em sete dias. A mobilização massiva surgiu em resposta às greves orquestradas pelos setores cívicos de Santa Cruz e Potosí em face da lei de combate à lavagem de dinheiro, finalmente revogada pelo governo. O presidente boliviano lembrou à direita que “você não brinca com o povo” e que tem “um voto a respeitar”. O ex-presidente também exigiu justiça pelo que aconteceu durante e depois da crise de 2019, "para que nenhum outro golpista retorne". (Página 12, Argentina; Ahora el Pueblo, Bolívia) | bit.ly/3D1mreM | bit.ly/3EayasD

CHILE/ O candidato de esquerda, Gabriel Boric, lidera as primeiras pesquisas do segundo turno eleitoral no Chile. O representante da Frente Ampla e do Partido Comunista supera José Antonio Kast, da extrema direita, três semanas antes das eleições. A vantagem que o candidato da extrema direita, Kast, com a qual ele começou a disputa pela segundo turno foi diluída nos dias seguintes segundo as pesquisas. Segundo três pesquisas publicadas no Chile neste fim de semana (‘Black and White’, ‘Pulso Ciudadano’ e o ‘Cadem’), Boric supera Kast, embora lhe sejam atribuídos diferentes níveis de vantagem, que variam de três a 16 pontos. (El País, Espanha) | bit.ly/3E9CLvo

HONDURAS/ A esquerda retorna ao poder em Honduras para resgatar as feridas do golpe de 2009. Xiomara Castro obteve retumbante vitória nas eleições. Os desafios: pobreza e crise. Com mais de 50% dos votos apurados, o candidato do partido ‘Libertad y Refundación’ obteve 20 pontos do partido governante Nasry Asfura, atual prefeito de Tegucigalpa que disputava a presidência pelo Partido Nacional. Honduras terá uma presidente mulher pela primeira vez em sua história. Xiomara Castro obteve uma retumbante vitória nas eleições - ela venceu em dezessete dos dezoito departamentos - e começou a reparar a trágica ferida aberta em 28 de junho de 2009, quando os militares entraram em sua casa para exilar seu marido, o então presidente, na Costa Rica José Manuel Zelaya Rosales, inaugurando a série de golpes suaves que atingiram a América Latina neste século XXI. (Página 12, Argentina) | bit.ly/31eHVrx

EUA- CAPITÓLIO/ Trump chamou assessores horas antes do motim do Capitólio para discutir como impedir a vitória de Biden. Várias fontes descreveram o envolvimento de Trump no esforço para subverter o resultado da eleição. Fontes disseram ao Guardian que Trump pressionou tenentes no hotel Willard em Washington sobre maneiras de atrasar a certificação do resultado da eleição. Horas antes do ataque mortal ao Capitólio dos EUA este ano, Donald Trump fez várias ligações da Casa Branca para importantes tenentes no hotel Willard em Washington e falou sobre maneiras de impedir que a certificação da vitória eleitoral de Joe Biden ocorresse em 6 de janeiro. O ex-presidente disse aos assessores que seu vice-presidente, Mike Pence, estava relutante em seguir o plano de comandar seu papel amplamente cerimonial na sessão conjunta do Congresso de uma forma que permitiria a Trump manter a presidência por um segundo mandato. (The Guardian, Inglaterra) | bit.ly/3d4NBHa

BARBADOS/ Barbados se torna uma república para deixar de ter Elizabeth II como chefe de estado. A ilha dá mais um passo para "deixar para trás" o passado colonial britânico e elege a até então governadora-geral, Sandra Mason, como presidente no dia que marca o 55º aniversário de sua independência. (El Diário, Espanha) | bit.ly/3xFmCeQ

OMICRON/ Reações fragmentadas atrapalham a luta global contra a Omicron. Pouco se sabe sobre a variante Omicron fortemente mutada, mas as nações ao redor do mundo foram mais uma vez rápidas em reagir em um vácuo de evidências. Os especialistas temem que a resposta desconexa do globo possa prejudicar a luta em curso contra o coronavírus, com abordagens que variam amplamente entre as nações. Quase dois anos após o início da pandemia, acusações, falta de coordenação, informações esparsas e medo estão mais uma vez influenciando as políticas. Na China, que tem estado cada vez mais sozinha em se isolar na tentativa de erradicar o vírus, um jornal controlado pelo Partido Comunista se vangloria das democracias que agora estão seguindo o exemplo enquanto Japão, Austrália e outros países desistem de flertar com a volta à normalidade e fecharam suas fronteiras para o mundo. O Ocidente, disse, acumulou vacinas às custas das regiões mais pobres e agora estava pagando um preço por seu egoísmo. (The New York Times, EUA) | nyti.ms/3D8GjN8

PANDEMIA-ÁFRICA/ Presidente chinês promete à África um bilhão de doses de vacina anti-Covid. China vai ajudar na campanha de vacinação da África, para proteger o continente da Omicron. A China prometeu ajudar os países africanos a impulsionar sua campanha de vacinação, o que, segundo observadores chineses, pode fortalecer significativamente a barreira imunológica do continente contra a pandemia de Covid-19 e combater a grave desigualdade global da vacina. O surgimento da nova variante Omicron, detectada pela primeira vez na África do Sul, mais uma vez destaca as terríveis consequências da desigualdade da vacina nos países em desenvolvimento, especialmente na África, onde apenas 6% de sua população foi totalmente vacinada. (Le Monde, França; Global Times, China) | bit.ly/3D5h3XR

bit.ly/3o2nfM5

VACINA-BIG PHARM/ Acesso às vacinas Covid: as "linhas de frente" solicitam o levantamento de patentes. Uma federação de sindicatos de enfermeiras castiga a atitude de americanos e europeus, que ainda colocam os lucros do laboratório acima da saúde. A ONGs ‘The People's Vaccine’, coletivo francês que reúne especialistas em acesso universal a medicamentos, médicos e sindicalistas (CGT saúde, SUD saúde, etc.) apoiaram, por mais de um ano, o pedido de levantamento provisório de patentes de vacinas e tecnologias contra a Covid-19, formulado pela Índia e África do Sul no âmbito da OMC. (L’Humanité, França) | bit.ly/3d1aKKq

3. ARTIGOS/ENTREVISTAS

Brasil, Chile e Honduras

Naiara Galarraga Gortázar – Brasil/Desigualdade (El País, Espanha) | “O impacto desigual da inflação de dois dígitos no bolso dos brasileiros. Alta de preços acumula 10,7% em 12 meses, mas golpe para os despossuídos é dois pontos maior do que para os privilegiados” (El País, Espanha) | bit.ly/3Dc7mqB

Camilo Gómez Florero – Brasil/Eleições (El Espectador, Colômbia) | “Eleições no Brasil: Na ausência de Lula, começa a disputa pela presidência” | bit.ly/3d0Jc80

Roberto Pizarro Hofer – Chile/Extrema direita (UYPress, Uruguai) | “O testemunho de um ex-ministro chileno: Candidato Kast e a Operação Condor” | bit.ly/3xCwKos

François Xavier-Gomez - Honduras/eleições (Libération, França) | “Xiomara Castro, uma mulher de esquerda para curar feridas hondurenhas” | bit.ly/3xCwKVu

Alberto López Girondo - Honduras/Esquerda (Tiempo Argentino, Argentina) | “Xiomara Castro, o retorno do progressismo a Honduras” | bit.ly/3d5wcxO

Atilio Boron - Honduras/Esquerda (Página 12, Argentina) | “Xiomara Castro inaugura uma nova era em Honduras” | bit.ly/3o2niaJ

Dominique Galeano - Honduras/Esquerda (Página 12, Argentina) | “Xiomara Castro: das marchas antigolpistas ao poder. Perfil da primeira presidente eleita de Honduras” | bit.ly/3d64QI5

Pandemia

Sheel Meru – Pandemia/Omega (The Guardian, Inglaterra) | “A variante Omicron poderia ter sido evitada? A nova variante Covid-19 destaca a desigualdade que deixa os países mais pobres desprotegidos, representando um risco para suas populações - e para todos nós” | bit.ly/3G1a3NO

Gordon Brown – Vacina/Desigualdade (The Guardian, Inglaterra) | “Uma nova variante de Covid não é nenhuma surpresa quando os países ricos estão acumulando vacinas” | bit.ly/3d2L5B1

David Folkenflik – Pandemia/Ômicron (Othe News, Itália) | “Com a nova variante da Covid-19 se espalhando se aponta para o apartheid da vacina” | bit.ly/3D5rwTh

Daniel Alan Bay – Pandemia/China (Common Dreams, EUA) | “Omicron mostra que críticos da mídia corporativa da estratégia zero-covid da China estão errados” | bit.ly/31eIqS2

 Extrema direita

Jason Wilson, reportagem – EUA/Extrema direita (The Guardian, Inglaterra) | “Como um exército de ‘hacker ativistas’ expõem os grupos extremistas de direita. Vazamentos e violações de dados pelos chamados "hackers éticos" - muitas vezes auxiliados por práticas de segurança inadequadas - expuseram o funcionamento interno de grupos e a natureza do movimento como um todo” | bit.ly/3d1e5Jl

Steve Schmidt, entrevista- França/Extrema direita (Le Nouvel Observateur, França) | “Com Zemmour, Bolloré e Facebook, na França você tem a equação que trouxe Trump ao poder” | bit.ly/3xCwO7G

Conteúdo Relacionado