Arte/Humor

Diário do Bolso, 10 de janeiro de 2019

 

10/01/2019 15:10

 

 
“Ser ou desser, eis a questão.”

Pô, Diário, tá fogo!

Todo dia eu tenho que voltar atrás.

A palavra que eu mais tenho usado é “des”. Desfazer, despedir, desdizer.

Assim vão mudar meu apelido de “Mito” pra “Desminto”. 

É que nem disse aquele cara segurando a caveira: “Ser ou desser, eis a questão.”

Ontem teve a história do livro didático. A gente publicou um edital e teve que despublicar. Pô, o que é que tem colocar umas propagandas no livro? E por que precisa dessa tal “referência bibliográfica”. O pessoal pega tudo da wikipédia mesmo. O jeito vai ser botar a culpa no Temer.

Antes disso foi a história da base militar. Eu convidei os americanos para fazerem uma base aqui, mas todo mundo reclamou (até os militares) e tive que desconvidar.

Teve também aquele negócio do IOF. Primeiro ia ter, depois não teve, todo mundo me desdisse, me chamaram de confuso, e eu fiquei com fama de ioiô.

O Onyx, que despediu todo mundo, agora está tendo que desdespedir.

O cara da Apex, o tal de Alecxandro, fez tanta besteira em uma semana que teve que ser despachado (o que eu achei bom, porque eu nunca ia acertar o nome dele). Mas depois ele se desdespachou.

A Reforma Agrária ia ser suspensa e foi dessuspensa (na verdade, vai ser suspensa mesmo, mas a gente não pode sair contando por aí em memorando).

Parece que o mundo apertou aquele botão rewind do gravador e está tudo voltando para trás. Até o Olavo de Carvalho entrou nessa e disse que a Terra não gira em volta do Sol. Assim o cara me desmoraliza.

Bom, Diário, o que eu sei é que por estes dias tudo que era para ser desfoi. Assim fica difícil. Meu governo tá dando pra trás. E quem dá pra trás é boiola.

@DiariodoBolso



Conteúdo Relacionado