Arte/Humor

Diário do Bolso, 11 de outubro de 2021

 

11/10/2021 11:25

(Reprodução/Facebook)

Créditos da foto: (Reprodução/Facebook)

 
Diário, sabe o que eu mais gosto neste emprego de presidente? Os dias de folga!

Pô, adoro pegar um feriadão prolongado, viajar pruma praia e ficar lá sem fazer nada, só aglomerando.

Nesses dias não tem lei pra assinar, documento pra ler, reunião pra fazer. É só comer alguma coisa na rua, praticar algum esporte e dar tchauzinho pros fãs. Isso é que é ser presidente, pô!

Esses dias, por exemplo, estou ficando no Guarujá. Mas dei um pulo em Peruíbe pra comer pastel, tomar caldo de cana e almoçar num selfie-service (a comida é ruim, mas tiro um monte de selfies com os fãs). Na verdade, foi um contra-ataque, porque o Calça Apertada liberou mais de vinte milhões pro hospital da cidade e eu fui lá pra dar uma neutralizada nisso daí. E aposto que hoje os peruibanos gostam mais de mim do que dele. Afinal, o que é melhor, comer pastel ou ir pro hospital? Comer pastel, é claro!

Mas ontem aconteceu uma coisa chata: eu queria ver o jogo do Santos (pra secar o time, que eu quero que caia pra Série B), mas me avisaram que eu não podia ir. Só porque eu não tomei vacina. Pô, isso é crime de vacinismo, ou seja, é preconceito contra quem não tomou vacina. A gente agora não tem mais o direito de infectar o próximo? Cadê a minha liberdade de contaminação?

Querem que eu faça o quê? Que eu coloque uma escada pra ver o jogo por cima do muro?

Pra piorar, o Santos ganhou depois de mais de dois meses de seca. Vai parecer que me barrar dá sorte. Já vi até santista tuitando: “Ele foi barrado na Vila Belmiro e o time ganhou. Imagina se ele fosse barrado na presidência?”.

Se eu tivesse ido no jogo, iam falar disso em vez do veto aos absorventes e do corte de 92% na verba da pesquisa científica.

Por essas e outras que minha despopularidade bateu recorde e chegou a 59%, segundo o Data Foice.

Bah! Quero que santistas, cientistas e absorventistas se danem!

#diariodobolso



Conteúdo Relacionado