Arte/Humor

Diário do Bolso, 3 de novembro de 2021

 

03/11/2021 10:09

(Aroeira)

Créditos da foto: (Aroeira)

 
Diário, já voltei pro Brasil, mas tô pistóia. Quer dizer, pistola!

Pô, até na Itália os canhotos pegam no meu pé?

Em Pádua e naquela cidadezinha que eu já esqueci o nome, teve um monte de gente me enchendo o saco, agitando cartaz, gritando “genocida” e tal.

Pois ontem, em Pistóia, aconteceu a mesma coisa. Eu só queria dar uma passeada e fazer um oba-oba com os pracinhas que morreram na guerra. Mas mesmo lá a izquerdaglia (deve ser assim que se fala esquerdalha em italiano) me perseguiu.

De manhã tinha uns trezentos pagliaços gritando bobagens contra mim. E depois, noutra manifestação, mais uns novecentos.

Se fosse só isso, tudo bem. Mas o prefeito de Pistóia se recusou a me receber. E o padre Dom Tardelli, que todo ano faz essa missa dos pracinhas, também não quis dar as caras por lá. Disse que era “abertamente contrário à instrumentalização da celebração”.

Tô começando a achar que todo católico é comunista. Esse negócio de dividir o pão, não sei não...

Ainda bem que o senador Matteo Salvini apareceu pra falar comigo. Ele é o líder do Liga Norte, um partido de ultradireita italiano. Foi ele que há dois, quando era ministro do interior, proibiu um barco cheio de imigrantes de aportar na Itália, e aí um monte deles pulou no mar.

O Salvini também ficou famoso por se recusar a participar do Dia da Libertação, que é quando a Itália festeja o fim da ocupação nazista. Pô, se ele acha que isso não é uma coisa pra se comemorar, é a opinião dele, talkei?

Bom, Diário, ainda bem que voltei pro Brasil. Já tava na hora de trocar os pracinhas pelos parcinhas, kkk!

#diariodobolso

PS: Parece que os brasileiros venceram uma tal de Batalha de Monte Castelo aqui na Itália. Pois sabe onde mais tem um monte de castelo? No livro “Castelos”. O link é esse, pô: https://www.catarse.me/castelos 



Conteúdo Relacionado