Política

PM detém criança de 7 anos em protesto no DF

O garoto protestava pacificamente, junto com o pai, contra o impeachment e pela democracia.

27/03/2016 00:00

Reprodução

Créditos da foto: Reprodução

A mesma Polícia Militar (PM) que garante a segurança - e até posa para selfies - com a elite branca e rica que vai as ruas clamar pelo impeachment da presidenta Dilma Russeff, adota comportamento bem diverso quando a pauta do protesto é a defesa da democracia e os atores sociais são negros e pobres da periferia.

Na quinta (24), a PM do Distrito Federal chegou a deter uma criança de 7 anos que participava pacificamente, junto com o pai, Chico Carneiro, da manifestação organizada pela Frente Povo Sem Medo, que reúne movimentos sociais contrários ao golpe democrático em curso, como o Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST).   
 
A detenção ocorreu quando os manifestantes chegaram à sede da TV Globo de Brasília. Outros manifestantes, como o educador Yuri Soares, que protestava contra o impeachment e a favor da democracia, também foram levados pela Polícia. Todos eles foram liberados posteriormente, dado que não havia razão para sustentar o abuso policial.
 
De acordo com o jornalista Vinicius Borba, que participou da manifestação e gravou em vídeo os excessos policiais, nenhum deles cometeu nenhum ato que justificasse a detenção e uso excessivo da força. “Com ações como essa, perde a democracia, perde a educação para a democracia”, denunciou.


Confira o vídeo denúncia de Borba sobre a ação da PM-DF:
 

 



PAI E FILHO DE 7 ANOS PRESOS POR PARTICIPAR DE MANIFESTAÇÃO

PAI E FILHO DE 7 ANOS PRESOS POR PARTICIPAR DE MANIFESTAÇÃOUm pai foi preso juntamente com o filho de apenas sete anos por participar de manifestação na noite desta quinta-feira, 24 de março. O ato seguia pacificamente em frente à sede da Rede Globo de televisão em Brasília quando o manifestante Chico Carneiro foi detido por participar com o próprio filho do ato público da Frente Povo Sem Medo. Apesar da detenção a Polícia Civil não indiciou o pai por não constatar materialidade de nenhuma prática de negligência.  O representante da Polícia Militar que prendeu pai e filho alegou que a criança teria sido colocada em risco. Segundo relato do pai e do sindicalista Yuri Soares, também detido na ação, o pai tirava um retrato do menino que brincava com bonecos durante o ato quando a PM interviu retirando o menino de seu colo e prendendo o pai. Tudo ocorreu em protesto realizado pela Frente Povo Sem Medo contra o impeachment e a favor da democracia.Reportagem Ruas e Redes
Publicado por RUAS E REDES em Sexta, 25 de março de 2016











Conteúdo Relacionado